RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemRolê aleatório: Geoff Tate e Rhapsody se divertem em aeroporto no aeroporto

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemMike Portnoy comprou "Piece Of Mind", do Maiden, em excursão escolar

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemA medida extrema que Dio pensou em tomar por não curtir "Rainbow in the Dark"

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco


Stamp

Delain: banda e fãs mostraram grande animação em São Paulo

Resenha - Delain (Carioca Club, São Paulo, 18/09/2010)

Por Diego Camara
Postado em 22 de setembro de 2010

Noite fria de sábado em São Paulo, com uma fina garoa de tempos em tempos. Este clima gélido, comum na Europa, recepcionou o Delain, banda holandesa formada por Martjin Westerholt (ex-Within Temptation), em seu primeiro show em terras brasileiras, uma apresentação fantástica e calorosa que espantou o frio da capital paulista.

Fotos: Leandro Anhelli

O espetáculo, marcado para iniciar às 18 horas, teve abertura das bandas Ecliptyka e HellLight, que fizeram bem o trabalho de aquecer o público para o show principal, que iniciou às 20h30 com a abertura das cortinas e a intro de "Invidia". O público estava bastante animado e cumprimentou com gritos e chifres a entrada de cada um dos membros da banda no palco, e pareceu transmitir sua animação para a banda, que mostrou uma técnica apurada, apoiados por uma equipe que mostrou bom desempenho no som e nas luzes.

A música seguinte, "Stay Forever", manteve o nível. Charlotte mostrou toda sua qualidade como vocalista, além de um domínio total do público, que obedecia claramente suas ordens. Agradeceu em bom português a todos os presentes e explicou que esta era a primeira apresentação da banda no Brasil e que todos estavam muito empolgados.

A apresentação então prosseguiu com as músicas "Go Away", "Frozen" e "Sever", onde o público pode notar uma melhora significativa dos sons de fundo, além de uma ótima presença do baterista Sander Zoer e um solo fantástico de Ewout no primeiro single do "Lucidity". O público respondeu com palmas e cantando junto o refrão.

Charlotte, que havia saído do palco antes do final de "Sever", voltou ao palco para cantar "April Rain", em um dos pontos mais altos da noite. Com um ou outro escorregão, imperceptível para a maioria dos fãs, a apresentação se manteve ótima, e isso foi percebido pelo desempenho impecável da música seguinte, "I’ll Reach You".

A bela vocalista então se sentou no palco durante a música "Come Closer" e interagiu de perto com o público, se mostrando bastante emocionada. A energia que a jovem holandesa passou para os fãs foi algo realmente maravilhoso, digno de poucas no cenário atual do metal. Assim ela prosseguiu seu "show individual" fazendo o público cantar junto a introdução e o refrão de "The Gathering", animando ainda mais os presentes. Os fãs então retribuíram gritando seu nome em alto e bom som após a música "Lost". A vocalista, em um momento bastante extrovertido e alegre, errou a apresentação da música seguinte, botando a culpa no público: "Vocês me deixam confusa", disse Charlotte, entre risos.

Durante a apresentação de "Control The Storm" a surpresa foi que eles não utilizaram as fitas do vocal de Marco Hietala, baixista do Nightwish que participou em diversas músicas dos dois álbuns do grupo. Ele foi substituído por Charlotte sem nenhuma perda de qualidade – e assim foi em todas as outras músicas com presença de Hietala após esta. O show prosseguiu com "Silhouette of a Dancer", que teve um ótimo show de luzes e grande participação do público antes da banda sair do palco.

O público então gritou o nome da banda, que permaneceu pouquíssimo tempo atrás do palco antes de retornar com salvas de palmas de todos os fãs presentes para a apresentação de "Virtue and Vice", marcada por um solo empolgante do guitarrista e ótimos vocais tanto de Charlotte quanto de Ewoult.

O final do show ainda prosseguiria em alto nível com "Nothing Left" e "Pristine". Todos os presentes, banda e fãs, mostraram grande animação até o último segundo. Charlotte agradeceu novamente a todos: "Vocês são maravilhosos", disse ao público antes de deixar o palco, deixando para os outros membros da banda o trabalho de finalizar o show. Ela voltaria para uma saudação final e agradecer novamente aos fãs. A banda toda, então, cumprimentou aqueles que estavam grudados no palco, mostrando desenvoltura e apreço pelos fãs presentes, que apesar de não estarem em grande número, valeram por milhares por todo o carinho transmitido aos holandeses, que deixaram em um "Até logo" da belíssima vocalista a possibilidade de um retorno ao Brasil em um futuro próximo.

Setlist do show:
1- Invidia
2- Stay Forever
3- Go Away
4- Frozen
5- Sever
6- April Rain
7- I’ll Reach You
8- Come Closer
9- The Gathering
10- Lost
11- Sleepwalker’s Dream
12- Control The Storm
13- Silhouette of a Dancer

Bis:
14- Virtue and Vice
15- Nothing Left
16- Pristine

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]


Outras resenhas de Delain (Carioca Club, São Paulo, 18/09/2010)

Resenha - Delain (Carioca Club, São Paulo, 18/09/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Delain lança vídeo de seu novo single, "Moth To A Flame"; assista aqui

Delain: vídeo da ruptura de testículo de baixista em pleno palco

Symphonic Metal: Alguns lançamentos que se destacaram em 2016

Delain: baixista quase perde testículo no palco - veja vídeo


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.
Mais matérias de Diego Camara.