Bumerangue: Labyrinth e Vision Divine, membros que vão e voltam

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Inicialmente, a intenção desta matéria pode ter os mesmos conceitos do "Bola de neve do metal", mas com um pouquinho de diferença. No caso das duas bandas que citaremos aqui, não é bem uma bola de neve, mas sim uma espécie de "bumerangue".

2013 acessosLione: "Nos últimos anos não vi novas bandas com ideias legais"5000 acessosAs novas caras do metal: + 40 bandas que você deve conhecer

Então, batizando este post de "Bumerangue Italiano", poderemos ver que realmente houve um vai e vem nestas duas bandas que iremos analizar. As bandas italianas LABYRINTH e o VISION DIVINE.

Mais uma vez, quero deixar claro que a intenção destas postagens são apenas por curiosidade, pois alguns fãs sempre tiveram ou tem a vontade de saber de curiosidades sobre os músicos que passaram, saíram e voltaram para suas bandas preferidas.

Vamos lá, começando pelo Labyrinth:

O Labyrinth surgiu em 1991 contando com os seguintes membros em sua formação: Franco Rubulotta na bateria, Luca Contini no teclado, Andrea Bartoletti no baixo, Andrea Cantarelli na guitarra, Olaf Thorsen na guitarra e Fabio Lione nos vocais.

Abaixo podemos ver uma imagem da formação clássica do Labyrinth:

Já que se trata de um "bumerangue", logo aqui podemos ver que tivemos dois nomes em comum, Fabio Lione e Olaf Thorsen, que mais tarde tocariam juntos no Vision Divine. Uma coincidência... o primeiro nome segerido por Olaf para o Labyrinth era "Vision", e o guitarrista também planejava um álbum solo que se chamaria "Divine". Juntando as peças, temos Vision Divine.

O Labyrinth já teve um desfalque logo no começo, quando o baixista Andrea Bartoletti deixou o grupo para a entrada de Cristiano Bertocchi que mais tarde passou pelo Vision Divine, como veremos mais a frente.

Também no mesmo ano, surgia uma outra banda que vale muito a pena ser citada aqui e que poderia até ajudar a criar uma "bola de neve". Estamos falando do ATHENA. Esta banda teve dois membros em comum com o Labyrinth e o Vision Divine. Primeiramente Fabio Lione mais uma vez, e o baterista que também tocou no Vision Divine, Matteo Amoroso.

Formação clássica do Athena
Formação clássica do Athena

Voltando ao Labyrinth, Fabio Lione já havia deixado o grupo para se juntar ao RHAPSODY. Além dele, o baterista Franco Rubulotta e o tecladista Luca Contini também deixam o grupo. Em seus respectivos lugares, entram o então atual vocalista do Labyrinth, Rob Tyrant, seguido pelo tecladista Andrea De Paoli e o baterista Mattia Stancioiu, ambos que mais tarde integrariam o Vision Divine, juntamente com Olaf Thorsen e Fabio Lione.

Então com isso, o Labyrinth passou a contar com a seguinte formação: Rob Tyrant nos vocais, Mattia Stancioiu na bateria, Andrea De Paoli no teclado, Olaf Thorsen na guitarra, Cristiano Bertocchi no baixo e com Andrea Cantarelli ainda como guitarrista do grupo, como podemos ver na imagem abaixo:

Depois de tudo isso, como foi dito no começo, Olaf pretendia formar outra banda a partir do Labyrinth, então surgiu o Vision Divine.

Formação clássica do Vision Divine
Formação clássica do Vision Divine

A formação inicial contava com Fabio Lione nos vocais, Olaf Thorsen na guitarra, Mattia Stancioiu na bateria, Andrea De Paoli nos teclados e Andréa "Tower" Toriccini no baixo. Mais tarde, eles tiveram a inclusão do guitarrista Federico Puleri, em 2001.

Mas ainda em 2000, houve um fato curioso ocorrido aqui no Brasil. Na turnê que o Vision Divine fez em divulgação de seu primeiro álbum "Vision Divine", a banda decidiu trazer também o Labyrinth, já que as duas bandas tinham praticamente os mesmos músicos.

Esta formação do Vision Divine durou pouco, só com os álbuns "Vision Divine" de 1999 e "Send Me An Angel" de 2002. As coisas estavam acontecendo ao mesmo tempo com as duas bandas. Já que eram quase a mesma.

Enquanto isso no Labyrinth, Olaf abandonava o seu posto para se dedicar exclusivamente ao Vision Divine. Com o Vision Divine foi a mesma coisa, o teclasita e o baterista, Andrea De Paoli e Mattia Stancioiu, respectivamente, abandonam o grupo para se dedicarem ao Labyrinth.

Com tudo isso acontecendo, Fabio Lione já não era mais vocalista do Vision Divine, passando então a se dedicar somente a sua principal banda, o Rhapsody. Com o Labyrinth se reformulando e se estabelecendo, no Vision Divine também não foi diferente. Depois deste período, as duas bandas se concretizaram com as formações a seguir:

2º formação clássica do Labyrinth: Andrea Cantarelli (guitarra), Rob Tyrant (vocal), Andrea De Paoli (teclado), Cristiano Bertocchi (baixo), e Mattia Stancioiu (bateria)
2º formação clássica do Labyrinth: Andrea Cantarelli (guitarra), Rob Tyrant (vocal), Andrea De Paoli (teclado), Cristiano Bertocchi (baixo), e Mattia Stancioiu (bateria)

No Vision Divine, a banda seguiu com a seguinte formação:

Michele Luppi no vocal, Oleg Smirnoff no teclado, Matteo Amoroso na bateria, Andrea "Tower" Torricini no baixo, Federico Pulerik na guitarra e Olaf Thorsen na guitarra
Michele Luppi no vocal, Oleg Smirnoff no teclado, Matteo Amoroso na bateria, Andrea "Tower" Torricini no baixo, Federico Pulerik na guitarra e Olaf Thorsen na guitarra

Agora contando os anos de 2005 à 2007, tanto o Labyrinth quanto o Vision Divine, sofrem baixas em suas formações. Houve trocas e saídas, Andrea "Tower" Torricini decide deixar o Vision Divine, e nisso houve uma troca entre as duas bandas. O baixista Cristiano Bertocchi sái do Labyrinth e se junta ao Vision Divine.

Oleg Smirnoff também deixou o Vision Divine juntamente com o baterista Matteo Amoroso, sendo Alessio "Tom" Lucatti e Alessandro Bissa seus substitutos, respectivamente. No Laybrinth, Rob Tyrant assume o baixo, a essa altura, o guitarrista Pier Gonella já estava no grupo.

Sendo assim, a formação de cada grupo ficou da seguinte forma:

Labyrinth:

Vision Divine:

O tempo foi passando e o bumerangue indo e voltando. O Labyrinth conseguiu se manter com esta formação, mas Rob Tyrant sentiu a necessidade de contratar um baixista. Então o vocalista contou com seu companheiro de VANEXA, o baixista Sergio Pagnacco.

As duas banda não estavam tão na ativa quanto antigamente, mas alguns fatos aconteceram e ajudaram a dar um up em ambas. Primeiramente com o Vision Divine, devido a saída do vocalista Michele Luppi, que resolveu se dedicar a sua outra banda, o MR. PIG, todos achavam que seria difícil o grupo arrumar um substituto à altura. Mas quando ninguém mais tinha esperanças, eis que surge (retona) Fabio Lione, para assumir os vocais novamente.

Então a formação ficou a seguinte: Fabio Lione no vocal, Olaf Thorsen na guitarra, Cristiano Bertocchi no baixo, Federico Puleri na guitarra, Alessio Lucatti no teclado e Alessandro Bissa na bateria.

Mas um outro fato aconteceu no Vision Divine, que fez com que quase a formação da banda estivesse presente, o retorno do baixista Andrea "Tower" Torricini. Então a formação que vemos hoje no Vision Divine ficou sendo a seguinte:

Agora no lado do Labyrinth, houve duas baixas na formação. O guitarrista Pier Gonella ficou até 2009 deixando o grupo logo depois, o baterista Mattia Stancioiu também resolveu abandonar a banda para se envolver com projetos de estúdio. Mas para dar uma forcinha ao grupo, com a mesma surpresa que Fabio Lione foi para o Vision Divine, assim aconteceu com Olaf Throsen voltando para o Labyrinth. Enfim, podemos ver na foto abaixo a formação recente do Labyrinth.

Rob Tyrant no vocal, Olaf Thorsen na guitarra, Andrea Cantarelli na guitarra, Sergio Pagnacco no baixo (não está na foto), Andrea De Paoli no teclado e Alessando Bissa na bateria
Rob Tyrant no vocal, Olaf Thorsen na guitarra, Andrea Cantarelli na guitarra, Sergio Pagnacco no baixo (não está na foto), Andrea De Paoli no teclado e Alessando Bissa na bateria

Os álbuns mais recentes das duas bandas são, "Destination Set To Nowhere" (2012) - Vision Divine e "Return to Heaven Denied Pt. II: 'A Midnight Autumn's Dream'" (2010) - Labyrinth.

Dois fatos curiosos para encerrar.

1. De todos estes músicos que já passaram pelas duas bandas, o único membro que permanece até hoje em sua banda de origem, é o guitarrista Andrea Cantarelli, do Labyrinth.

2. E o outro fato é que o baterista Alessando Bissa toca nas duas bandas hoje em dia.

Realmente, nessas bandas italianas, o bumerangue vai e volta... o tempo todo.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 01 de janeiro de 2013

2013 acessosLione: "Nos últimos anos não vi novas bandas com ideias legais"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Vision Divine"

AngraAngra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?

Fabio LioneFabio Lione
Conheça a namorada e a filhinha do vocalista

AngraAngra
Fabio Lione mostra seus talentos como tenor

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Labyrinth"0 acessosTodas as matérias sobre "Vision Divine"

As novas caras do metalAs novas caras do metal
Mais 40 bandas que você deve conhecer

Phil AnselmoPhil Anselmo
"Sou o rei da falsidade! É isso que a heroína faz!"

Ratos de PorãoRatos de Porão
João Gordo crente? Vai tomar no cu quem tá acreditando!

5000 acessosAC/DC: setlist, fotos e vídeos do show arrasador com Axl Rose5000 acessosMusical Box: Os 20 discos seminais do Hard Rock5000 acessosNick Jonas: ele tentou fazer um solo e virou um meme de Internet5000 acessosDuff McKagan: inspiração para cerveja Duff dos Simpsons?5000 acessosMike Portnoy: puto com fã que usava camiseta de novo álbum do DT5000 acessosMegadeth: "Não estaríamos aqui sem o Metallica!"

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online