Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemOzzy Osbourne revela o único integrante de sua banda que saiu "do jeito certo"

imagemEdgard Scandurra, do Ira!, explica atual sumiço do rock nas rádios brasileiras

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemQuem Glenn Hughes considera digno de substituí-lo como "a voz do rock"

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemBrian May revela o inesperado álbum do Queen que é o seu favorito

imagemPink Floyd: Em entrevista de 1984, David Gilmour falou sobre "The Final Cut"

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure


PRB

Blaze Bayley: performance contagiante de um grande frontman

Resenha - Blaze Bayley (Hard Rock Cafe, Belo Horizonte, 16/01/2011)

Por Luiz Figueiredo
Em 23/01/11

Belo Horizonte é uma cidade montanhosa e o Hard Rock Café fica em uma espécie de pilotis da torre localizada na que pode ser a montanha mais alta da cidade. Proporcionando uma visão panorâmica da cidade de Belo Horizonte mesmo para quem está no interior da casa. Por volta das 16 horas, horário marcado para o início do evento, a fila era grande e dava volta na área externa ao Hard Rock Café. Enquanto isso, Blaze passava o som e era possível ouvi-lo cantar do lado de fora.

Blaze e sua banda saíram de Macaé e foram para Belo Horizonte por terra. Eles passaram por estradas alternativas por causa das barreiras causas pelos desmoronamentos na região serrana do Rio de Janeiro. Blaze relatou que os locais onde passaram exigiam muita cautela por parte do motorista por serem estradas escorregadias e esburacadas. Blaze escreveu em seu diário online sobre a tragédia no Rio. "Meu coração vai para a casa das famílias das pessoas que perderam suas vidas nas enchentes. Não é apropriado dizer qualquer coisa, exceto que eu sinto muito pelas suas perdas. Outras três horas na van em estradas difíceis, mas nós estamos indo direto para o hotel yey!", escreveu Blaze de seu Iphone durante a viagem, mas para a surpresa deles, o desembarque aconteceu no local do show onde almoçaram e não no hotel, para surpresa do vocalista.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Alguns minutos após os últimos acertos com o som, já demonstrando ser um cara extremamente carismático, Blaze se sentou ao lado da banca onde suas camisas estavam à venda e ficou à disposição para quem quisesse tirar fotos e pegar autógrafos. Neste momento, restavam cerca de cinco minutos para a entrada ser liberada e, após a abertura da casa para o público, Blaze continuou da mesma forma. Uma fila extensa de fãs se formou frente a ele.

E foi em meio a este clima legal que a banda belo-horizontina WANTED começou seu show. Junto à banda, São Pedro também resolveu dar seu espetáculo. O tempo fechou e uma forte chuva caiu sobre a zona sul de Belo Horizonte. Chuva esta que iria provocar no segundo show um lapso de energia. Mas nada que prejudicasse a excelente qualidade de som e ambiente que o Hard Rock Café proporciona. O Hard Rock da primeira atração da noite foi dividido com a busca dos fãs pelos autógrafos de Blaze, por isso a pista estava um pouco vazia. Mas a boa apresentação dividida entre músicas próprias e covers serviu bem para colocar muitos já no clima. Após um set de aproximadamente 35 minutos, o WANTED deu lugar à segunda atração da noite: o DINNAMARQUE.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Com uma apresentação bastante vigorosa e animada pelo homem de frente Rafael Dinnamarque, o grupo rapidamente contagiou quem estava na pista. Destaques para a música Fight e um cover de PRIMAL FEAR que agitou o Hard Rock Café. Já sem chuva, outra banda bastante competente, a DEVIL DUST, subiu ao palco. A banda promoveu, na ocasião, o lançamento oficial de seu EP "Route 69". As três bandas de Belo Horizonte fizeram bem sua parte. E para o público que esperava o ex-vocalista do Iron Maiden, o grande momento estava próximo.

BLAZE BAYLEY

Após cancelar apresentação que aconteceria em agosto de 2008 na capital mineira, pelo crítico estado de saúde de sua empresária e esposa Deborah Bayley, finalmente o Messiah, como é conhecido pelos fãs, estava em solo belo-horizontino para a segunda parte da turnê de divulgação de "Promise and Terror", último disco da banda, lançado no ano passado. Exatamente às 20h30min a Intro chegou aos ouvidos de quem esperava ansiosamente e as luzes se apagaram. Blaze, Nico(G) e Dave Bermudez(B), Jay Walsh(G) e Claudio Tirincanti(D) subiram ovacionados ao palco para execução da dobradinha do disco "The Man Who Would Not Die": "Blackmailer" e "Smile Back At Death". Ambas com refrões marcantes e que foram cantadas por todos. A interação ‘Blaze e público’ não parou por aí. Na seqüência vieram "Faceless" e "City Of Bones" do "Promise and Terror". Em "Voices From The Past", quinta música da noite, a qualidade dos músicos da banda ficou em evidência. Também cantada por todos já é um clássico da carreira de Blaze.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Blaze que sempre brincava com o público disse com um inglês fácil de ser compreendido que, a partir dali, quatro músicas do último disco seriam tocadas em seqüência. "Surrounded By Sadness" foi a primeira. É notória a emoção que Blaze põe na execução de cada música. É como um jogador de futebol de antigamente que, de fato, vestia a camisa do clube. Desde o início ele canta cada música como se fosse a última. A performance de Blaze é contagiante. Com certeza, um grande Frontman. Não é a toa que quase 12 anos após sua saída do Iron Maiden, conseguiu criar sua própria rede de fãs fiéis e crescente.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Após a seqüência, que teve também" The Trace Of Things That Have No Words", "Letting Go Of The World" e "Comfortable In The Darkness", "Futureal" foi responsável por fazer a loucura reinar novamente no Hard Rock Café. Esta foi a primeira oportunidade, para muitos, de assistir Blaze tocando músicas dos tempos de Iron Maiden. "The Launch", do "Silicon Messiah", de 2000, primeiro álbum da carreira solo de Blaze, manteve o clima criado por "Futureal". E a clássica "Blood and Belief" foi um dos pontos altos do show.

"Fredoom!" Esta palavra, bravada por Blaze, já anunciava para bons e nem tão bons entendedores que "The Clansman", clássico do Iron Maiden, estava por vir. Uma execução fantástica da banda, com destaque ao baixista Dave Bermudez. Daí para frente, o clima do show não variou mais. A empolgação se manteve firme até o final. "The Brave", outra clássica do "Silicon Messiah", foi avassaladora.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A emocionante e de bela letra "Watching The Night Sky" foi a grande surpresa no set. A primeira vez que ele a executa nesta turnê. Mas, por outro lado, a sensacional "Samurai" saiu do repertório. "God Of Speed" veio na seqüência para deleite de quem estava presente. Mas outro ponto alto do show começaria agora. "The Man Who Would Not Die" foi recebida da mesma maneira que as músicas dos tempos de Iron Maiden. Todos cantaram juntos e com muita força.

Ao fim da "Robot" (ou Robocop, como estava nos sets colados pelo chão do palco), a banda fez uma pequena pausa, onde Blaze se ajoelhou para dizer com muita ênfase e em inglês fácil novamente, para todos entenderem, "thank you. From Our Hearts, thank you!". E continuou, dizendo que com certeza aquela tinha sido uma das melhores noites de toda a turnê e prometeu se lembrar disso no futuro.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Após uma espécie de Bis, onde Blaze desejou ‘boa noite’, mas nem mesmo saiu do Palco, a rápida "Madness And Sorrow" fez os headbangers baterem cabeça antes do fechamento com mais uma do Iron Maiden: "Man On The Edge". Após exatamente 1:50 de show, Blaze se despede do palco, mas inicia mais atendimentos aos fãs. Ele saiu direto do palco para a pista onde distribuiu autógrafos e tirou fotos, sempre com muita simpatia e carisma.

Setlist
1- Blackmailer
2- Smile Back At Death
3- Faceless
4- City of Bones
5- Voices From the Past
6- Surrounded by Sadness
7- The Trace of Things That Have No Words
8- Letting Go of the World
9- Comfortable in Darkness
10- Futureal
11- The Launch
12- Blood and Belief
13- The Clansman
14- The Brave
15- Watching The Night Sky
16- God of Speed
17- The Man Who Would Not Die
18- Robot
------------------
19- Madness and Sorrow
20- Man On The Edge

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemIron Maiden: quando Bruce Dickinson mandou dois tijolos para Blaze Bayley

imagemBlaze Bayley diz que é amigo dos integrantes do Iron Maiden e que não há ressentimentos

imagemBlaze Bayley explica de forma clara e direta porque Metal é música do Diabo

imagemBlaze Bayley manda mensagem natalina inspirada em seu novo disco

imagemBlaze Bayley: "Diziam que o Nirvana seria o novo Judas Priest ou o novo Iron Maiden"

imagemBlaze Bayley: segundo ele as "viúvas do Bruce" hoje apreciam seus álbuns no Iron Maiden

imagemBlaze Bayley: assista videoclipe da sua participação com o Diggerthings



Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Luiz Figueiredo

Sem descrição cadastrada.

Mais matérias de Luiz Figueiredo.