Hail!: Uma grande noite de Metal em São Paulo

Resenha - Hail! (Blackmore Rock Bar, São Paulo, 04/03/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por José Antonio Alves
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Quatro feras reunidas para mostrar ao público um repertório repleto de grandes clássicos da história do metal. Esta é a banda Hail!, que reune os já consagrados Andreas Kisser (Sepultura) na guitarra, James Lomenzo (Ex-integrante das bandas White Lion, Black Label Society e Megadeth) no baixo, Paul Bostaph (Ex-integrante das bandas Forbidden, Slayer, Exodus e Testament) e nos vocais Tim "Ripper" Owens (ex-Judas Priest e Iced Earth, atual Charred Walls Of Damned). A apresentação que inicialmente aconteceria na casa Santana Hall, na Zona Norte de São Paulo, acabou sendo transferida para o tradicional Blackmore Rock Bar, na Zona Sul, onde os fãs puderam sem dúvidas apreciar uma bela noite de boa música!

1747 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?5000 acessosBlack Sabbath: O acidente que tirou as pontas dos dedos de Iommi

Previsto para às 19h30, cerca de uma hora antes os fãs puderam adentrar a casa, e enquanto uns entravam e assistiam a videos no telão de METALLICA e IRON MAIDEN, a banda passava e saia do local, para mais tarde voltarem para demonstrar o poder do super grupo. E finalmente por volta das 21h05, Tim "Ripper" Owens dava as caras iniciando com "Ace Of Spades", hino da banda britânica Motörhead.

E se temos Andreas Kisser no palco, temos um pouco de Sepultura também. Foi o que apareceu em "Territory", faixa do clássico álbum de 1993 "Chaos A.D". Ripper mostra toda sua versatilidade vocal, seja fazendo vocais graves ou limpos, com grande qualidade. Era hora de saudar um dos deuses do heavy metal, e um ser quase unânime entre a maioria dos headbangers: Ronnie James Dio, com a execução de "Stand Up And Shout".

E para fazer jus ao talento de cada um dos músicos, "Symphony Of Destruction", do Megadeth, "Children Of The Damned", do Iron Maiden e "Burn In Hell / Desert Plains", do Judas Priest, agitaram esta primeira parte recheada de clássicos. E na primeira participação especial da noite, Andreas Kisser anuncia que seu filho, Yohan Kisser, tocaria "Seek And Destroy", do Metallica com os músicos, empolgando os presentes.

Não poderia faltar Black Sabbath na noite, e com a participação de João Luiz, ótimo vocalista da banda paulistana KING BIRD, e também com presença nas bandas Electric Funeral - tributo a Black Sabbath, Evil Eyes - tributo a Ronnie James Dio, Rain Song - tributo a Led Zeppelin e Casa das Máquinas, executaram "The Mob Rules", do clássico álbum de 1981.

Um clássico do punk rock também marcou presença no set do Hail!: "Blitzkrieg Bop", dos Ramones, levou os fãs a entoarem o famoso "Hey Ho, Let's Go!", que sem dúvidas fez parte de momentos da vida de muitos. Em outra participação especial, foi a vez do baterista Edu Garcia (da banda Threat) assumir as baquetas no lugar do lendário Paul Bostaph para as matadoras performances de "Walk" e "Fucking Hostile", do PANTERA.

Entre uma música e outra, ainda houve tempo para dar uma passada pela música Johnny B. Goode, de Chuck Berry e um riff breve de "For Those About To Rock", do AC/DC.
Nesta altura, Ripper demonstrava grande simpatia com o público, até comentando que não sabia determinadas partes destas músicas.

Mais um convidado de peso elevou ainda mais a ótima atmosfera envolvida na apresentação: Silvio Golfetti, ex-Korzus, fez o público vibrar com "Living After Midnight", do Judas Priest, e "South Of Heaven", clássico do Slayer. "Creeping Death", do Metallica, "Peace Sells", do MEGADETH e "Balls To The Wall", do ACCEPT, acabaram com as dúvidas (se é que elas existiam) da competência musical dos quatro músicos ali envolvidos.

Exaltando merecidamente Ronnie James Dio, como "a maior voz de todos os tempos na música", Ripper anunciou "Heaven And Hell", clássico absoluto do Black Sabbath, que o público acolheu com grande fervor, cantando junto e fazendo o característico maloik. Para fechar a noite em São Paulo, "T.N.T" do AC/DC, "Painkiller" do Judas Priest e mais uma clássica do Sepultura, "Refuse /Resist", fecharam com chave de ouro o set, após cerca de 1h40 de apresentação.

Para os presentes no Blackmore Rock Bar, sem dúvidas, uma grande noite, pois presenciar quatro grandes músicos como os do Hail! em grande forma, executando grandes canções com qualidade é um feito para ser lembrado. Particularmente, ver o cara que gravou o grande álbum "Divine Intervention" do Slayer ali foi fantástico, basta aguardar por novos "velhos" clássicos em futuras apresentações por aqui, por enquanto vale deixar nosso "Hail!" para estes músicos.

Set List:

1. Ace of Spades (Motörhead)
2. Territory (Sepultura)
3. Stand Up and Shout (Dio)
4. Symphony of Destruction (Megadeth)
5. Children of The Damned (Iron Maiden)
6. Burn In Hell / Desert Plains (Judas Priest)
7. Seek And Destroy (Metallica)
8. Mob Rules (Black Sabbath)
9. Blitzkrieg Bop (Ramones)
10. Walk (Pantera)
11. Fucking Hostile (Pantera)
12. Living After Midnight (Judas Priest)
13. South of Heaven (Slayer)
14. Creeping Death (Metallica)
15. Peace Sells (Megadeth)
16. Balls to the Wall (Accept)
17. Heaven and Hell (Black Sabbath)
18. T.N.T (AC/DC)
19. Painkiller (Judas Priest)
20. Refuse/Resist (Sepultura)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Hail! (Blackmore Rock Bar, São Paulo, 04/03/2012)

1175 acessosHail!: Celebrando o verdadeiro Heavy Metal em São Paulo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
Guitarrista revela qual a sua música favorita do Metallica

1747 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?860 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores934 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer774 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

SlayerSlayer
Tom Araya e os sorrisos nos shows ao vivo

SlayerSlayer
Tom Araya está de saco cheio da rotina de gravar e sair em turnê

Thrash MetalThrash Metal
Os melhores álbuns de 1983 a 2016

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Hail!"0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"0 acessosTodas as matérias sobre "Exodus"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Testament"

Black SabbathBlack Sabbath
O acidente que tirou as pontas dos dedos de Iommi

AngraAngra
A carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída da banda

Batom, laquê...Batom, laquê...
Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições

5000 acessosMorreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy Kilmister5000 acessosA morte das grandes bandas: vá a todo show grande que puder5000 acessosMegadeth: a canção que Dave Mustaine menos gosta5000 acessosJapão: afinal, por que eles ainda compram tantos CDs?5000 acessosMastodon: Brent Hinds diz que "Dream Theater é uma banda Gay!"5000 acessosAvenged Sevenfold: desmistificando o ódio pela banda

Sobre José Antonio Alves

Aventureiro, mochileiro, amante da cultura latina e claro, fã de um dos estilos mais fascinantes deste universo musical: o Heavy Metal!

Mais matérias de José Antonio Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online