Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemTommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemKiko Loureiro exalta determinação de Mustaine; "Nada pode destruir esse cara"

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemSteve Perry revela o motivo ter recusado substituir Dave Lee Roth no Van Halen

imagemComo foi a comovente despedida de Dado e Renato Russo, três dias antes da morte

imagemLutador Wanderlei Silva curte noite curitibana com Angra e Sons of Apollo

imagemSe não fosse o Queen, Max Cavalera provavelmente não existiria


Dream Theater 2022

Resenha - Tuonela - Amorphis

Por Fabricio Boppre
Em 30/04/00

Nota: 9

"Tuonela", lançado em 1999, serve para sacramentar uma mudança de direcionamento, que no caso do grupo finlandês Amorphis (e diferente de várias outras bandas da atualidade), é resultado latente do amadurecimento e evolução dos músicos do conjunto. Essa mudança é inicialmente notada no disco "Elegy", onde a banda começa gradualmente a abandonar os vocais guturais e os andamentos doom/death originais de sua música (vide o clássico "Tales from the Thousand Lakes", lançado pela banda em 1994), fazendo uso de influências e estilos distintos em suas músicas.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Tuonela" dá continuidade a esse desenvolvimento, ao mesmo tempo que conserva algumas características básicas que fizeram do Amorphis um nome bastante respeitado e admirado no mundo do metal, como o uso de instrumentos variados, a atmosfera anos 70 causada pelos teclados presentes na maioria das canções do disco e os riffs portentosos e épicos. As influências e temáticas folclóricas de "Tales from the Thousand Lakes" é deixado um pouco de lado, mas a bem dosada mistura de peso, psicodelia e melodia do disco "Elegy" é repetida aqui, com um destaque um pouco maior para o elemento peso, que a banda distribuiu mais generosamente entre as 10 faixas desse disco do que em "Elegy".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Com essa nova sonoridade, a mudança de tipo de vocal foi algo natural, pois o antigo vocal podrão não se encaixava mais na música do Amorphis, e o vocalista Pasi Koskinen acaba sendo um dos destaques do disco, com seu vocal mais hard-rock do que propriamente metal (não se preocupa muito com a técnica e a potência, e sim, com o feeling e a emoção que transborda das canções).

O uso de saxofones, flautas e cítaras, característica já comum na música do Amorphis, mais uma vez é muito bem encaixado ao contexto das músicas, dando méritos à excelente produção de Simon Efemey (que já produziu o Paradise Lost).

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Dentre as canções podemos destacar as faixas "The Way", que abre o disco de maneira brilhante, com sua melodia refinada, vocais e harmonias viajantes e trabalho de guitarras soberbo (usando muito bem os famosos efeitos wah-wah); "Greed" que é a mais pesada do disco, com letra inspirada, andamento arrebatador e vocais lembrando os tempos de podreira fazendo dueto com partes mais melodiosas e limpas; e "Divinity", com sua melodia cativante, refrão contagiante e novamente, trabalho de guitarras primoroso e cheio de feeling.

Em suma, um excelente disco, que prima por não se prender a nenhum rótulo muito específico do metal (sem cair na armadilha das bandas que querem inventar novos estilos ou se livrar de algum deles e acabam se perdendo). Se você é muito fã do Amorphis mais pesado e extremo de antigamente, pode ser que fique com um pé atrás, mas, se antes de tudo, você gosta de música de qualidade e criativa, então pode ir atrás de "Tuonela" sem medo, pois é êxtase na certa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação
Pasi Koskinen: Vocais;
Tomi Koivusaari: Guitarras;
Esa Holopainen: Guitarras;
Olli-Pekka Laine: Baixo;
Pekka Kasari: Bateria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Vocalista do Amorphis não era fã de death metal estadunidense, mas amava o Deicide

Vocalista do Amorphis cuidou de crianças em parques para comprar sua primeira bateria

Arte Gráfica: Designer brasileiro cria versões para clássicos

Guia: do heavy ao melodic death metal, confira playlist com 12 horas de metal finlandês

Death metal progressivo: 10 músicas essenciais para conhecer o estilo

The Simpsons: 10 melhores aparições de roqueiros no desenho

Fotos de Infância: Red Hot Chili Peppers