Resenha - Deeper Shade Of Grey - Every Mother's Nightmare

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

5


Site Oficial - http://www.emnonline.net

Rolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revista

Velocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado

Rick Ruhl (Vocais)
Travis Hall (Guitarra)
Jeff Caughron (Guitarra)
Troy Fleming (Baixo)
Kris Beavers (Bateria)

Esse lance de transitar por estilos diferentes é complicado, e poucas bandas conseguem fazê-lo com competência. No caso do Every Mother’s Nightmare, a transição não está agradando e os caras ainda estão mostrando não ter o mínimo tino comercial. Começaram com hard rock, quando o estilo já estava caindo nas paradas. Agora se aproximam do grunge / alternativo, porém, mais de doze anos depois do "boom" de Nirvana & cia.

O penúltimo trabalho do grupo, "Smokin’ Delta Voodoo", foi até interessante, pois houve um equilíbrio entre a sonoridade antiga e a atual. Porém, infelizmente, "Deeper Shade Of Grey" não apresenta a mesma homogeneidade e vive de uma regularidade segura e irritante.

A dupla de guitarras, formada por Travis Hall e Jeff Caughron, parece ter sumido de vez. Ambos se perderam na simplificação do som, e pecam por diversas vezes, caindo na mesmice e soando como músicos quaisquer.

Rick Ruhl, ao contrário, se adaptou muito bem às mutações sonoras sofridas pelo conjunto. Em algumas passagens, chega a soar idêntico a Layne Staley (Alice In Chains) e em outras, lembra Kurt Cobain. Apesar da boa integração às novas tendências do Every Mother’s Nightmare, a mudança de Rick é de se lamentar, já que ele se destacava por uma voz única, bem distinguida das demais, e agora não passa de uma cópia, trançando entre figuras históricas do estilo grunge.

Os fãs vão se frustrar um pouco com o resultado deste mais recente lançamento. Em compensação, aqueles que admiram o novo direcionamento da banda, vão se esbaldar. Apesar do que, pensando bem, entre o original e o clone, é bem mais sapiente e sensato, ficar com a primeira opção.

Material cedido por:
Perris Records – http://www.perrisrecords.com
P.O. BOX 783
CEDAR PARK, TX, USA
78630-0783
Email: [email protected]




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revistaRolling Stone
As 500 melhores músicas segundo a revista

Velocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multadoVelocidade
Top 10 de músicas de Metal para ser multado


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin