Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis


Resenha - Beyond The Skies Eternity - Ivan Bertolla

Por Thiago Sarkis
Em 11/12/02

Nota: 7

Precisa-se de uma orquestra, urgentemente! Ivan Bertolla, compositor australiano, de descendência italiana, mostra em dezessete faixas, preciosos temas, que compõem, sinceramente, a melhor trilha sonora de filme algum, que já ouvi em toda a minha vida.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A guitarra, a princípio, parece ser a via principal, mas não o é. Os teclados / sintetizadores são os guias por aqui, e as orquestrações viabilizadas por estes são destaques absolutos. Muita intensidade e coesão em meio a uma técnica monstruosa, porém que não aparece o tempo inteiro para torrar nosso saco. A velocidade dos solos, bem limpos, surgem como complementos bem postados nas músicas, diferentemente daquele famoso enchimento de lingüiça sem direção ou lógica, tocados fora de momento, na ausência de uma total noção crítica, e também de auto-avaliação.

A produção é ótima e dá uma potência inacreditável aos bons desenvolvimentos de Bertolla. Com costas um pouco mais largas, este rapaz desbancaria muito pretendente a John Williams e facilmente ouvir-lhe-íamos nas telas de cinemas, em filmes de ação, aventura, suspense, terror, séries de esportes radicais, comerciais, etc.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O que pesa aqui é o fato das composições pediram uma orquestra real, com seres humanos, e instrumentos manuseados, e não apenas o abrangente limite do sintetizador. Soa bem, mas inegavelmente seria infinitamente superior caso tudo isso se personificasse. Violinos, violoncelos, flautas, trompetes, quem sabe até harpas. É verdade, o moço pensa longe, seu projeto é audacioso, grandioso.

Outra questão a se levantar é o som da guitarra base, já que esta foi a única vacilada dele no debute "Beyond The Skies Eternity". Escorregou no quiabo nessa. Sorte que ela não aparece tanto e estamos livres para saborear os primeiros instantes de uma carreira que tem bastante a render.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Site Oficial: http://www.bertolla.com

Email: [email protected]

Formação:
Ivan Bertolla (Guitarras – Guitarra sintetizada – Teclados - Violão clássico – Baixo)
Tony Murray (Piano)
Robert Parolin (Bateria)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.