Matérias Mais Lidas

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemIron Maiden faz mais um show da "Legacy Of The Beast World Tour"; veja setlist

imagemA definição de rock n roll segundo quem melhor entende do assunto: Mick Jagger

imagemLuciana Gimenez tentou aprender com Mick Jagger algo que não funcionou para ela

imagemMike Shinoda não está nada feliz com a interferência das redes sociais na música

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer

imagemTodos os discos do Nightwish, do pior para o melhor, em lista da Metal Hammer

imagemMetallica vai lançar toca discos super invocado, que obviamente custará uma fortuna

imagemFernanda Lira, da Crypta, e o papo reto sobre "se falar de política vai perder fãs"

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemRockers lamentam e se enfurecem com tiroteio que resultou em 19 crianças mortas no Texas


Stamp

Creedence Revisited: show previsível, mas empolgante em SP

Resenha - Creedence Clearwater Revisited (Credicard Hall, São Paulo, 25/03/2012)

Por Jorge A. Silva Junior
Em 27/03/12

Não é novidade para o público brasileiro que o CREEDENCE CLEARWATER, ícone do rock nos anos 70, ganhou um tributo de luxo quando Stu Cook e Doug "Cosmo" Clifford - ambos da formação original - resolveram substituir a palavra REVIVAL por REVISITED e excursionar pelo mundo tocando os antigos sucessos. Mais uma vez na capital paulista, a banda seguiu o roteiro de sempre: apresentar as mesmas canções que seus fãs não cansam de escutar. Prova disso foi o bom número de pessoas que compareceram ao Credicard Hall no último domingo (25) para ver um show previsível, mas empolgante.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Assistir uma mesma banda duas vezes em curto espaço de tempo pode ser interessante. Repertório, ânimo dos integrantes e qualidade de áudio estão entre as principais comparações a serem feitas. Há pouco mais de um ano, o Whiplash.net acompanhou o CREEDENCE CLEARWATER REVISITED durante show em São Paulo, na Via Funchal. De volta à cidade, desta vez no Credicard Hall, praticamente nada mudou desde a última vez.

A começar pela formação, que, além de Stu Cook (baixo) e Doug "Cosmo" Clifford (bateria), ainda conta com Tal Morris (guitarra), Steve Gunners (guitarra/teclado) e o carismático John Tristao (vocal). O bom humor já característico e a interação com os fãs se repetiram. A seleção das músicas - foi praticamente a mesma. O som da casa, por sua vez, não teve qualquer tipo de problema.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

No palco, a banda continua afiada e competente naquilo que propõe a fazer. Acostumada a ser assistida por um público pouco exigente, hits não faltaram durante uma hora de meia. "Born On The Bayou" abriu o show, seguida por "Green River" e "Lodi", que teve seu refrão cantado pelo público após o pedido de Tristao. Daí pra frente foi como escutar uma coletânea ao vivo. A versão de 10 minutos em "Suzie Q" empolgou mais uma vez, assim como algumas baladas certeiras e indispensáveis, como "Who'll Stop The Rain" e "Long As I Can See The Light".

Óbvio que os grandes sucessos comerciais foram os pontos altos da noite, principalmente durante "Hey Tonight", "Proud Mary" e "Have You Ever Seen The Rain". Já os fãs assíduos também puderam agitar ao som de "Fortunate Son" e "Travelin' Band". Também teve tempo para os tradicionais solos de guitarra, baixo e bateria - o último, mesmo simples e curto, foi ovacionado.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Fato curioso foi a banda fazer o bis duas vezes. Na segunda, Stu Cook brindou o público com uma garrafa de cerveja e fechou a apresentação recheada de clássicos com "Up Around The Bend", regravada por inúmeros músicos ao longo dos anos. Se em time que está ganhando não se mexe, o CREEDENCE CLEARWATER REVISITED continua invicto em território tupiniquim.

Abertura

Escolhida para abrir a noite, a banda paulistana CRACKER BLUES, na ativa desde 2000, fez uma apresentação de 45 minutos. Como o próprio nome entrega, seu estilo segue a linha do blues texano com uma pitada de country. O diferencial são suas letras, todas em português. A influência de STEVIE RAY VAUGHAN é descaradamente notada. O público, além de assistir a um "pocket show" bem animado, ainda ganhou alguns CDs ("Entre o México e o inferno", 2009) jogados pelas belas backing vocals.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

CREEDENCE CLEARWATER REVISITED em São Paulo
Data: 25 de março de 2012
Local: Credicard Hall
Duração: 1h30

Vocal/Guitarra: John Tristao
Baixo: Stu Cook
Guitarra: Tal Morris
Guitarra/Teclado: Steve Gunner
Bateria: Doug "Cosmo" Clifford

Setlist
1. Born On The Bayou
2. Green River
3. Lodi
4. Commotion
5. Who'll Stop The Rain
6. Suzie Q
7. Hey Tonight
8. Long As I Can See The Light
9. Down On The Corner
10. Lookin' Out My Back Door
11. I Heard It Through The Gravepine
12. Midnight Special
13. Bad Moon Rising
14. Proud Mary
15. Fortunate Son

Bis 1
16. Have You Ever Seen The Rain
17. Travelin' Band

Bis 2
18. Molina
19. Up Around The Bend

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior.