Saltos de Cordas (string skipping)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Victor H. Guidini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Considero este um dos assuntos mais difíceis para os guitarristas. Exigem muita paciência para serem executados com nitidez e precisão. São dez exercícios com graus de dificuldade crescente.

5000 acessosLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?5000 acessosBateristas: os dez músicos mais loucos de todos os tempos

Para aquecer vamos ver um pouco sobre as pentatônicas.

Este primeiro exemplo mostra a pentatônica de Lá menor em seu estado fundamental tocada com string skipping. É um exemplo bem “clichê”, mas ta valendo pra começar.

O segundo exemplo é mais complicado, principalmente quando é tocando com distorção. O interessante neste exemplo é manter a nitidez de cada nota, principalmente nas mini-pestanas com os dedos 1 e 3.

Uma nota por corda é o foco do terceiro exemplo. Novamente, preste bastante atenção nas pestanas dos dedos 1 e 3.

O exemplo acima mostra a tríade de lá menor, com repetição da nota da ponta uma oitava abaixo. Pratique também as tríades maiores, aumentadas e diminutas e suas “possíveis” inversões.

Este exemplo consiste na tríade com repetição das duas notas da ponta uma oitava abaixo. Pratique também as tríades maiores, aumentadas e diminutas e suas “possíveis” inversões.

Os dois exemplos acima são patterns do guitarrista Paul Gilbet para a utilização da tríade. .

Este exemplo é a escala de Am natural tocada com a repetição de fragmentos em oitavas.

A escala também pode ser tocada com tappings e saltos de corda. Preste atenção para abafar as cordas durante o salto. As notas indicadas com um T (tapping) devem ser tocadas com a mão direita, e as indicadas com P (pull off) com ligados da mão esquerda.

Este exemplo é um pattern interessante para o uso de tapping e salto, e exige muita atenção para evitar que as notas fiquem soando depois dos saltos.

Para finalizar, acima temos o solo final da música Erotomania, do Dream Theater (disco Awake). Este solo requer muita atenção para os saltos, as divisões em quintinas, e deve ser tocado todo com Palm Mutting (abafado) na mão direita. A velocidade é de aproximadamente 160 bpm.

Estudem todos estes exemplos com muita paciência e disciplina, os resultados surgirão.

Abraço para vocês e bons sons!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Guitar Shred

5000 acessosWarming Up5000 acessosEstudo x Diversão5000 acessos1234... Cromatizando - Parte I5000 acessos1234... Cromatizando - Parte II5000 acessosPentatônicas com tapping5000 acessosLick Combo 35000 acessosModos Gregos - Parte I5000 acessosModos Gregos - Parte II5000 acessosModos Gregos - Parte III5000 acessosShapes de aperjos5000 acessosImprovisação sobre uma corda5000 acessosPalhetada sobre duas cordas4826 acessosEstu/ticando0 acessosTodas as matérias sobre "Guitar Shred"

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Guitar Shred"0 acessosTodas as matérias sobre "Instrumentos"


Led ZeppelinLed Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

BateristasBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos

MotorheadMotorhead
"Radiohead e Coldplay não são rock"

5000 acessosLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?5000 acessosBateristas: os dez músicos mais loucos de todos os tempos5000 acessosLemmy: "Radiohead e Coldplay são bandas sub-emo"5000 acessosAlice in Chains: músicas do "Black Gives Away" com Layne no vocal5000 acessosMastodon: a surreal história de como conheceram o Metallica5000 acessosBatman: 10 razões pelas quais ele é Metal pra caramba

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Victor H. Guidini

Músico, guitarrista e professor de música formado pela UDESC. Começou a ouvir rock quando descobriu os vinis do AC/DC de seu irmão. Aos 13 conheceu o Van Halen e começa a incomodar os vizinhos com sua primeira guitarra. Tocou em várias bandas de Florianópolis. Atualmente, mora em São Paulo e segue como professor de música e tocando por ai. Entre muitos outros, curte Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, Dr Cipó, Cama de Gato, Tribal Tech e Led Zeppelin.

Mais matérias de Victor H. Guidini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online