RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemGuns N' Roses compartilha foto incrível de show realizado em São Paulo

imagemCom tempo de sobra, Bruce Dickinson também faz segurança em show do Iron Maiden

imagemDavid Coverdale lista seus 20 álbuns preferidos do rock britânico

imagemPitty Purple: cantora aparece nas redes com vestido roxo e ganha elogios dos seguidores

imagemYoutuber toca clássicos do Metallica com a horrorosa bateria de "St. Anger"; veja vídeo

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemO protagonismo do Sepultura em relação a Anitta, segundo João Gordo

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemGordo comenta por que trabalhou para Record mesmo após lançar músicas contra igreja

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemO revoltante motivo que fez gravadora não aceitar Jairo Guedz como baixista do Ministry

imagemO que esperar dos shows de Helloween e Hammerfall no Brasil, segundo os músicos

imagemAbaddon, baterista da formação clássica do Venom, está com câncer

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso


NFL Steve Harris

Bullet for my Valentine: Animação do início ao fim para o público jovem

Resenha - Bullet for my Valentine (Audio, São Paulo, 03/09/2022)

Por Diego Camara
Postado em 07 de setembro de 2022

Desde confirmada a presença histórica do Bullet for my Valentine no Rock in Rio, os fãs estavam empolgados pela possibilidade da banda fazer um show solo. Todo mundo valoriza apresentações e festivais, são eles que movem a cultura musical, mas shows solo são sempre melhores e no final tem maior animação do que as apresentações curtas de festivais onde o palco nunca está pronto para receber cada uma das bandas, com estilos diferentes e necessidades diferentes.

E na noite fria e chuvosa de sábado, o público se reuniu na Audio para a apresentação solo da banda em São Paulo, um dia após a performance incrível do Bullet na Cidade do Rock. O público, que no geral não viu a performance da banda no Rio de Janeiro, estava extremamente empolgado e encheu a casa para o show. A empolgação e ansiedade eram tantas que os fãs cantavam todas as músicas tocadas nas caixas de som da casa, em uma espécie de aquecimento pré-show que parecia uma festa - e ainda faltava uma hora para o início do show.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O público estava tão empolgado que ficava a dúvida se eles iriam aguentar este ritmo durante o show, mas eles não decepcionaram quando "O Fortuna" marcou a abertura e a entrada da banda. O som ensurdecedor do público quase que anulou a banda por completo, o som dos instrumentos não parecia estar regulado para aguentar uma carga tão grande do público, e foram engolidos, especialmente os vocais de Tuck, que mal conseguiam ser ouvidos dado que o próprio público cantava as letras mais alto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O som subiu, e o misto do público com a banda ficou extremamente alto. A acústica da Audio é sempre muito boa e cumpriu as expectativas. A bateria de Jamie Mathias foi um arraso em "Waking the Demon", onde cada pancada soava como uma explosão de som, como também o solo de guitarra a cargo de Michael Paget, que passou por cima do som do público e deixou todos loucos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda soube agradecer a grande presença do público, lembrando o show do dia anterior Tuck disse que estavam vivendo um sonho ao tocar em um dos maiores festivais de música do mundo. Em termos de repertório, o Bullet soube juntar bem os grandes sucessos com as músicas do novo disco, lançado em 2021. A primeira a ser tocada foi "Knives", que manteve o ritmo do show lá no alto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show teve muitos destaques e pontos altos, a banda realmente capturou o público desde o início e não o perdeu um minuto sequer. Em "You Want a Battle?", os fãs viraram um quinto integrante da banda, cantando e ainda fazendo todos os coros da música. O refrão pegajoso era repetido de maneira emocionante em todos os momentos. A banda queria mais, e a seguinte "All These Things I Hate", Tuck pediu para que todos os fãs cantassem junto com ele. Mais uma vez ele foi atendido, desde a primeira linha os fãs cantaram junto com ele em outro momento emocionante do show.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O público não deixou em momento algum de demonstrar o amor a banda. A cantoria somente era parada com os gritos dos fãs e as séries de aplausos que vinham em cada música. Os fãs pularam, fizeram a Audio tremer e não descansaram um minuto sequer. "Tears Don’t Fall" foi um dos grandes exemplos e o maior destaque da noite, em um misto de emoção e felicidade que é raro de ver nos shows brasileiros atualmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No fim, todo este amor dos fãs foi recompensado com "Hand of Blood", que há muito tempo não faz parte do setlist padrão da banda mas foi tocada como uma recompensa por toda a animação demonstrada pelos fãs. Tuck pediu que o público fosse condescendente com a música já que não ensaiaram ela, mas a garotada não deu a mínima pra isso: curtiram ela como se fosse o melhor presente de todos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show foi espetacular e não há como finalizar este texto sem tecer elogios a todos que o tornaram realidade: a banda, a Audio e especialmente os fãs tornaram a noite inesquecível. Toda vez que ocorre um show desse nível, o heavy metal respira mais uma vez.

Setlist:
Your Betrayal
Waking the Demon
Piece of Me
Knives
The Last Fight
Rainbow Veins
4 Words (To Choke Upon)
You Want a Battle? (Here's a War)
All These Things I Hate (Revolve Around Me)
Over It
Shatter
Tears Don't Fall
Suffocating Under Words of Sorrow (What Can I Do)
Scream Aim Fire
Hand of Blood

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Bullet For My Valentine é o "Falamansa do Metal", diz Regis Tadeu

Resenha - Bullet for my Valentine (Audio, São Paulo, 03/09/2022)

O álbum do Metallica que foi fundamental para a criação do Bullet For My Valentine

Os discos que mudaram a vida de Matt Tuck, vocalista do Bullet For My Valentine

Bullet For My Valentine divulga versão deluxe de seu álbum autointitulado; ouça aqui

Bullet For My Valentine lança seu novo single, "No More Tears To Cry"; confira aqui

Veja show completo do Bullet For My Valentine no Hellfest 2022

Metal: dez álbuns de metal que poderiam ter sido bons mas algo deu errado

Bullet For My Valentine: a melhor música de cada álbum de estúdio

BFMV: "foi uma mudança de vida", afirma líder sobre primeiros álbuns

Gibson: os 50 melhores covers da história do rock

Nirvana: Dave Grohl comenta sobre o funeral de Kurt Cobain


Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre

Mais matérias de Diego Camara.