Resenha - 2026 - Bandit

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar Correções  

8


Vou começar esse review com uma reclamação: é impossível que bandas como essa ainda estejam resumidas a um sucesso local, enquanto existam milhões de outras com qualidade muito inferior que infestam nossas rádios no país inteiro. Direto de Floripa, a banda Bandit já tem seu nome muito conhecido em toda Santa Catarina, mas ainda não conseguiu estourar no resto do Brasil, estando aqui para provar que existe muita coisa boa sendo feita no sul do país (um grande exemplo disso é a excelente banda gaúcha Ultramen) e que se tiverem uma chance vão provar seu valor.

Metallica: a evolução de James Hetfield ao longo dos anos

Top 10: dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idade

Fazendo um rock acessível (não pense em comercial ou de qualidade discutível) , com levadas suingadas (meio funkeadas), muita energia, um ritmo contagiante e muito som, o Bandit nos brinda com esse ótimo 2026.

De entrada o "hit" (no Sul é muito conhecida) "Vagalume" já mostra a força da banda. Com uma linha de vocal excelente, um baixo espetacular (uma banda com um baixista desse nível já tem 50% do caminho andado) e um refrão marcante, a música é daquelas fadadas a fazer sucesso.

Enquanto ouvia o CD um nome me veio muito à cabeça: Jamiroquai. A influência da banda é latente e só faz enriquecer o som do Bandit, que tem como uma das suas maiores virtudes a originalidade, conseguindo fazer seu som com muita personalidade.

Em termos de instrumental não temos o que reclamar, todos músicos são excelentes e todos merecem destaque. Assim também são as faixas, mas podemos citar algumas, entre elas: "Vai Valer", "Brasileiro Futebol Clube", "Destino" (influências de heavy metal?), "Qual seu Nome" (também fadada a virar sucesso) e a última 2026 (excelente!!!).

O Bandit conta com Nélson Viana (voz), Fábio Ferreira (baixo... ouçam esse cara tocando...), Luciano (guitarra), David Maciel (bateria) e José Carlos Jr. (Dj).

Vou deixar aqui também uma crítica construtiva à banda: os shows do Bandit tem muito mais peso do que o CD, e ficaria bem legal ouvir essas músicas gravadas com o peso das apresentações da banda.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: a evolução de James Hetfield ao longo dos anosMetallica
A evolução de James Hetfield ao longo dos anos

Top 10: dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idadeTop 10
Dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idade


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin