RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Asking Alexandria: confira como foi o show em São Paulo

Resenha - Asking Alexandria (Carioca Club, São Paulo, 24/09/2012)

Por João Paulo de Matos Mota
Postado em 28 de setembro de 2012

O Carioca Club foi mais uma vez o palco para uma tripla apresentação internacional de Metalcore, proporcionado mais uma vez pela produtora Liberation MC e que novamente abarrotou a casa de jovens alucinados por essa vertente do Metal Moderno.

Um certo clima de tensão se fazia dentro da casa, com uma grande preocupação por parte da produção do evento devido a quantidade de publico que se espremia contra a grade frontal, que fez inclusive a mesma se deslocar contra o palco.

Com a casa totalmente lotada e um calor insano, a primeira banda a subir pontualmente as 17h30 foram os americanos do Chelsea Grin, e logo o lugar, que já estava quente, ferveu literalmente tomado pelo Deathcore e os guturais do vocalista Alex Koehler e pelo imenso Mosh Pit que tomou conta da pista.

O público foi ao delírio com os hits da banda, mas principalmente com "My Damnation" que formou um Mosh alucinante.

As cortinas se fecharam ao primeiro ato enquanto o público procurava um pouco de ar para respirar, mas foi somente o tempo de acertarem o palco para a entrada dos também americanos do Miss May I, que após uma introdução característica de seu shows lançou logo "Relentless Chaos". Com um estilo mais centrado no Metalcore, a equalização do som deixou o microfone do vocalista Levi Benton aquém dos demais instrumentos, porém isso não impediu que o público agitasse e acompanhasse cada música entoada.

Com um set um pouco mais curto, (7 músicas apenas) foi a banda que apresentou as melhores harmonias da noite. Detalhe foi que ambas as bandas americanas tocaram a frente das nuances da bandeira inglesa que compunham o pano de fundo do espetáculo.

A última e mais esperada banda da noite a entrar no palco foram os ingleses do Asking Alexandria que fizeram todo Carioca Club estremecer diante da euforia do público, principalmente a histeria coletiva da maioria do público feminino adolescente que tomava toda a plateia.

Bastou a entrada do vocalista Danny Worsnop ao palco para se iniciar um festival de arremessos de soutiens ao palco, que o músico cuidadosamente pendurava em seu pedestal. Em meio a constantes cusparadas de Danny no palco – que quase o levou a tomar um belo escorregão – o que podia se ver não era nada especial de tão extraordinário, exceto a presença cativante do vocalista, mas que mesmo assim deixava a desejar, devido a falta de regulagem de som que deixava, assim como no Miss May I, sua voz aquém dos instrumentos.

Mesmo assim os Moshes eram incessantes e o público agitava a cada música com direito a alguns Stage Dive, que haviam sido veemente proibido antes do inicio dos shows e várias garotas expondo os seios para seus ídolos da banda. Após a execução da última música "The Final Episode" toda a banda se despediu do público e o vocalista Danny foi o último a deixar o palco, mas não sem antes levar consigo a coleção de dezenas de soutiens que ostentou durante todo o show seu pedestal.

Para setlist completo e galeria exclusiva de fotos, acesse:
http://www.rockexpress.net.br/2012/09/24/asking-alexandria-em-sao-paulo-live-22-de-setembro/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Asking Alexandria: reverenciando o Skid Row

Bateristas: os dez melhores em vídeo, com algumas surpresas

Metalcore: 13 músicas que um fã de death metal deve gostar


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre João Paulo de Matos Mota

Nascido em São Paulo no ano de 83 e fanático por Heavy Metal desde os 12 anos, atualmente se diverte cantando na banda Masterkey, fazendo parte da equipe do site Rock Express e conduzindo o podcast Rock Express Cast.
Mais matérias de João Paulo de Matos Mota.