Em 10/03/2010 | Resenha - Guns N' Roses (Mineirinho, Belo Horizonte, 10/03/10)

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Guns N' Roses (Mineirinho, Belo Horizonte, 10/03/10)

Por Luiz Figueiredo | Fonte: Luiz Figueiredo

  | Comentários:

O publico, segundo a produção, de cerca de 15.000 pessoas que lotou o Mineirinho na noite do último dia 10 com certeza saiu satisfeito e com a sensação de que valeu a pena investir boa parte de seus salários para ver o renovado GUNS N’ ROSES.

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

A cidade de Belo Horizonte está inserida nas turnês de grandes bandas nos últimos dois ou três anos e, com certeza, está preparada para receber cada vez mais grupos de Rock/Metal Internacionais. Não só pelo público que compareceu, mas também pela organização, que lidou muito bem com as necessidades de um show do porte do GUNS N’ ROSES. O único problema é o local. O Mineirinho, apesar de muito bonito, está sempre largado e parado no tempo, precisando de reformas estruturais (o que vai acontecer para a Copa do Mundo de 2014) e tem falhas acústicas graves tornando o som, principalmente nas arquibancadas, bastante abafado.

Enfim! Vamos aos shows.

A banda belo-horizontina de pop/rock UBERRO foi a surpresa - dispensável - da noite. O grupo formado por três integrantes subiu ao palco às 20h30min e fez um show de 20 minutos com quatro ou cinco músicas, incluindo um cover de O RAPPA (ô lala, ô lala). Frases clichês como: “Sonhar não custa nada” e “Acredita que você alcança”, ditas na apresentação das músicas, deram uma “broxada” no público Hard Rock que aguardava SEBASTIAN BACH e GUNS.

Show encerrado era hora de entrar em ação a equipe para arrumar o palco de SEBASTIAN BACH. E, em 25 minutos, tudo estava pronto para o vocalista original do SKID ROW entrar correndo e rodando seu microfone pelo fio à frente de um Mineirinho já com cerca de 80% do público em seu interior. Carisma é o que Bach tem de sobra. O cantor e os competentes músicos que formam o restante da banda deixaram a impressão de serem os headliners, fazendo muitos esquecerem que estavam lá para ver o GUNS N’ ROSES por alguns momentos.

A grande surpresa foi a execução de... “Belo Horizonte, esta música é especial para vocês: In A Darkened Room”. Assim Bach apresentou o clássico máximo do SKID ROW, após receber uma faixa das mãos de fãs que pedia a canção. Além desta, outras músicas marcantes de sua ex-banda como "18 and Life” e "I Remember You" tiraram o público do chão, como ele mesmo pediu, “Belo Horizonte, vamos pular”. Sebastian Bach abusou de falar em português com os mineiros, claramente lendo em papéis no chão, ele procurou falar o máximo possível em nossa língua. Um frontman como poucos. Às 22h20m termina o ótimo show de SEBASTIAN BACH e, agora, todos voltam a se lembrar dos donos da noite.

Abaixo o set list de SEBASTIAN BACH em Belo Horizonte:

1. Slave To The Grind
2. Back In The Saddle
3. Big Guns
4. Here I Am
5. Stuck Inside
6. Piece Of Me
7. 18 And Life
8. American Metalhead
9. Stabbin' Daggers
10. In A Darkened Room
11. Monkey Business
12. You Don’t Understand
13. I Remember You
14. Youth Gone Wild

O SHOW DO GUNS

Antes disso, vale destacar D. J. Ashba subindo ao palco próximo às 20h, antes de qualquer show, para saudar quem já estava dentro do ginásio e atirar palhetas aos presentes na Pista Premium. D. J. Ashba e os outros integrantes equilibram as relações com os fãs. Enquanto esses são extremamente abertos e dispostos a brincar com o público, Axl é fechado e raramente é visto atendendo fãs e dando entrevistas.

Faltando 5 minutos para as 23 horas, a introdução de “Chinese Democracy” começa a soar nos PA’s e o palco é coberto com uma luz vermelha. Neste momento, já era possível ver os integrantes entrando no palco para a execução da faixa-título do último disco da banda. Em seguida, três clássicos para botar fogo no Mineirinho “Welcome To The Jungle”, “It's So Easy” e “Mr. Brownstone”. A muito boa “Better” foi retirada do set list e “Sorry” foi responsável pela parte mais parada, e até chata, do show.

O guitarrista Fortus ganha o palco para seu solo. Um solo bem animado para introduzir a maravilhosa “Live And Let Die”, com certeza um dos pontos altos da apresentação. “If The World” é outra boa música do disco novo e antecedeu a clássica “Rocket Queen”. Axl que mudava de figurino a todo momento apresentou Dizzy Reed e o chamou ao centro do palco para seu solo em um piano que saia de dentro da base armada abaixo da bateria. Após “Street Of Dreams”, “You Could Be Mine” para êxtase geral.

Foi a vez de D. J. Ashba solar antes de “Sweet Child O’ Mine” que, além de fazer o Mineirinho cantar toda a letra em uníssono, levou várias garotas às lágrimas (pelo menos no meu raio de visão não tinha nenhum marmanjo chorando). Destaque para a participação do guitarrista Bumblefoot, nesta música. Axl Rose roubou a cena e sentou-se em seu piano, vindo do mesmo lugar de onde saiu o de Dizzy. “Another Brick In The Wall”, do PINK FLOYD antecedeu seu solo que daria origem à aguardada “November Rain”, música incrivelmente capaz de arrancar mais lágrimas dos olhos das garotas do que “Sweet Child O’ Mine”. Quem roubou a cena na guitarra desta vez foi D. J. Ashba.

Ao fim de “November Rain”, Axl se despediu e desejou boa noite, mas todos sabiam que eles voltariam para o bis. Bumblefoot carregando sua guitarra afiada executou com precisão... o tema de A Pantera Cor de Rosa. Era apenas um refresco para o que vinha pela frente. O cover de Bob Dylan “Knockin' On Heaven's Door” e “Paradise City” encerraram a apresentação inédita do GUNS N’ ROSES em Belo Horizonte com chuva de papel picado vermelho e serpentina.

Axl com seu chapéu preto e alguns quilos a mais não é mais o mesmo do fim dos anos 80 e anos 90, mas está acompanhado de uma banda que dá o suporte necessário. Não foi um show tecnicamente 100% que uma mega-banda como o GUNS N’ ROSES poderia fazer. Mas, por outro lado, as ótimas músicas clássicas e também algumas novas, as inesgotáveis explosões e o palco monstruoso que quase não cabia no ginásio fizeram a maioria avassaladora sair do Mineirinho com o sentimento de que valeu muito a pena pagar caro e dormir pouco para trabalhar no dia seguinte. A diversão é o mais importante.

Abaixo o set list do GUNS N’ ROSES em Belo Horizonte:

1. Chinese Democracy
2. Welcome To The Jungle
3. It's So Easy
4. Mr. Brownstone
5. Sorry
6. Solo Richard Fortus
7. Live And Let Die (Paul McCartney cover)
8. If the World
9. Rocket Queen
10. Solo Dizzy Reed
11. Street Of Dreams
12. You Could Be Mine
13. Solo do DJ Ashba
14. Sweet Child O' Mine
15. Jam Instrumental - Another Brick in The Wall (Pink Floyd)
16. Solo de Axl Rose
17. November Rain
18. Solo do Bumblefoot
19. Knockin' On Heaven's Door (cover de Bob Dylan)
20. Paradise City

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de Shows
Todas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Motörhead: vídeo da jam de Ace of Spades com Slash noite passada
Guns N' Roses: detalhes do piano de Axl Rose
Guns N' Roses: Quem foi Rei jamais perderá a majestade
Slash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor
Guns N' Roses: Filmagem em Full HD do show em Porto Alegre
Aerosmith: Joey Kramer afirma que Axl Rose mantém fãs "reféns"
Slash: "Problema dele", diz sobre retorno de Duff ao GN'R
Slash: vídeo com a participação do músico em show do Aerosmith
Aerosmith e Slash: veja Steven Tyler mandar Welcome To The Jungle
Guns N' Roses: Em Porto Alegre, um dos melhores shows da turnê
Guns N' Roses: veja alguns vídeos do show em Poa
Guns N' Roses: veja Duff mandando "Attitude" e "Raw Power"
Guns N' Roses: setlist, fotos e vídeos do primeiro show com Duff
Guns N' Roses: Axl recria momento memorável de 1992
Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Luiz Figueiredo

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas