Resenha - Other Side - Tropa de Shock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Don - Vocais e teclados

Allan Martins - Guitarras
Bruno Gomes - Guitarras
Marcos D'avila - Baixo
Marcio Minetto - Bateria

Site oficial: www.tropadeshock.cjb.net

A Bad Woman voltou. Mais uma banda brasileira que bebe na fonte do Heavy Metal Tradicional. Que bom. Entre tantas bandas de axé, pop, algumas escolhem o caminho do metal. A Tropa de Shock já é conhecida do cenário nacional, tendo lançado dois trabalhos de boa repercussão entre os bangers brasileiros e com boa aceitação no cenário europeu. E eis que nos brindam com este "The Other Side", que contém o famoso power metal oitentista influenciado por Helloween, Iron Maiden, Judas Priest.

De cara temos a faixa "Abigail 1862", cuja levada do início pode até assustar, pois as guitarras são quase black metal, porém a faixa aos poucos retorna ao pique metal anos 80. Será uma referência a King Diamond? A banda mostra seu lado mais speed na faixa seguinte, "The Glory of The Sun", com uma levada estilo Judas Priest, sendo uma ótima música. Mais speed pode ser encontrado em faixas como "Looking for the Truth" (excelente trabalho de guitarras), "Voodoo" (que poderia muito bem estar no cd "Walls of Jericho" do Helloween), e na rapidíssima "Vampire". A banda acerta em cheio também ao investir em sons mais cadenciados como na faixa "And Prometeu Created the Man" e na empolgante "The Dogs of Bahloo", de cara o destaque do disco, com um show de bateria e uma levada contagiante, com duetos de guitarra magníficos. Outra que merece destaque é a balada "The Other Side", que com sua levada controlada e pesada será um grande show ao vivo. A temática das letras segue para o lado mítico, falando de lendas, histórias fictícias e magia.

A banda se mostra muito coesa, com habilidade, e um conjunto muito bem entrosado. O único senão fica para o vocal de Don, que exagera demais nos agudos, tornando a compreensão das letras muito difícil, mesmo com o encarte na mão. O mesmo se mostra muito habilidoso em tons mais baixos. Se ele não exagerasse tanto nos tons altos seria um show de voz, pois potencial mostra ter de sobra.

Um bom cd. Parabéns à banda e que continue assim, honrando o heavy nacional.

Material Cedido pela:
Megahard Records
http://www.megahard.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tropa De Shock"


Separados no nascimento: Alice Cooper e GretchenSeparados no nascimento
Alice Cooper e Gretchen

Metallica: Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãsMetallica
Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãs


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClioIL