Resenha - Dragonslayer - Dream Evil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Faria
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Depois de produzir álbuns para bandas como Hammerfall, In Flames, Dimmu Borgir, Spiritual Beggars, entre outros, o renomado produtor Fredrik Nordström decidiu que era hora de lançar material próprio, achando no guitarrista Gus G o parceiro ideal para botar em pratica o seu desejo. Foram recrutados então o baterista Snowy Shaw (ex-King Diamond, Mercyful Fate, Memento Mori e Notre Dame), o vocalista Niklas Isfeldt - backing vocals nos dois primeiros discos do Hammerfall - e o baixista Peter Stalfors. Nascia assim na Suécia, em 1999, o Dream Evil.

Presença de Palco: dicas para iniciantesCornos do Rock: a dor e o peso do chifre em três belas canções

O som do grupo é basicamente Power/Heavy Metal Melódico, mas algumas das canções podem ser consideradas Hard Rock. Tudo bem, a primeira vista pode até parecer que o Dream Evil é mais umas das tantas bandinhas que tocam Metal Melódico por aí, entretanto, eles o fazem com muita competência. O debut "Dragonslayer" é daqueles Cds que ficam por um bom tempo no aparelho de CD. O título pode desestimular alguns - "Dragão de novo!!!" - porém quando feito por músicos talentosos, que conseguem transmitir energia e empolgação em suas composições, o tema funciona.

A começar pela voz de Niklas Isfeldt que fica perfeita tanto na faceta mais Hard Rock - "Hail To the King" e "H.M.J." -, quanto na mais pesada do Dream Evil - "In Flames You Burn", "7th Day" e "Save Us" -, fazendo com que as canções agradem o ouvinte logo na primeira vez. Apontar uma delas como destaque é tarefa difícil, já que em "DragonSlayer" todas estão praticamente no mesmo patamar. Niklas, sem exagerar nos agudos, prova que tem personalidade e esbanja talento em melodias vocais cativantes. A cozinha é coesa e os guitarristas mostram sintonia total despejando riffs poderosos e solos magníficos (vide "The Prophecy"). Tudo isso muito bem ressaltado pela excelente produção de Fredrik.

Vale citar a participação da seção de cordas da Filarmônica de Gotemburgo (a mesma que participou do disco "Puritanical Euphoric Misanthropia", do Dimmu Borgir), que dá o ar da graça nas canções "The Chose Ones", "Outro" e "Losing You", este última uma ótima balada. Se conseguir manter o nível no próximo disco, o Dream Evil tem tudo para se destacar dentro do cenário europeu.

Track List

01.Chasing the Dragon
02. In Flames You Burn
03. Save Us
04. Kingdom of the Damned
05. The Prophecy
06. Chosen Ones
07. Losing You
08. 7th Day
09. Heavy Metal in the Night
10. H.M.J.
11. Hail to the King
12. Outro

Banda

Fredrik Nordström - guitarras e teclado
Gus G. - guitarras
Niklas Isfeldt - vocal
Peter Stalfors - baixo
Snowy Shaw - bateria


Outras resenhas de Dragonslayer - Dream Evil

Resenha - Dragonslayer - Dream Evil




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dream Evil"


Motivação: 10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estimaMotivação
10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estima


Presença de Palco: dicas para iniciantesPresença de Palco
Dicas para iniciantes

Cornos do Rock: a dor e o peso do chifre em três belas cançõesCornos do Rock
A dor e o peso do chifre em três belas canções

Futebol: conheça os times do coração de alguns rockstarsFutebol
Conheça os times do coração de alguns rockstars

Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposBateristas
Os 30 melhores de todos os tempos

Roger Moreira: resposta bem humorada a crítica no Agora é TardeRoger Moreira
Resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

Audioslave: Morello conta como foi a primeira reunião com Chris CornellAudioslave
Morello conta como foi a primeira reunião com Chris Cornell

2018: As previsões para o mundo do Rock2018
As previsões para o mundo do Rock


Sobre Fábio Faria

"Maidenmaníaco" convicto, nascido em 1973, passou a escutar Rock com 10 anos de idade. Primeiro disco adquirido foi "Destroyer" do Kiss. Logo depois conheceu o álbum "Killers" do Iron Maiden, e a identificação foi instantânea. Curte todos os estilos e sub-estilos do Rock e do Metal. Sem preconceito, escuta desde Black Sabbath, Yes, Janis Joplin, Slayer, In Flames, Sex Pistols até Dream Theater, U2, Blind Guardian, Slipknot, Carcass, etc. Bandas favoritas: Iron Maiden e Beatles.

Mais matérias de Fábio Faria no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336