RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO hit dos Titãs composto por Nando Reis que Renato Russo não entendeu e achou ofensivo

imagemEstudo revela as bandas com músicas mais propensas a entristecerem seus fãs

imagemO dia que Marcelo Nova perguntou para Raul Seixas se existe coisa melhor do que mulher

imagemUm romance que separou famílias mas juntou garotos que formaram o Capital e a Legião

imagemAção entregue a Flavio Dino pede que seja impedida a entrada de Roger Waters no Brasil

imagemO vício secreto de John Lennon durante a gravação de seu último álbum

imagemA clássica canção que fez tanto sucesso que nem Nick Mason consegue mais ouvir

imagemGrupo coreano faz versão de "Admirável Chip Novo" e surpreende com português impecável

imagemA qualidade do Megadeth vem diminuindo nos últimos anos, diz David Ellefson

imagemA resposta de Rafael Bittencourt a quem diz que Angra deveria parar por baixa relevância

imagemA decepção de Dinho Ouro Preto ao ouvir ícone do punk rock pela primeira vez

imagemFoo Fighters encerra a sequência de 10 álbuns no topo das paradas de Noel Gallagher

imagemFim de casamento fez Axl Rose se reunir com Slash e Duff, diz ex-Guns N' Roses

imagemBlaze Bayley aparece pela 1ª vez após cirurgia no coração e faz promessa aos fãs

imagemA incrível música do Black Sabbath que Geezer Butler achou "comercial demais"


Anunciar

Resenha - Wheel Of Life - Karmakanic

Por Thiago Sarkis
Postado em 21 de fevereiro de 2005

Nota: 8

Os Flower Kings não param um segundo! Jonas Reingold principalmente, e se seguir essa trilha, vai bater a discografia de Tony Levin. O melhor de tudo é que ele vem se superando a cada lançamento e projeto que integra, com um som de baixo perfeito, poderoso, e linhas fortíssimas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

O Karmakanic demonstra tudo isso e mais um pouco. Escute Reingold ao lado de Krister Jonsson nas guitarras e Zoltan Csorsz na bateria da insana "Do U Tango?" e você entenderá completamente o que estou falando. Instrumentos perseguindo uns aos outros precisa e harmonicamente, às vezes em linhas rápidas e bem complexas, e padrões rítmicos em constante variação.

O CD conta também com "Where Earth Meets The Sky", uma das composições mais belas do rock progressivo desde o lançamento de "Snow" do Spock’s Beard. Isso se deve também às participações especiais. Os vocais de Inger Ohlén, a percussão de Helen Melin e as congas e o yembé de Sal Dibba, lembram bastante os experimentos étnicos de Peter Gabriel. Igualmente em relevo estão os teclados e pianos de Jakob Karlzon e Tomas Bodin (sim, outro Flower King) no hammond. Música brilhante com treze minutos de duração e nenhum escorregão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

No decorrer do disco, outros convidados especiais aparecem, como Roine Stolt (Flower Kings, TransAtlantic, Kaipa) e Richard Andersen (Time Requiem, Space Odyssey).

Hei de lembrar, apesar de todos os elogios, que iniciei meu comentário na faixa quatro ("Do U Tango?") e isso tem uma razão. As três primeiras canções não embalam tanto, apesar dos excelentes vocais de Goran Edman (ex-Yngwie J. Malmsteen). Contudo, sem dúvida, da quarta à oitava e última música, o que temos é um material inabalável.

Se em termos de prog metal, o recheio fica por conta de Pain Of Salvation, Dream Theater, Symphony X, e o Shadow Gallery, a cada quatro anos, saiba que os Flower Kings estão dominando o território do rock progressivo, com a própria banda, e os projetos paralelos de seus membros, em especial The Tangent e Karmakanic.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Lançado pela Regain Records - 2004

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Facchini Medeiros | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.
Mais matérias de Thiago Sarkis.