Azul Limão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Myriam Merino
Enviar correções  |  Ver Acessos

Banda formada em 1981, no Rio de Janeiro por Vinícius Mathias (baixo), Marcos Dantas e Beto Martins (guitarras) e Sales (bateria). Esta foi a primeira formação do Azul. No meado de 1982 a banda resolve dar um tempo por não conseguir vocalista fixo e constante troca de baterista.

Vocalistas: algumas das grandes vozes do rockMax Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"

Marcos Dantas decide reagrupar o Azul Limão junto com o vocalista Rodrigo Esteves e conseguem estabilizar sua formação chamando Ricardo Martins (bateria) e novamente, Vinícius Mathias (baixo).

No começo de 1983, a banda lança sua primeira demo, conseqüência disso, shows com mais freqüência. A segunda demo sai também em 1983, onde se destaca a música "Não vou mais falar", que entra na programação da extinta Rádio Fluminense FM.

O exótico e estranho nome da banda facilitou na divulgação, pois não havia explicação para tal.

No final de 1984, pelo selo B.B. Records, estiveram prestes a lançar um compacto com as músicas "Satã clama metal" e "Sangue frio", mas o disco não saiu.

Em agosto de 1986 lançam o primeiro álbum chamado Vingança, pelo selo Heavy. Ainda que cantado em português, o disco chegou a ser mencionado em algumas revistas estrangeiras como: Kerrang e Metal Hammer.

Em 1987, pelo selo Point Rock, gravam seu segundo disco chamado "Ordem e Progresso". Em setembro do mesmo ano, Ricardo Martins deixa o grupo para dedicar-se a projetos particulares, sendo substituído pelo grande baterista paulista Alexandre Reis.

Nos anos 90, a banda acaba em função profissional de Rodrigo Esteves, grande cantor lírico que vai dar seguimento ao seu trabalho na Europa.

Atualmente, a banda se reúne eventualmente para fazer shows quando Rodrigo Esteves vem ao Brasil.

Em agosto de 2007, Rio de Janeiro e São Paulo presenciaram esse magnífico evento, uma espécie de túnel do tempo. Os shows comemoraram o relançamento em cd do álbum "Vingança" pelo selo alemão Dies Irae. Com uma enorme receptividade, fãs de todas as idades puderam curtir esse marco histórico do metal nacional e o Azul Limão mais uma vez mostrou que Rock'n'Roll não tem idade, está no sangue, na alma, algo que vem de dentro pra fora.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Azul Limão"


Metal nacional: quinze álbuns clássicos de bandas brasileirasMetal nacional
Quinze álbuns clássicos de bandas brasileiras


Vocalistas: algumas das grandes vozes do rockVocalistas
Algumas das grandes vozes do rock

Max Cavalera: Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nomeMax Cavalera
"Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"


Sobre Myriam Merino

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336