Evanescence: Em noite fria, superando problemas com clássicos

Resenha - Evanescence (Espaço das Américas, São Paulo, 23/04/2017)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Érika Beganskas
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Domingo 23 de abril, tempo nublado, frio e mesmo assim tinha um público grande a espera para entrar na casa, este dia foi marcado pelo retorno do Evanescence ao Brasil. A banda trouxe um setlist recheado de nostalgia e foi um presente para os fãs que aguardavam Amy Lee de volta aos palco.

5000 acessosEvanescence: Amy Lee anuncia novo álbum - mas não exatamente...5000 acessosGuns N' Roses: os esqueletos guardados no baú da banda

O show aconteceu no Espaço das Américas, que é considerada uma das maiores casas de shows de São Paulo, localizado na Zona Oeste, Barra Funda. O local já recebeu diversos artistas de peso de diversos estilos musicais. Além de São Paulo/SP, o Evanescence se apresentou também em Brasília/DF e no Rio de Janeiro/RJ.

Alguns minutos antes de iniciar a banda convidada, no telão era anunciado os shows que aconteceriam durante o ano letivo de 2017, música ao fundo de gêneros totalmente opostos eram tocadas, inclusive “Evidências”, de Chitãozinho e Xororó, um clássico dos anos 90, impossível não se deixar levar pela música, mesmo que seja em um show de Rock.

A primeira banda a dar inicio foi a Radiotiva, uma banda de rock com vocal feminino fundada em 2009, no Rio de Janeiro, que conta com seu line-up Ana Marques no vocal, Felipe Pessanha na guitarra/sintetizador, Fabricio Oliveira na guitarra, Rodrigo Aranha na Bateria e Cris Gadelha no Baixo. Venceram o concurso cultural “Bring Me To Stage” realizado pela Rádio Rock escolhido pela Amy Lee.

O show iniciou por volta das 19h30, muitos fãs na expectativa aguardavam o inicio. Durante a primeira música o som estava bem embolado, mal dava para ouvir Ana Marques nos vocais. Por ser uma banda desconhecida, Ana se mostra animada, agradece o show pela oportunidade de estar na abertura.

Após anunciarem “Dias de Sol”, Ana explica “Esta música fala sobre persistência, acreditar e seguir em frente”, todos acompanham a melodia com palmas para o alto, um som bem tranquilo e convidativo.
Finalizando com “Você não sabe nada sobre mim”, música do vídeo clipe vencedor do concurso, possui um ritmo mais pesado e animado. Este som conquistou a todos que estavam presentes.

Evanescence é uma banda americana, formada na cidade de Little Rock nos E.U.A em 1995, pela vocalista/ pianista Amy Lee e o ex-guitarrista Ben Moody. A banda foi premiada sete vezes com o disco de platina ela RIAA- Recording Industry Association, venderam mais de 17 milhões de cópias em todo o mundo além de vencerem dois Grammys.

O line-up atual segue com Jen Majura e Troy McLawborn nas guitarras, Tim McCord no baixo e Will Hunt na bateria e Amy Lee dona de uma uma voz doce e suave, a qual anunciou recentemente seu novo projeto solo dedicado ao publico infantil com “Dream to Much”, entre outras novas cações “Speak To Me” e “Love Exist”.

O show infelizmente deixou a desejar pelo atraso de 45 minutos, em pleno domingo, a hora estipulada para inicio era 20h30, meia hora depois do fim da banda convidada. Infelizmente, o público não deixou por menos, manifestando a sua indignação com vaias. Após, muito esperar 20h50 as luzes eram diminuídas, no telão aparecia informações sobre o local e o tipo de apresentação, dando a entender que em alguns minutos o Evanescence surgiria. Só que não foi o que aconteceu, as 21h10 com vaias mais intensificadas.

Chegada a hora 21h15 a banda surge no palco, com um sentimento de tensão. Amy Lee, não estava de bom humor, mal sorria. Iniciando o show com “Everybody’s Fool”, do álbum Fallen de 2003, música que fala exatamente dos artistas que se vendem para a mídia e não são felizes.
Muitos celulares eram levantados ao mesmo tempo, o que dificultou a enxergar os músicos no palco, fora isso Evanescence deu a volta por cima e seguiu com “What You Want” e “Going Under” superando o clima ruim e trazendo a energia de seu rock para o Espaço das Américas.

Após a entrada de “Lithuim” que fez o povo pular, Amy Lee assume o piano deixando os presentes extasiados e emocionados com uma trinca daquelas para se guardar na memória “My Immortal”, “Bring Me To Life” e “Haunted”.

O set foi uma mistura de clássicos dos álbuns Origin, The Open The Door, Anywhere But Home e Fallen. Enfim, eles prometeram trazer um show nostálgico e promessa dada é promessa cumprida, finalizando aproximadamente após 2h, Amy Lee agradece e pede desculpas pelo ocorrido.

Agradecimentos à Assessoria de Imprensa Miriam e a Poladian Produções pela atenção e credenciamento.

SET LIST – RADIOATIVA

Esquinas
Vital
Dias de Sol
Se ainda há razão
Você não sabe nada sobre mim

EVANESCENCE

A banda:
Amy Lee – Vocal / Piano
Jen Majura – Guitarra
Troy Mclawbord – Guitarra
Tim McCord – Baixo
Will Hunt - Bateria

SET LIST - EVANESCENCE

Everybody’s Fool
What you Want
Going Under
My Heart is Broken
Made of Stone
Haunted
New Way To Bleed
Take Cover
Breathe No More
My Immortal
Your Star
The Change
Disappear
Call me When You’re Sober
Imaginary
Bring Me To Life

Bis:
Whisper

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

EvanescenceEvanescence
Amy Lee anuncia novo álbum - mas não exatamente...

1630 acessosThe Noite: Semana de muito rock no programa de Danilo Gentili679 acessosBillboard: há rock na lista de 100 melhores refrães do século 211056 acessosEvanescence: os fãs brasileiros são os mais barulhentos e malucos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Evanescence"

EvanescenceEvanescence
Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo

EvanescenceEvanescence
Majura pega pesado com Phil após episódio racista

Top 10Top 10
As músicas mais acessadas do YouTube

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Evanescence"0 acessosTodas as matérias sobre "Radioativa"

Guns N RosesGuns N' Roses
Os esqueletos guardados no baú da banda

Heavy MetalHeavy Metal
Discos que são obras-primas pouco lembradas - Parte 1

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"Pessoas morreram fazendo a metade do que eu fiz!"

5000 acessosJoe Satriani: os pupilos do Professor Satchafunkilus5000 acessosHeavy Metal Fail: os Trues também saem mal na foto5000 acessosNo, Sir: Músicos que negaram honrarias do Império Britânico5000 acessosResenha - InFinite - Deep Purple5000 acessosPhil Lewis: "Bon Jovi é chaaato", diz em entrevista ao LoKaos3751 acessosIron Maiden: as 10 melhores músicas com Nicko McBrain

Sobre Érika Beganskas

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online