Resenha - Firefly - Bellaphon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Site Oficial - http://www2.big.or.jp/~bella/english/

Mitsutaka Kaki (Teclados)
Toshihiro Tanaka (Guitarras, Baixo)
Taiqui Tomiie (Bateria)
Masahiro Torigaki (Baixo)

"Firefly", lançado originalmente em 1987, foi o último álbum de estúdio do Bellaphon. A banda está se preparando para retornar, mas enquanto não chegam mais novidades, vamos falando sobre o excelente rock progressivo instrumental que esses japoneses apresentam.

Ao todo, são oito músicas, repletas de belos arranjos, harmonias e melodias. Os músicos dão grande importância a esses fatores e o resultado disso são composições belíssimas como "Le Petit Prince", "Mistral", "Firefly", entre várias outras que eu poderia citar como destaques (todas as músicas são excelentes).

Os solos são bem divididos e aparecem nas horas certas. Todos os músicos se apresentam muito bem, não descaracterizando o som da banda em momento algum. Os temas não variam tanto como nas bandas de rock/metal progressivo atuais, mas são excelentes e criativos. Em algumas músicas a harmonia é mais complexa e por isso essas variações nos temas não acontecem. Porém, em outras composições, a harmonia é bem simples e poderiam haver mais variações, que deixariam o som da banda mais dinâmico e interessante.

A produção é boa... ao nível do trabalho apresentado por esses japoneses.

Fica a expectativa pela volta da banda às suas atividades.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Bellaphon"


Guitarras e Baixos: Perguntas e RespostasGuitarras e Baixos
Perguntas e Respostas

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismoBlack Metal
Cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClioIL