Matérias Mais Lidas

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemO que Adrian Smith descobriu ao retornar ao Iron Maiden

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemNick Mason relembra a época que o Pink Floyd desastrosamente tentou tocar reggae

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemMetallica libera vídeo de mais uma música tocada no show em São Paulo; assista aqui

imagem"Eu não tinha ideia de quão grande o Maiden iria ficar", diz Bruce Dickinson

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemShavo Odadjian, baixista do System Of A Down, conta quais álbuns mudaram sua vida

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis


Stamp

Resenha - With Vilest Of Worms To Dwell - Hollenthon

Por Thiago Sarkis
Em 11/12/02

Nota: 9

Martin Schirenc, líder do death metal irônico do Pungent Stench, decidiu, categoricamente, investir num projeto audacioso e bem particular. O Hollenthon lança seu segundo álbum já com um ar de poderio, expectativa e renome envolvendo-o. Uma idéia distante da realidade, porém, que toma forma em "With Vilest Of Worms To Dwell", uma obra-prima em termos técnicos, se guiando por referências diversas, incluindo metálicas, folclóricas e clássicas, as quais colidem numa verdadeira sinfonia da brutalidade.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Olhei o encarte, procurei no site oficial, virei de ponta a cabeça para saber o nome dos violinistas, violoncelistas, e outros músicos que reforçaram a violenta orquestra aqui presente. Nada foi encontrado, até porque não há presença, e sim ausência destes. Schirenc conseguiu genialmente tirar orquestrações dos teclados, donde seria inconcebível, completamente inacreditável. Sons perfeitos de uma grandiosidade absurda.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Basicamente tudo aqui foi feito por ele, exceto a masterização competente de Akeem Koehler, e as letras, a cargo da esposa Elena Schirenc. Aliás, um ponto fraco do disco está no lado lírico. A exploração épica se destoa do instrumental intenso, maravilhoso, mesmo este contendo algumas passagens cabíveis do estilo aludido.

Outro detalhe abaixo da média apresentada nas oito faixas está nos vocais limpos, os quais seriam extremamente adequados em suas intervenções se porventura bem executados. Não o são e infelizmente soam apenas razoáveis.

No demais, é um deleite só. Espetacular e quebrando várias barreiras no metal extremo. Imperdível!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Site Oficial: www.hollenthon.com

Formação:
Martin Schirenc (Vocais – Guitarras – Baixo – Teclados)
Elena Schirenc (Vocais)
Mike Groeger (Bateria – Percussão)

Material cedido por:
Hellion Records – http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280 / 282 / 308 – Centro.
São Paulo – SP – BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: [email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.