Resenha - Aion - Fatima Hill

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


Por mais que se possa achar loucura, imaginemos uma banda de gothic-metal vinda do Japão? Cujo som remete ao Theatre of Tragedy dos bons tempos, com uma vocalista agressiva e competente, e guitarras poderosas. Antes que saiam chamando a banda de "O Nightwish japonês", vale citar que essa banda existe desde 1992, e que já tem um cd lançado, "Valhalla". Esse segundo cd foi lançado no começo de 2002, e mostra uma banda que ainda traz traços do Gothic Metal, mas começa a adicionar pitadas de heavy tradicional ao som, complementado por teclados operísticos e sons de sua terra natal. Que mistura.

Brian May: "eu não sabia que Freddie era Gay"Metallica: Hetfield elege as suas dez músicas favoritas

A primeira música do cd, "Ares Dragon", mostra uma banda gótica, com levada pesada e densa, e vocal carregado de emoção, enquanto que a faixa seguinte, "Babel Dune", já mostra uma banda mais influenciada pelo heavy tradicional, principalmente nos riffs de guitarra. O vocal de Yuko lembra em muitas vezes Kimberly Goss (Sinergy), sendo extremamente parecido. O cd realmente é muito diversificado, quase uma mistureba de estilos, com um lado mais heavy ("The Black Bat"), um mixto de música japonesa com um lado épico (se é que isso pode existir) na faixa "Aeon" e momentos mais agressivos, como na pesada "Ultimata" (uma das melhores do cd) e na diferentíssima "Other", que incorpora instrumentos de corda ao som da banda, numa levada quase pop de tão acessível, com um show da vocalista, que canta quase sussurrando.

O cd fecha com duas faixas distintas: a power "Stigmata", que consegue ser extremamente cativante com sua levada oitentista e a esquisitíssima "The song for Beatrice Part 3 / The Seven Songs", que em seus dez minutos de duração, propõe uma fusão um tanto quanto desastrada de heavy com música japonesa, soando um tanto quanto complexa, ou estranha.

Uma banda que merece uma conferida a título de curiosidade. Agora, gostar é outra coisa... quem sabe mais personalidade no som não os ajude?

Site Oficial:
http://www.fatima-hill.com

Line Up:

Yuko - Vocais
Anjue Yahashiro - Guitarras
Akihito Sato - Bateria
Takamachi Koeda - Teclados
Hayato Asano - Baixo

Material Cedido por:

Elevate Records Italy.
http://www.elevaterecords.it




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Fatima Hill"


Brian May: eu não sabia que Freddie era GayBrian May
"eu não sabia que Freddie era Gay"

Metallica: Hetfield elege as suas dez músicas favoritasMetallica
Hetfield elege as suas dez músicas favoritas

Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidosComo batizar a criança
Os nomes de bandas mais estúpidos

Lindo Demais: conheça o London, o primeiro smartphone da MarshallLindo Demais
Conheça o London, o primeiro smartphone da Marshall

Marilyn Manson: perdi tudo por causa de ColumbineMarilyn Manson
"perdi tudo por causa de Columbine"

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

Nergal: rock pode ser perigoso, diz ao citar chute de Josh Homme em fotógrafaNergal
"rock pode ser perigoso", diz ao citar chute de Josh Homme em fotógrafa


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.