Sepultura, Machine Head e Threat: 3 shows muito bons em SP

Resenha - Sepultura e Machine Head (Via Funchal, SP, 14/10/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Edu Lawless, Fonte: Rock Express
Enviar Correções  

Não foi o dia chuvoso e o trânsito caótico de sexta-feira que desanimaram os fãs de Sepultura e Machine Head a irem conferir no Via Funchal em São Paulo o que viria a ser um dos mais memoráveis shows de thrash metal do ano.

A abertura da casa ocorreu por volta das 19:00 e logo as 20:20, quando os paulistas do Threat subiram ao palco, a casa já apresentava um bom público. Threat é uma banda formada em 2001 na cidade de São Paulo e tem como integrantes atuais: Guizão Menossi (vocal), Wecko (guitarra e vocal), André Curci (guitarra), Fábio Romero (baixo e vocal) e Edu Garcia (bateria). Com alguns registros lançados de maneira independente, a banda vem alcançando boa receptividade junto ao público, além de ter tido a oportunidade de se apresentar em importantes shows e festivais, como o Maquinaria e o Wacken Open Air de 2008. Prova de todo esse reconhecimento e qualidade musical foi a reação da galera durante a performance de 40 minutos da banda com muita porrada na orelha.

publicidade

Após um breve intervalo para os técnicos arrumarem o palco, um pouco antes das 21:30 o Sepultura sobe ao palco para mais uma sessão de pancadaria, dessa vez aproveitando para apresentar ao público paulista algumas músicas do novo álbum, Kairos. Não que o show tenha sido somente de músicas novas, muito pelo contrário, tivemos a oportunidade de bater cabeça por 1 hora e meia com um set-list mesclado de músicas mais recentes e grandes clássicos da banda, como "Refuse/Resist", "Troops of Doom", "Territory" e até "Polícia", cover dos Titãs cantada por Paulo Jr. e Andreas Kisser.

publicidade

Show do Sepultura encerrado, hora de aguardar pelos americanos do Machine Head que desembarcam pela primeira vez em terras brasileiras com a turnê de seu mais recente álbum, "Unto the Locust". A banda, formada por Robb Flynn (vocal e guitarra), Phil Demmel (guitarra e backing vocals), Adam Duce (baixo e backing vocals) e Dave McClain (bateria), despejou um thrash metal violento e muito bem executado para um Via Funchal sedento por som pesado de ótima qualidade, perfeito para "mosh-pits" monstruosos e até "stage divings"! Destaques para "Beautiful Morning", "Locust", "Aesthetics of Hate" (que deixou a galera ainda mais alucinada!) e "Davidian".

publicidade

Apesar do show ter acabado um pouco tarde para quem precisa voltar para casa de metrô ou ônibus, todos os 3 shows foram muito bons e valeram o esforço de enfrentar um trânsito complicado em plena sexta-feira de uma cidade como São Paulo.

Para ver o set list completo e várias fotos do show acesse:
http://rockexpress.wordpress.com/2011/10/15/sepultura-machinehead/

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantadoSlipknot
Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantado

Top 500: as melhores músicas de todos os tempos segundo a Rolling StoneTop 500
As melhores músicas de todos os tempos segundo a Rolling Stone


Sobre Edu Lawless

Editor e criador do site Rock Express, que deu asas ao grande desejo de escrever e viver um pouco mais intensamente o mundo do Rock. A filosofia é a vertente do Hard Rock - Sexo & Rock - e a ideologia é sempre escrever sua própria matéria e continuar Fotografando e Animalizando...! Keep rockin' dudes!!! \,,/

Mais matérias de Edu Lawless no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin