Matérias Mais Lidas

imagemSteve Grimmett: vocalista do Grim Reaper morre aos 62 anos

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemSons of Apollo une carisma e técnica em show no Rio com direito a piada de Mike Portnoy

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemConheça o guitarrista brasileiro de 16 anos que estará no próximo clipe do Megadeth

imagemDream Theater: confira possível setlist dos shows da banda no Brasil

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemMax Cavalera quer reunir formação original do Soulfly para turnê em 2023

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemAs 10 melhores músicas "lado b" da carreira solo de Dio, em lista do Metal Injection

imagemBlaze achava que Bruce jamais voltaria para o Iron Maiden

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"


Dream Theater 2022

Sepultura: Bom público, boa organização, clima de festa...

Resenha - Sepultura (Portuários, Santos, 04/09/2004)

Por Fernando De Santis
Em 04/09/04

Já fazia mais de uma década que o Sepultura, banda que carrega o nome do Brasil pelos quatro cantos do globo, não pisava em Santos, para fazer uma apresentação para o fanático público do litoral. Bom público presente ao clube, boa organização, clima de festa, enfim, tudo perfeito para um sábado memorável.

A abertura do show ficou por conta dos santistas do Drive V (que já fora chamado de Cajamanga). Fazendo um som meio que nu-metal, com um vocal que às vezes lembrava Zack de La Rocha, o pessoal do Drive V aqueceu muito bem a galera, que já se apertava próximo ao palco, tocando músicas próprias e covers, como a muito bem executada, "Duallity" do Slipknot e "War Pigs" do Black Sabbath. A segunda banda a subir no palco foi o Chemical Disaster, que toca um death metal muito bom. Por um azar imenso, quando eu estava em frente ao palco, tirando fotos, notei que por algum motivo obscuro, a bateria da minha câmera zerou! Tive que sair correndo para comprar pilhas em uma padaria ao lado da Vila Belmiro e quando voltei, já havia acabado o show deles. Não pude conferir a apresentação, mas os comentários do público presente foram muito positivos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Massacration, a banda formada por integrantes do programa da MTV, "Hermes & Renato", subiu ao palco na seqüência para divertir e empolgar os fãs que aguardavam pelo Sepultura. Não acreditei quando vi praticamente todo mundo gritando "Massacration, Massacration", não sabia que eram tão populares... e para a minha surpresa, o público cantava todas as músicas do set. Após tocar a vinheta do programa Hermes & Renato, o ator mais gordinho do programa (desculpe, não sei o nome) subiu no palco sambando e cantando, para depois entrar os integrantes do Massacration. "Metal Milk Shake" abriu o show e nos intervalos das músicas, rolavam as tradicionais palhaçadas. Impressionante também a presença de palco dos rapazes! "Metal Bucetation" foi o ápice (!!!) do show, que foi encerrado com "Metal Massacre Attack", que teve a participação daquele tiozinho doido, que só grita, no programa da MTV. Hilária a apresentação, sem ser cansativa e com todas as músicas muito bem tocadas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com um público ansioso, com olhares fixos e com diversos fotógrafos com os umbigos colados ao palco, o Sepultura entrou fazendo o que melhor sabe: porrada na orelha da galera. Formado por Andreas Kisser (guitarra), Paulo Jr. (baixo), Igor Cavalera (bateria) e Derrick Green (vocal), o quarteto mais famoso do Brasil começou a apresentação com "Apes of God". Igor Cavalera tocava como se tivesse raiva da bateria... socava, dava pena da pobre batera, Mr. Green que entrou tocando guitarra, encarava o público, meio que intimando a galera a se empolgar, Paulo ficava mais na dele, porém totalmente competente, enquanto Andreas agradou a todos, usando uma camiseta da burrinha, a Portuguesa Santista, que é querida por santistas, corintianos, são paulinos e palmeirenses do Litoral. O setlist foi muito bem diversificado, passando por todas as fases do Sepultura. "Biotech is Godzilla" e "Propaganda" agradaram em cheio no início do show, porém o pau comeu mesmo nas mais antigas como, "Troops Of Doom" e no medley "Innerself / Beneath The Remains".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em determinado momento do show, Andreas soltou os riffs iniciais de "Seek and Destroy" do Metallica, mas logo a seguir, anunciou que viria pela frente "Desesperate Cry" do disco "Arise". "Refuse / Resist" teve praticamente emendada a famosa "Territory", que fez todos os presentes pularem e cantarem de forma insana. A primeira parte do show foi fechada com o medley de "Arise / Dead Embryonic Cells", que era um dos momentos mais aguardados. A volta para o encore teve "Parabéns a você", para o baterista Igor Cavalera, que completava 34 anos. "Come Back Alive" foi a música da volta, quando Derrick anunciou que "Roots Bloody Roots" seria a última música. Após o grito de "Sepultura do Brasil" de Derrick, a banda fechou o show com uma energia impressionante, parecia que era a primeira música do set!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apresentação de gala da banda que é orgulho nacional. O público de Santos saiu do clube Portuários totalmente satisfeito com o que viu e ouviu. Agora só resta torcer para que a volta do Sepultura a Santos, não demore mais de dez anos...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Max Cavalera quer reunir formação original do Soulfly para turnê em 2023

Iggor Cavalera relembra quando Max foi para delegacia e delegado palmeirense o salvou

"Eu sou um músico abençoado", afirma Max Cavalera

Cinco álbuns marcantes de heavy metal que estão quase fazendo 30 anos - Parte I

Cinco músicos que começaram vida nova após saírem de grandes bandas de heavy metal

Max e Iggor Cavalera: setlists, fotos e vídeos de shows na Audio, em São Paulo

Iggor Cavalera relembra jogo do Palmeiras que viu na torcida do River e quase deu ruim

Se não fosse o Queen, Max Cavalera provavelmente não existiria

Sepultura: setlist, fotos e vídeos de show no Sesc Pompeia, em São Paulo

João Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

Resenha - Max e Iggor Cavalera (Audio, São Paulo, 07/08/2022)

Discos do Sepultura serviram de inspiração para novo álbum do Soulfly? Max responde

Sepultura: resenha do show em Jundiaí (Sesc Jundiaí, 29/07/2022)

Por que Max Cavalera acha que "Roots" do Sepultura foi rotulado como Nu-Metal

Max e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

Como Bono Vox e o U2 influenciaram um dos discos mais importantes do Sepultura

Andreas Kisser explica por que Sepultura nunca fez música sobre futebol

Observatório Nerd: 5 perguntas para Eloy Casagrande

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

King Diamond: O que significa ser Satanista?


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre

Mais matérias de Fernando De Santis.