Amatribo: Detonando em show brutal no Liberdade ao Rock

Resenha - Amatribo (Praça da Bandeira, Amapá, 26/05/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Blackened
Enviar correções  |  Ver Acessos

Como parte da comemoração dos dois anos do Clube de Cinema, a banda AMATRIBO (Thrash Metal) detonou em mais um show brutal no Liberdade ao Rock, realizado na Praça da Bandeira no dia 26 de maio de 2012. Composta por Maksuel Martins (vocal), Rulan Leão e Almir Júnior (guitarras), Salomão Alcolumbre (baixo) e Emerson Costa (bateria), o grupo já tem dez anos de existência e desde então vem botando abaixo qualquer lugar no qual toquem.

Refrãos: alguns dos mais marcantes do Rock/MetalRob Halford: "Talvez eu seja o único Gay vocalista de Metal"

Por volta de 23:30h, depois de plugar os equipamentos e saudar o público que se amontou em peso perto do palco, a banda iniciou seu set com Guerra, do EP que leva o nome da banda. Nele, as influências Groove do SEPULTURA da segunda metade da década de 1990 são bem evidentes. Com intro a lá Master of Puppets (METALLICA) e solo com bastante groove, Guerra iniciou o ciclo de rodas intensas que se formaram em cada música do playlist, que seguiu com Dia de Treinamento, acompanhado com palmas na intro.

Os Metalheads foram ao delírio com Territory (SEPULTURA cover), cantado a plenos pulmões pelo público. A inédita Código de Conduta continuou a apresentação com bastante peso. É uma composição que não está presente no EP e deverá ser lançada em algum EP ou álbum de estúdio. Guerra dos Mundos, música com riffs "do mal", fechou a apresentação, com direito aos Headbanguers fazendo uma grande corrente para o headbanguing.

Mais uma vez, a AMATRIBO mostrou porque é uma das melhores bandas de Thrash Metal do Amapá. A próxima apresentação do grupo vai acontecer no Amapanime, que será realizado no Sesc Araxá nos dias 9 e 10 de junho.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Amatribo"


Refrãos: alguns dos mais marcantes do Rock/MetalRefrãos
Alguns dos mais marcantes do Rock/Metal

Rob Halford: Talvez eu seja o único Gay vocalista de MetalRob Halford
"Talvez eu seja o único Gay vocalista de Metal"


Sobre Bruno Blackened

Metalhead desde os 16, jornalista desde os 23. Grande incentivador da cena Metal amapaense através de resenhas, reportagens, fotos, artigos, entrevistas e assiduidade nos shows. Minhas vertentes favoritas são o Thrash, Death e Power Metal. \m/

Mais matérias de Bruno Blackened no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin