Scalene, Fresno e NX Zero: Maratona com sucesso no Rio de Janeiro

Resenha - Scalene, Fresno e NX Zero (Fundição Progresso, Rio de Janeiro, 02/04/2016)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gabriel von Borell
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, recebeu no último sábado (2) as bandas Scalene, Fresno e NX Zero, em uma noite dedicada à nova geração do rock brasileiro. O evento foi iniciado com as apresentações dos grupos Ventre e Menores Atos, que abriram a programação. Pouco depois da 00h, o grupo brasiliense vice-campeão da última edição do reality global "Superstar", e liderado pelos irmãos Gustavo (vocal, guitarra e piano) e Tomas Bertoni (guitarra, teclado e vocal), subiu ao palco para o delírio dos fãs presentes.

Bon Jovi: Di Ferrero vence Show dos Famosos com "Livin' On A Prayer"Os estranhos relacionamentos de Janis Joplin

O Scalene, também formado por Lucas Furtado (baixo e vocal) e Philipe "Makako" Conde (bateria e vocal), animou seu público com sucessos como "Surreal", "Danse Macabre", "Histeria", "Tiro Cego" e "Marco Zero", além de "Loucure-se", executada ao vivo pela primeira vez. Outro destaque do show, que teve duração de uma hora, ficou por conta do pedido de casamento feito no palco por um membro da equipe do Scalene, que chamou a amada na frente da plateia e escutou o "sim" diante de todos.

Já os gaúchos do Fresno começaram sua apresentação às 01h49. Sob o comando de Lucas Silveira (vocal e guitarra), a banda, que passou por uma reformulação e hoje é completada por Vavo (guitarra e backing vocal), Tom Vicentini (baixo), Mario Camelo (teclado) e Thiago Guerra (bateria), percorreu diversas fases da carreira e apresentou suas canções melódicas e recheadas de frases sofridas.

Os fãs acompanharam Lucas a plenos pulmões em faixas como "Eu Sou a Maré Viva", Redenção", "Manifesto", "Diga, Parte 2", "Eu Sei", "Desde Quando Você se Foi" e "Acordar". Antes da execução de "Revanche", última música do setlist, Lucas pediu para que a galera abrisse uma roda punk, quando o relógio já marcava quase 3h.

Por último, o NX Zero, que tem Di Ferrero como frontman, manteve os fãs empolgados, embora seu show só tenha começado às 3h27. A plateia, que não arredava o pé da Fundição Progresso, pôde conferir a nova fase da banda, que chegou com o lançamento do álbum "Norte". Entre elas estavam "Modo Avião", "Mandela", "Meu Bem", "Pedra Murano" e "Marcas de Expressão". Porém, não foram esquecidos hits antigos como "Só Rezo", "Maré" e "Cedo ou Tarde".

O grupo, completado por Gee Rocha (vocal e apoio), Fi Ricardo (guitarra), Caco Grandino (baixo) e Daniel Weksler (bateria), teve o mérito de segurar animação dos fãs até praticamente 5h, depois de cerca de uma hora e meia de show. Maratona finalizada com sucesso!

Fotos por Fabrício Mainenti




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Scalene"Todas as matérias sobre "Fresno"Todas as matérias sobre "NX Zero"


Bon JoviBon Jovi
Di Ferrero vence Show dos Famosos com "Livin' On A Prayer"

NX ZeroNX Zero
Banda "nunca foi considerada rock" e "sofreu preconceito"

NX ZeroNX Zero
Junto com Wesley Safadão em rockão da Legião

NX ZeroNX Zero
"É bom para o rock estar longe da TV aberta"


De Serguei a MorrisonDe Serguei a Morrison
Os estranhos relacionamentos de Janis Joplin

Iron MaidenIron Maiden
Em 1985, show "secreto" com Adrian no vocal

Atores e músicaAtores e música
As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

Musos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!Lemmy Kilmister: A opinião da lenda sobre Sharon Osbourne e Iron MaidenA cena do rock em Curitiba está vendida para os coversOs Melhores: Os álbuns destaques da primeira década do novo milênio

Sobre Gabriel von Borell

Gabriel von Borell, nascido em 30/03/85, jornalista. Não vive sem música e também não se apega a rótulos musicais. Acredita que todo preconceito é burro, inclusive o musical. Escuta de tudo um pouco, considerando que um jornalista deve estar aberto pra conhecer e comentar sobre qualquer músico ou banda. Pode ser encontrado no Twitter em @gabrielborell.

Mais matérias de Gabriel von Borell no Whiplash.Net.

adGooILQ