W. Axl Rose: "vocês são todos desprezíveis" - Parte VI

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

W. Axl Rose: "vocês são todos desprezíveis" - Parte VI


  | Comentários:

Matéria publicada em 11/11/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Por Mick Wall, traduzido por Nacho Belgrande

Imagem
De acordo com um agitador cultural de Los Angeles daquela época conhecido como Vaginal Creme Davis, foi por volta desse momento que Axl começou a usar ‘aqueles disfarces tipo os do Michael Jackson – bigodes falsos e jaquetas de nylon; ’ Apesar de raramente ser visto à luz do dia, ele pedia a Beta ou o filho dela, Fernando, que o levassem de carro até a praia, ou mais frequentemente, ao cinema. Mesmo quando ele era visto ocasionalmente em shows – nos bastidores com Dave Navarro num show do Red Hot Chili Peppers, aparecendo do nada para ver Radiohead – a aparência de Axl tinha mudado tão drasticamente [ele estava mais robusto do que no auge, e tendia a vestir-se em jeans e camisas xadrez] que uma testemunha afirma ter visto a segurança revistá-lo porque não o havia reconhecido. De acordo com Moby, “Se você estivesse andando na rua e Axl passasse por você, você nunca notaria. Ele parece um cara normal, decente.”

Quando não estava obcecado com montar a nova banda a seu ritmo no estúdio, ou arrancando seus cabelos para escrever letras, Axl passava a maior parte de seu tempo por trás de seus portões automáticos em sua reservada casa em Latigo Canyon. Com Beta fazendo todas suas compras e dirigindo pra ele, Axl passava quase todos seus dias ou malhando – ultimamente, ele tinha desenvolvido um apreço pelo kickboxe – ou fuçando em uma impressionante coleção de computadores de última geração que ele também tinha montado, ou simplesmente jogando fliperama. Ele também começou a ter aulas de guitarra pela primeira vez. Na verdade, ele se envolveu tanto com o trabalho que ele estava fazendo com o seu professor, o ex-membro do Circus of Power, Gary Sunshine, que ele o convidou para participar de algumas das sessões no estúdio.

Uma vez por ano ele convidava amigos e suas famílias para uma festa a fantasia especial de Halloween. Decorando a piscina com Zé – lanternas e teias de aranha falsas penduradas nas palmeiras, ele também construía labirintos especiais. Os convidados nessas festas depois descreveriam-no como estando quase tão animado quanto todas as crianças presentes, enquanto ele transitava, se divertindo. Dave Quakenbush, vocalista da banda punk de LA The Vandals, e um convidado da festa de Halloween de 1999, lembra-se de Axl “vestindo uma fantasia de dinossauro. Quando alguns garotos chegaram perto dele e perguntaram se ele era Barney, o Dinossauro, ele disse, ‘Nah! Barney é uma bichona! E daí pensou e disse, ‘Oh, huh, quero dizer, o Barney é um frouxo’”.

À medida que os anos passaram e os filhos de seus amigos crescerem, as festas de Halloween ficaram menores, simbolizando, como um convidado diria depois, o ‘universo encolhedor de Axl’. Todos os empregados ainda eram obrigados a assinar acordos de confidencialidade contendo severas penas legais e financeiras se quebrados. Também se tornou costumeiro que todos os empregados entregassem uma foto de si próprios, as quais Axl levaria a Yoda para ‘inspeção psíquica’, para revelar seus verdadeiros intentos; forças e fraquezas. Que tipo de energia eles emitiam. Até fotografias dos filhos dos empregados foram exigidas em uma ocasião.

Até mesmo velhos amigos começaram a sentir os dedos gelados da paranóia de Axl apertando-se claustrofobicamente ao redor deles. “Eu tinha me mudado de volta pra Los Angeles e estava dando um rolê um dia e pensei, porra, vou lá na casa dele,” Izzy lembra. “Filho da puta, ele mora lá em cima do morro, ele tem uma baita duma casa, eu vou lá ver o que ele está fazendo, manja? E eu vou lá e ele tem portões de segurança, câmeras, muros, e toda essa merda, você sabe. Então eu estou tocando no interfone e lá pelas tantas alguém vem e me deixa entrar e lá está ele. E ele manda, ‘Hey, cara! Que legal te ver! Me dá um forte abraço e me mostra a casa. Foi ótimo. ‘Daí, eu não sei, acho que um mês depois, uma noite ele me liga e a gente conversa sobre eu ter saído do Guns N’ Roses. Eu disse a ele como era pra mim. Eu disse exatamente como eu me sentia em relação a isso e o porquê eu saí.” De repente, a conversa virou monólogo. “Digo, ele tinha uma porra dum bloquinho. Eu conseguia ouvir ele virando as páginas e dizendo, ‘Bem, ah, você disse em 1982… blá blá blá… ’ e eu penso, que caralho – 1982? Ele estava revirando umas coisas muito velhas. E eu disse, que seja, mano.”

Esta matéria pode ser lida na íntegra - em português -

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias sobre "Guns N' Roses; vocês são todos desprezíveis"
Todas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Bumblefoot: entrevista para jornal de Pernambuco
Guns N' Roses: setlist, fotos e vídeos do show no Paraguai
Jared Leto: ele é um wannabe de W. Axl Rose? Há quem diga que sim
Garoto Maroto: O encontro de Axl Rose e Alcione em Recife
Motörhead: vídeo da jam de "Ace of Spades" com Slash
Guns N' Roses: detalhes do piano de Axl Rose
Guns N' Roses: Quem foi Rei jamais perderá a majestade
Slash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor
Guns N' Roses: Filmagem em Full HD do show em Porto Alegre
Aerosmith: Joey Kramer afirma que Axl Rose mantém fãs "reféns"
Slash: "Problema dele", diz sobre retorno de Duff ao GN'R
Slash: vídeo com a participação do músico em show do Aerosmith
Aerosmith e Slash: veja Steven Tyler mandar Welcome To The Jungle
Guns N' Roses: Em Porto Alegre, um dos melhores shows da turnê
Guns N' Roses: veja alguns vídeos do show em Poa

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande, 33 anos, residente em Marilia - SP, é professor de inglês e francês, apesar de formado em Técnico de Engenharia de Estúdio pelo Recording Workshop de Los Angeles, nos EUA. Suas lembranças musicais mais remotas datam de 1983, com a fervilhante passagem do Kiss pelo Brasil e da alta popularidade do Queen no país. Fã(nático) por Mötley Crüe (de quem tem mais de 100 CDs), segue de perto também o trabalho de Slayer, Krisiun, Guns N´ Roses, Van Halen e Ozzy Osbourne, entre outros.

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas