Matérias Mais Lidas

AC/DC: as ordens de Malcolm para quem ia subir ao palcoAC/DC
As ordens de Malcolm para quem ia subir ao palco

Nightwish: As 10 músicas que mudaram a vida de Floor JansenNightwish
As 10 músicas que mudaram a vida de Floor Jansen

Alcione: Peguei Axl Rose logo pela cintura, ele me abraçou, me chamou de 'amazing'Alcione
"Peguei Axl Rose logo pela cintura, ele me abraçou, me chamou de 'amazing'"

Gene Simmons: como Paul Stanley teve a ideia do nome KissGene Simmons
Como Paul Stanley teve a ideia do nome Kiss

Brian May: por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palhetaBrian May
Por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palheta

Megadeth: Max Norman diz que Mustaine roubou seus créditos de produção em álbum famosoMegadeth
Max Norman diz que Mustaine roubou seus créditos de produção em álbum famoso

Metaleiro também ama: músicas escritas por bandas de metal que falam de amorMetaleiro também ama
Músicas escritas por bandas de metal que falam de amor

Dream Theater: James LaBrie grava Kickstart My Heart com banda do filhoDream Theater
James LaBrie grava "Kickstart My Heart" com banda do filho

Dia dos Namorados: 15 músicas para você ouvir junto com mozão nesta data especialDia dos Namorados
15 músicas para você ouvir junto com "mozão" nesta data especial

Pink Floyd: os incríveis desenhos de uma inteligência artificial para músicas da bandaPink Floyd
Os incríveis desenhos de uma inteligência artificial para músicas da banda

Motorhead: 10 das frases mais marcantes de Lemmy KilmisterMotorhead
10 das frases mais marcantes de Lemmy Kilmister

Lista: 15 músicas para quem vai passar o Dia dos Namorados sem companhia (mais uma vez)Lista
15 músicas para quem vai passar o Dia dos Namorados sem companhia (mais uma vez)

Helloween: Michael Kiske realmente não gosta de heavy metal? Vocalista respondeHelloween
Michael Kiske realmente não gosta de heavy metal? Vocalista responde

Gojira: Meu objetivo é ser tão bom quanto Iggor Cavalera, diz bateristaGojira
"Meu objetivo é ser tão bom quanto Iggor Cavalera", diz baterista

Kurt Cobain: por que ele se sentia ofendido por bandas como Pearl Jam e Alice in ChainsKurt Cobain
Por que ele se sentia ofendido por bandas como Pearl Jam e Alice in Chains


Pentral
Arte Musical

Tequila Baby: "Como se a vida fosse um punk rock show"

Resenha - Tequila Baby (Bar Opinião 10/11/2013)

Por RUDSON XAULIN
Em 12/11/13

A banda TEQUILA BABY, um ícone quase que intocável do punk rock nacional, tocou em Porto Alegre, no bar Opinião no ultimo domingo, dia 10 de novembro. O show vinha sendo muito anunciado e divulgado nas redes sociais da banda e por seus próprios integrantes. Com ingressos a preços acessíveis e ainda contando com duas bandas de abertura, o show prometia cada centavo empregado. Com um domingo pra lá de estranho referente ao clima, com chuva torrencial em alguns pontos do estado, chuvisco, vento frio e até alagamentos pela capital gaúcha, muitas pessoas temeram por um Opinião vazio. Mas o legado da banda, vindo desde 1994, e toda sua história, mais uma vez mostraram que a TEQUILA BABY gira em torno do melhor sentimento entre um show e o público: Casa cheia, energia plugada no máximo e a conectividade entre a banda e a plateia é uma coisa que só se vê com shows da TEQUILA BABY. E sem sombra de dúvida, fica aquela sensação em pensar em quem vai fazer o que eles fazem daqui a dez ou vinte anos? Ninguém vai poder substituí-los, isso é um fato, mas alguém poderá nos dar shows como os que vimos ontem?

A fila em torno do Opinião estava pequena por volta das seis da tarde, mas perto do horário da abertura dos portões, tudo o que se viu era uma fila dobrando a esquina, tradicionalmente. Lá estavam os punks, os roqueiros ou apenas aqueles que queriam ver um grande show de rock. Pessoas com seus penteados mais do que elaborados, vendedores de botons e cheiro de vinho pelas calçadas. Havia também uns dançando no meio da rua, outros gritando com pessoas nos ônibus e uns fazendo "pole dance" em placas de transito, o que não parece uma atitude muito punk rock. Mas e o que foi ouvir uma galera cantando RAMONES em couro perto de uma antiga loja de móveis rústicos? Talvez ali, com aquela cena e aquele ambiente, tínhamos o mais belo e simples retrato do que os livros sobre o punk rock nos mostram e ensinam. Se o mestre JOEY pudesse ver aquilo, ele sorriria...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os portões abriram no horário marcado e pouco depois disso o primeiro show da noite apareceu no palco, era a banda ISIDORO PILSEN. Com uma humildade gritante, tanto que o baixista da banda minutos antes de subir ao palco, chamava freneticamente o amigo da banda IDENTIDADE, de codinome "Cabelo", para entrar no Opinião e prestigiar a apresentação do amigo, o clima era mesmo festivo e harmonioso. Além disso, os rapazes da LÍTERA estavam por lá, também integrantes dos OS HORÁCIOS e os ex-baixistas da TEQUILA BABY, como OTTO BRANCO e DAVI PACOTE. A ISIDORO PILSEN apresentou seu trabalho, distribuiu seu disco gratuitamente para o publico e agradeceu muito os presentes pelo respeito e acolhimento que receberam. Depois deles, quem subiu ao palco foi à banda FLANDERS 72. O clássico punk rock rápido e ríspido marca bem a sonoridade da banda. Um power trio com ares de GREEN DAY e que mandou um bom cover de RAMONES, agitando o público. A banda não perdeu a oportunidade e tocou músicas de seu repertório, bem aceitas pelo público. Para bandas de abertura, foram bons shows e um bom aquecimento para a cereja do bolo.

Com o palco preparado para a grande atração da noite, um grande telão com uma foto da TEQUILA BABY deu lugar ao novo clipe do grupo, lançado há poucos dias e disponibilizado no Youtube, CONTANDO ESTRELAS vem carregado com uma gravação de altíssima qualidade, em formato 4K UHD. Depois que o clipe acabou e que o telão foi tirado da frente do palco, lá estava à banda, ovacionada pelos presentes e de volta ao Opinião. O show teve inicio com SÁBADO A NOITE, uma das melhores faixas do ultimo trabalho de estúdio do grupo, POR ONDE VOCÊ ANDAVA?, lançado em 2012.

Na sequencia tivemos 51, para delírio geral, ali o Opinião veio abaixo. Não importa o tempo que passe, a dupla de ataque da TEQUILA BABY, formada por DUDA CALVIN nos vocais e JAMES ANDREW na guitarra, mostra a dose perfeita de energia e atitude, com os berros do vocalista, sempre altos e nítidos, e com o frenesi do guitarrista pelo palco, com seus pulos, suas corridas e sua energia que parecem ser ilimitadas, o guitarrista se torna um menino quando sobe ao palco. Depois foi a vez de mais um clássico, PLANOS PERFEITOS, que enlouqueceu todo mundo e vozes em coro ecoavam a canção, de arrepiar qualquer um! Logo em seguida, MULHER PROBLEMA, mais um hit do ultimo disco da banda. Seguida na cola por SEXO, PÁSSAROS E ROCK N’ ROLL, roda punk a todo gás!

Os acordes que foram ouvidos davam o tom de que NEGUE viria. Muito esperada, a música é um dilema certo para falar que os brutos também amam. O efeito do telão, mesclando o clássico bebê carrancudo que faz parte da história da banda e o nome TEQUILA BABY em vermelho e branco, eram mais um deleite de efeitos, pois as luzes e a ambientação do palco davam outro show a parte. DESILUSÃO veio em meio ao carisma do grupo, conversando com o público o tempo todo e sempre fazendo graça quando possível, DUDA CALVIN arrancava risadas dos presentes. Em um momento do show, até pegou a câmera dos fãs para tirar fotos da banda e da plateia, depois devolveu os equipamentos aos respectivos donos. Muitas pessoas levaram para casa fotos exclusivas tiradas pelo simplório vocalista.

MENINA LINDA, um hino, trouxe ares de nostalgia e de tempos em que boa música tocava nas rádios. Rádio essa que hoje está vendida, ou comprada, depende do seu ponto de vista, em qualquer percalços que você analisar, a situação das rádios hoje é deprimente... Logo depois VIVENDO EM LOUCURA, de fato, enlouqueceu mais uma roda punk, sempre solicitada pelos músicos da banda, em gestos com as mãos e com gritos do vocalista ao microfone. SEJA COM O SOL, SEJA COM A LUA, clássico da banda gravado ao lado de MARKY RAMONE, diz tudo sobre a histórica noite de domingo: "Como se a vida fosse um punk rock show". Sem mais...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

RALPH foi outra canção que levantou poeira. Nela o vocalista DUDA CALVIN se destaca, os tons alcançados por ele são definitivamente idênticos as gravações de estúdio. Depois foi a vez de BEM VINDO A SUA GERAÇÃO, com destaque agora para o baixista RODRIGO GASPARETO, com a cabeleira inconfundível, há poucos meses na banda. O músico que ontem era fã, já mostra grande conforto em tocar ao lado de quem sempre admirou, seu entrosamento com DUDA CALVIN é quase que tangível. O baixista mostra grande respeito pela banda, e já garante agora o respeito dos fãs do grupo por ele. GASPARETO foi um grande acerto da TEQUILA BABY pro time.

Em MELHOR DO QUE VOCÊ PENSA o efeito das luzes sobre o baterista RAFAEL HECK são incríveis. As lâmpadas piscam e trocam seus focos conforme o tom que o baterista conduz, dando um efeito muito bonito para o show. Foi nesta música que o guitarrista JAMES ANDREW fez seu "mosh" e levou todo mundo ao delírio: "Bem vindos a um show de punk rock", disse ele ao microfone quando conseguiu voltar ao palco. Tivemos também a faixa que abre o ultimo disco do grupo, DEIXE O TEMPO PASSAR (VOZ DO VENTO), mais um hit radiofônico, que esta fora das rádios. Ao vivo a canção ganha um pouco mais de peso e os trabalhos nas guitarras, feitos por JAMES e WILL. Na sequencia NINGUÉM PARA CONFIAR e CONTANDO ESTRELAS, música do vídeo clipe apresentado no começo do show no telão. Depois ainda tivemos QUANDO EU ENTRAR NA SUA VIDA e HISTÓRIAS DE AMOR.

Seguindo para a parte final do show, VELHAS FOTOS, que dispensa apresentações, fez com que o Bar Opinião fosse um grande coração pulsante, único. Público e banda em perfeita sintonia, um ícone do rock era dado aos presentes, acompanhando ainda de LÍRIOS, uma dupla de canções que beiram a perfeição... Quebradeira geral em BALADA SANGRENTA e CAINDO, como já era esperado. ALELUIA também teve sua chance no set, e volta a se mostrar firme e presente nos shows da banda. E como o clima pedia no domingo, foi à vez de CHOVENDO CORAÇÕES PELA CIDADE casar perfeitamente com o dia molhado que a capital gaúcha recebia. SEXO, ALGEMAS E CINTA-LIGA, clássico absoluto e histórico, foi um dos pontos mais altos do show. Seguida por SANGUE, OURO E PÓLVORA, mais uma pancada! E não parou por aí, TIRA O SUTIÃ TIRA A CALCINHA e PREFIRO SUA MÃE, que mesclaram a roda punk com uníssono e vozes acompanhando a banda em uma apresentação afiada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E para o final, vieram ESSA NÃO É UMA CANÇÃO DE AMOR e VOLTAS NA SUA CAMA, que finalizou uma apresentação apoteótica e digna da banda TEQUILA BABY. Um show realizado cedo, em um domingo pra lá de chuvoso, com bandas de abertura desconhecidas e com a atração da noite sendo um ícone do punk rock nacional, tocando de volta na sua própria cidade, poderíamos até esperar que apenas bandas "gringas" poderiam lotar o Bar Opinião nestas condições, como a TEQUILA BABY fez no ultimo domingo. Uma grande banda e um grande orgulho para toda a cena que a cerca. Foi um show histórico e sorte de quem compareceu e viu de perto, um dos melhores shows que a banda já fez em sua existência... Feito!

TEQUILA BABY:
DUDA CALVIN – vocais
JAMES ANDREW e WILL – guitarras
RODRIGO GASPARETO – baixo
RAFAEL HECK – bateria

Abertura:
ISIDORO PILSEN e FLANDERS 72

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Blind Guardian
Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anthrax: Scott Ian apresenta a solução para o Phil AnselmoAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo