Resenha - Ascend - Greg Howe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

Greg Howe é, com certeza, um dos guitarristas mais completos do mundo. Faz de tudo, tanto tecnicamente quanto em matéria de composições.

Tatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich Nietzsche

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Grande parte das músicas de seus álbuns solos mais antigos são mais direcionadas a jazz/fusion. Sempre muito 'swingadas', e com a presença de baixistas e bateristas fenomenais.

Em 1997, Greg participou do CD solo de Vitalij Kuprij (Artension) e a partir daí novas idéias surgiram, direcionando suas composições mais ao rock/metal progressivo neo-clássico, estilo tocado pelo tecladista do Artension em seus trabalhos solo. O resultado disso é "Ascend", o novo álbum de Greg Howe, com composições envolvendo jazz e fusion, que fizeram parte de toda a sua carreira, com neo-clássico e rock progressivo.

Além de guitarra, ele está tocando baixo, repetindo o que já havia feito em outros CDs. A atuação dele no baixo surpreende, mostrando que Greg tem muita 'intimidade' com esse instrumento também. Vitalij Kuprij e Jon Doman não ficam atrás, com atuações simplesmente impressionantes.

Mesmo com tantos músicos incríveis e composições de altíssima qualidade, a grande expectativa de boa parte das pessoas era para o cover de "La Villa Strangiato" do Rush, presente no CD. Acredito que a expectativa criada teve retorno, pois a versão apresentada por Howe, Doman e Kuprij é um espetáculo a parte. Com algumas mudanças em relação à versão original, acredito que essa seja uma bela homenagem aos legendários Lee/Lifeson/Peart, com uma bela interpretação dessa, que é sem dúvida alguma, uma das maiores composições dos três.

As outras 7 músicas do álbum são excelentes. Superiores a 99,999999% do que aparece atualmente no rock instrumental e shred guitar.

"Her Dance" merece um destaque especial. Essa música é maravilhosa e muito bem composta, variando sempre com duas ou três melodias independentes e de mesma importância. Além disso, há um fato inédito que é Greg Howe usando uma guitarra sintetizada, instrumento nunca utilizado por ele em outras músicas.

"Ascend" é daqueles álbuns que surpreendem até o último minuto. Ouvi várias vezes, não me enjoei e no final ainda fico a me perguntar como ele consegue fazer as coisas que faz.

Site Oficial - http://www.greghowe.com

Greg Howe - Guitarra e Baixo
Vitalij Kuprij - Teclados
Jon Doman - Bateria




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Greg Howe"


Tatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1Tatuagens
Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1

Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich NietzschePensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal
Friedrich Nietzsche


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336