Dr. Sin e Malmsteen: comentários sobre o show em SP

Resenha - Yngwie Malmsteen e Dr.Sin (Citibank Hall, São Paulo, 06/12/2007)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Pastre, Fonte: Dr. Site
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O dia 06/12/2007 marcou mais um capítulo inesquecível na história do Rock em nosso país. O sueco Yngwie Malmsteen, um dos maiores virtuoses da guitarra e sua atual banda estiveram de volta à São Paulo, dessa vez no Citibank Hall, tendo ao seu lado nada mais nada menos do que o Dr. Sin, em uma das melhores fases de sua carreira, com o recém lançado álbum "Bravo".

2 acessosEm 04/11/1986: Yngwie Malmsteen lança o álbum Trilogy5000 acessosPsicografia: uma suposta carta do espírito de Cássia Eller

Fica evidente a grandeza e importância desse evento quando se leva em consideração que mesmo tendo chovido o dia todo, mesmo o Citibank Hall estando localizado numa região de difícil acesso, mesmo com a corrida frenética por ingresso para o show do Iron Maiden, a casa se encontrava lotada, tanto pista quando camarotes (que aliás se esgotaram com bastante antecedência) inteiramente tomados pelos fãs.

A noite já começou com destaque positivo para o merchandise de ambas as bandas, que trouxeram ótimos produtos a preços moderados. Dando início a essa grande noite veio o Dr Sin, mandando de cara "Welcome To The Show”, uma das faixas mais empolgantes do novo álbum, perfeita para abertura, emendando com a pesadíssima "Nomad", os clássicos "Time after Time" e "Fire", incendiando o local..

Com uma excelente performance tocaram sem intervalos fazendo com que o público não parasse de pular e cantar as músicas. Logo de cara tocaram o hit "Fire" ("Brutal"), música muito pedida nos shows da banda e também um das mais “pesadas”.

Depois veio a balada "Empty World", na qual Andria Busic mostra porque é uma das maiores vozes do metal, impecável ao vivo. Vieram em seguida os clássicos "Isolate, Miracles", "Emotional Catastrophe", "Drowning in Sin" do CD "Bravo", fechando com "Futebol, Mulher e Rock N’ Roll", músicas nas quais Edu Ardanuy esbanjou toda sua técnica nos improvisos. Seria redundante falar da técnica, virtuosismo e bom gosto por parte de cada um dos músicos, no entanto o patamar de qualidade e entrosamento dessa banda merece todo destaque.

Os diversos improvisos que rolaram durante o show, acrescido de uma presença de palco insana deixaram a platéia perplexa, contando inclusive com a execução de parte da música "Jump" do van Halen,. Um show de metal impecável, pesado e insano.

Terminada a primeira parte do espetáculo e após um curto intervalo subia ao palco Yngwie Malmsteen, seguramente em melhor forma do que na época do G3, tanto física quanto musicalmente. Além do virtuosismo levado as últimas conseqüências e dos malabarismos com suas Fenders, o sueco pode demonstrar momentos de inspiração em suas improvisações e sua competência a frente dos vocais, em "Cherokee Warrior" e "Craking the Whip", ambas do CD "Unleash the Fury".

O vocalista Doggie White se mostrou bastante simpático e comunicativo, mas bastante limitado na execução dos clássicos, que aliás foram deixados um pouco de lado, talvez em função disso. O restante da banda pouco teve a acrescentar, o que ofuscou um pouco o brilho da apresentação. Em resumo, foi particularmente uma boa apresentação do guitarrista sueco, no entanto um show que deixa muito a desejar em relação as apresentações anteriores, que contaram com grandes músicos de apoio e repertórios recheados de clássicos.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Ritchie BlackmoreRitchie Blackmore
Em 1991, o que ele achava de Yngwie Malmsteen

2 acessosEm 04/11/1986: Yngwie Malmsteen lança o álbum Trilogy0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Yngwie Malmsteen"

Jeff Scott SotoJeff Scott Soto
Vocalista fala dos defeitos de Yngwie Malmsteen

BurnnBurnn
Os maiores guitarristas Hard & Heavy da história

Yngwie MalmsteenYngwie Malmsteen
Deus da guitarra ensina editor da Spin a fritar

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Yngwie Malmsteen"0 acessosTodas as matérias sobre "Dr Sin"


PsicografiaPsicografia
Uma suposta carta do espírito de Cássia Eller

MetalMetal
Nomes do gênero que assumiram ser cristãos

Led ZeppelinLed Zeppelin
As crianças da capa de "Houses Of The Holy"

5000 acessosKiss: a mais longa e reveladora entrevista de Eric Singer5000 acessosBlind Melon: 'Dream Theater? Desliga essa porra!'5000 acessosLágrimas nos olhos: 25 músicas para chorar5000 acessosThisBlogRules: site lista os dez maiores shows já realizados3137 acessosUganga: os álbuns que marcaram o vocalista Manu Joker5000 acessosMick Jagger: viciado, deu em cima até da terapeuta sexual

Sobre Rafael Pastre

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online