The Cult: O show sold out da Sonic Temple Tour em Madri

Resenha - Cult (La Riveira, Madri, 21/08/2019)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Eduardo Rodrigues
Enviar correções  |  Ver Acessos

O THE CULT chegou com sua nova turnê comemorativa de 30 anos do aclamado álbum SONIC TEMPLE em Madri, e a Revista Freak foi lá conferir.

Playback.FM: saiba qual a música mais tocada nas rádios no dia que você nasceuBlind Faith: uma das capas mais polêmicas da história

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show da banda na capital espanhola aconteceu no La Riviera, um local que ainda não conhecia e assim que entrei não me pareceu o melhor para um show de rock, não por ser ruim, mas o grande e iluminado bar, com dois coqueiros, bem no centro do que seria a considerada pista, não pareceu ser o lugar perfeito para um show de rock, mas tudo bem, em alguns instantes o The Cult iria subir ao palco e tocar um dos discos que mais escutei e que marcou um período da minha adolescência, o Sonic Temple.

Ao subirem no palco, o lugar já estava praticamente lotado, e as primeiras notas de baixo de "Sun King", me levaram à uma viagem no tempo trazendo lembranças que incluíam os videoclipes das músicas desse álbum que eu costumava assistir incansavelmente. O show continua com a ótima "New York City", fugindo da ordem do disco, mas também não fazendo muita diferença.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Automatic Blues" e "Sweet Soul Sister" dão continuidade ao setlist e essa última cantada em coro pelo animado público espanhol, sendo certamente um dos pontos altos do show. Após Ian Astbury demonstrar sua felicidade pela recepção espanhola e arriscar algumas palavras na língua local, o show segue com "y VideoAmerican Horse", "Play VideoSoul Asylum" e as famosas "Play VideoEdie (Ciao Baby)" e "Play VideoFire Woman", colocando mesmo "fogo" no lugar e encerrando a sequência de músicas do álbum Sonic Temple, que deixou de fora "Soldier Blue" e "Wake Up Time For Freedom".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dando início as músicas de outras épocas, o show continua com "Rise" e "Play VideoAmerican Gothic", ambas do disco 'Beyond Good and Evil' de 2001, e seguido por "Play VideoSpiritwalker, do primeiro álbum "Dreamtime", de 1984, onde o vocalista chegou a mencionar que a música ainda era uma composição da época que se chamavam Death Cult. Na sequência seguiram com "Play VideoThe Phoenix" e encerraram a primeira parte do show com o alto astral de "She Sells Sanctuary", ambas do álbum 'Love' de 1985.

Após uma breve parada, e muitos gritos do animado público espanhol, que cantam em coro lembrando uma partida de futebol, a banda retorna com "Wild Flower" do ótimo álbum de 1987 'Electric', seguindo com o hit do disco 'Love', "Rain", e encerrando em grande estilo com "Love Removal Machine", que realmente não poderia ficar de fora em um show do The Cult.

Veja matéria completa com mais fotos e vídeos em:
https://revistafreak.com/review-the-cult-a-sonic-temple-tour...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Cult"


Góticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 80Góticas
10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 80

Matt Sorum: a entrevista mais reveladora de sua carreiraMatt Sorum
A entrevista mais reveladora de sua carreira


Playback.FM: saiba qual a música mais tocada nas rádios no dia que você nasceuPlayback.FM
Saiba qual a música mais tocada nas rádios no dia que você nasceu

Blind Faith: uma das capas mais polêmicas da históriaBlind Faith
Uma das capas mais polêmicas da história


Sobre Eduardo Rodrigues

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280