Resenha - Waiting for the Dawn - Kotipelto

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Com a pausa do Stratovarius até 2003, alguns integrantes resolveram aproveitar o tempo livre e se aventurar em discos solo. Timo Tolkki, que já tinha feito um anteriormente, lançou o seu "Hymms to Life", muito criticado por ter uma postura muito diferente, mas um bom cd. Já o vocalista Timo Kotipelto resolveu finalmente lançar seu cd solo, "Waiting for the Dawn". E não economizou na brincadeira, chamando feras do porte de Mike Romeo (Symphony X) e Roland Grapow (ex-Helloween), lançando um cd tipicamente power metal influenciado por Iron Maiden e Stratovarius (não poderia deixar de ser, é a banda do cara).

Cristina Scabbia: "Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

O cd abre com a típica maideniana "Travel Trough Time", que lembra muito a carreira solo de Bruce Dickinson, com Kotipelto arregaçando no vocal, como sempre. A temática do cd, desde a capa até as letras, segue a história do povo egípcio, sendo que a capa leva a assinatura de quem? Derek Riggs (se alguém não conhecer esse cara, não ouve heavy metal). Já a faixa seguinte, "Beginning", com uma boa introdução de teclado (muito similar a Deep Purple), tem uma levada mais cadenciada e marcante, uma faixa que se encaixaria no cd "Somewhere in Time" do Maiden, muito boa. O cd também tem faixas que poderiam bem estar em um cd do Stratovarius, como "Vizier" (que levada de guitarras, show de Mike Romeo), e "Knowledge and Wisdom" (espero que Tolkki veja o quanto seu companheiro de banda sabe escrever bem e aproveite mais as idéias de Kotipelto), e "Chose By Re", com seu lado mais épico. O cd também apresenta um lado mais hard rock de Kotipelto, que pode ser observado na faixa "Battle of the Gods", que lembra de leve o bom Whitesnake e "Waiting for the Dawn", ambas muito boas e cativantes, com show à parte do vocalista, como era de se esperar.

Além de todas as influências citadas podemos destacar a faixa "Arise", que lembra diretamente o Black Sabbath das épocas de Dio e Tony Martin, sendo uma ótima faixa (quem diria que Kotipelto fosse fazer um cd tão diversificado?). O cd fecha com a balada acústica "The Movement of the Nile", que encerra o contexto histórico do mesmo com a maior dávida egípcia, o Rio Nilo.

Um ótimo cd, uma boa voz... o que mais dizer? Impressiona, pois quem poderia imaginar que o vocal de uma banda power metal como Stratovarius fosse nos brindar com um cd tão intenso e surpreendente.... Compre sem medo!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Kotipelto"


Cristina Scabbia: Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!Cristina Scabbia
"Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce WillisAtores e música
As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

Psicografia: uma suposta carta do espírito de Cássia EllerPsicografia
Uma suposta carta do espírito de Cássia Eller

Rob Halford: Ninguém escolhe ser GayRob Halford
"Ninguém escolhe ser Gay"

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em NurembergMotorhead
A gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

Rock Faz Bem: Qual será a mais bela canção de todos os tempos?Rock Faz Bem
Qual será a mais bela canção de todos os tempos?

Pearl Jam: Loudwire escolhe as dez melhores músicasPearl Jam
Loudwire escolhe as dez melhores músicas


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336