Matérias Mais Lidas

Pitty tuíta que moda agora é ser roqueiro e apaga após Anitta e fãs reagiremPitty tuíta que "moda agora é ser roqueiro" e apaga após Anitta e fãs reagirem

Roger Moreira explica por que é um dos únicos artistas que ainda defende BolsonaroRoger Moreira explica por que é "um dos únicos artistas" que ainda defende Bolsonaro

A categórica opinião de Kiko Loureiro sobre SlashA categórica opinião de Kiko Loureiro sobre Slash

Titãs: o motivo pelo qual Arnaldo Antunes saiu da banda antes de TitanomaquiaTitãs: o motivo pelo qual Arnaldo Antunes saiu da banda antes de "Titanomaquia"

Guns N' Roses: DJ Ashba critica Buckethead e seu balde de frango na cabeçaGuns N' Roses: DJ Ashba critica Buckethead e "seu balde de frango na cabeça"

A banda brasileira mais transgressora dos anos 1980, segundo Maurício BrancoA banda brasileira mais transgressora dos anos 1980, segundo Maurício Branco

Ghost: banda toca música inédita e revela novo visual de Papa Emeritus; confira vídeosGhost: banda toca música inédita e revela novo visual de Papa Emeritus; confira vídeos

Como está hoje o casal que inspirou Eduardo e Mônica, da Legião UrbanaComo está hoje o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", da Legião Urbana

Beatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NMEBeatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NME

A carinhosa opinião de Chris Cornell sobre John LennonA carinhosa opinião de Chris Cornell sobre John Lennon

Black Sabbath: 10 músicas menos conhecidas da formação clássica que todos deveriam ouvirBlack Sabbath: 10 músicas menos conhecidas da formação clássica que todos deveriam ouvir

Slash diz que ficou impressionado e orgulhoso ao ver Axl Rose como vocalista do AC/DCSlash diz que ficou impressionado e orgulhoso ao ver Axl Rose como vocalista do AC/DC

Paulo Baron: Empresário comenta a experiência de ter trabalhado com Ronnie James DioPaulo Baron: Empresário comenta a experiência de ter trabalhado com Ronnie James Dio

Pitty: debatendo com Anitta sobre liberdade sexual no Altas HorasPitty: debatendo com Anitta sobre liberdade sexual no Altas Horas

U2: Edge escolhe a melhor música gravada por outro artista (e você certamente a ouviu)U2: Edge escolhe a melhor música gravada por outro artista (e você certamente a ouviu)


Stamp

D.R.I.: Quatro bandas fizeram um sábado insano em BH

Resenha - Dirty Rotten Imbeciles (Music Hall, Belo Horizonte, 16/04/2011)

Por Luiz Figueiredo
Em 22/04/11

Quatro bandas fizeram um sábado insano que durou até altas horas da madrugada. Uma semana depois do Ozzy, o D.R.I., atração principal da noite, veio para não deixar nada de pé. Com um show longo e intenso tocou pela primeira vez em Belo Horizonte e correspondeu às expectativas dos fãs, dando a eles exatamente o que podiam esperar da banda mais podre das Américas.

Noite de sábado, noite de som pesado em Belo Horizonte. Por voltas das 21h30m a porta do Music Hall na Av. do Contorno, bairro Santa Efigênia, estava lotada de headbangers. A primeira banda da noite foi a belo-horizontina Severa. Poucas pessoas entraram para assistir o show deles, mas quem esteve lá dentro se espanto e ficaram satisfeitos com a apresentação do grupo.

Ao ouvir que o som parou no interior da casa, a entrada voltou a ficar movimentada. Sobe ao palco, por volta das 23h10m, os brasilienses do DFC (Destrito Federal Caos), banda formada no início da década de 1990. Os rapazes da Capital Federal fizeram um show bastante agitado em que, em todo momento, um fã mais louco que o outro subia no palco para se atirar dele. Em "Cidade de Merda" mostraram todo o amor e orgulho que têm por terem nascido no Distrito Federal.

Fecharam a apresentação com "Molecada 666" que causou um tumulto generalizado nas rodas de "mosh" da pista. O Music Hall, apesar de ter uma pista estreita, é uma boa casa para este tipo de show. Para ver o show bem de perto, mesmo se você não quiser ficar em uma roda ou apertado na grade, os espaços elevados nas laterais são boas opções. O ponto negativo foi apenas a grande a frente do palco que era bem frágil e possuía alguns espaços que poderiam machucar seriamente as pernas se alguém se as prendesse ao pular do palco. Mas nenhum problema foi registrado.

Sem muito intervalo entre uma banda e outra, o Violator, comandada por Pedro Poney, começou o que seria uma apresentação avassaladora. Um thrash puro e bem brasileiro levou os fãs a baterem muita cabeça e fazer rodas grandes de forma que, quem estava na pista, não podia escapar. O respeito que o Violator vem adquirindo é devido ao fato de a banda não abandonar sua origem underground e falar a mesma língua de seus fãs. Poucas bandas nacionais conseguem reações tão vibrantes e verdadeiras do público quanto esses brasilienses.

Agradecendo sempre e falando da importância que era estar ali abrindo para o D.R.I., banda que influenciou muito o Violator, Pedro Poney e Cia tiveram a surpresa de ver subir ao palco Harald Dimoen que ficou pulando e curtindo o show do Violator por alguns momentos. Finalizada a excelente apresentação, eles deixam o palco para que a última e mais aguardada banda da noite se preparasse para o grande momento.

O próprio baixista Harald ficou calibrando seu baixo enquanto o restante da estrutura discreta do D.R.I. era montada. E sobrava tempo para ele interagir com os fãs. Estava tudo pronto, inclusive a barreira de seguranças a frente do palco para que não houvesse invasões. Mas era em vão. As tentativas de subir ao palco eram aos montes e a segurança começou a usar cada vez mais violência para conter as pessoas. Vendo a situação, Harald pegou o microfone e disse para os seguranças saírem se cena, pois "o palco é tanto nosso quanto de vocês".

Foi o que bastou para que a multidão literalmente tomasse conta do palco. E o show não parou. Mas duas musicas depois os músicos pediram para o pessoal descer, pois o caos tomou conta geral e era difícil continuar o show.

Tocando clássicos e mais clássicos de quase 30 anos de muita "podreira", o D.R.I. fez um show de mais de duas horas de duração e se estendeu até após as três da manhã. Músicas como Beneath The Wheel, Slumlord, I Don’t Need Society, Abduct e Fun And Games compuseram o setlist.

O Dirty Rotten Imbeciles seguiu, no dia seguinte, para São Paulo, onde fechou a turnê brasileira.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Lista: 10 grandes bandas de rock e metal que surgiram no TexasLista
10 grandes bandas de rock e metal que surgiram no Texas


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos


Sobre Luiz Figueiredo

Sem descrição cadastrada.

Mais matérias de Luiz Figueiredo.