Kreator & Destruction: Para ficar na história do metal em Recife

Resenha - Kreator & Destruction (Clube Internacional, Recife, 06/10/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Peterson
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos: Marco Antônio


Um dia para ficar na história do metal nacional e nordestino. A "The Hell Comes To Your Town Tour" chega a Recife, cercada de uma grande expectativa por bangers de todas as idades, cidades e estados vizinhos. Pela primeira vez iríamos presencias uma tour que vem girando mundo e fazendo o maior estrago por onde passa! Tivemos uma produção digna para duas das maiores bandas de Thrash Metal de todos os tempos. Em termos de som e iluminação de palco, foi um espetáculo, isso prova que quem tem técnico de iluminação e investe numa produção melhor faz a diferença. Aliando isso à performance de dois ícones do metal mundial, ambos com anos de estrada, o resultado só poderia ser definido como um show imperdível.

Logo cedo chegaram caravanas de várias cidades e estados vizinhos em direção à loja Blackout Discos, onde ocorreu uma disputadíssima tarde de autógrafos. A frente do prédio foi tomada por bangers de Fortaleza, Maceió, João Pessoa, Aracaju e de cidades do interior. Logo se formou uma fila gigantesca, o calor era imenso, mas ninguém arredou o pé enquanto não pegou seu autógrafo ou foto.

Como as bandas teriam que viajar na madrugada após o show para São Paulo, o ínicio do show estava previsto para as 22h00. Isso foi um empecilho para muitos acostumados a outros horários, tanto que quando o Destruction estava no meio do seu set, era grande o fluxo de pessoas chegando ainda ao local.

Quem se encarregou de abrir essa noite literalmente infernal, foi o grande DESTRUCTION, As 22h20 começa a Intro. Nesse momento não houve ninguém cujo coração não disparasse. Adrenalina alta e até lágrimas sendo derramadas. E logo de cara tocam "Curse The Gods". O som era claro e potente nesse momento esperado por centenas de bangers e fãs da banda desde dos anos 80. Schmier tem uma performance matadora no palco, cantava em três microfones diferentes e tocava seu baixo com uma fúria enorme. Mike com seu visual tradicional dos anos 80 tocava sua guitarra com uma velocidade e técnica incomuns. Terminam a primeira música e Schmier dá boa noite ao Brasil, o "país campeão do mundo". Em termos de simpatia ele foi sem dúvida o melhor da noite. Daí em diante, um desfile de músicas novas como "Thrash Til Death", "Nailed To The Cross", "Bullets From Hell", "The Butcher Strikes Back", emendadas com o clássico "Mad Butcher". Dai em diante, clássico atrás de clássico, e não houve pescoço que ficasse parado com "Total Disaster", "Invincible Force", "Bestial Invasion", "Life Without Sense", "Eternal Ban", "The Antichrist". Foi emocionante presenciar mais de 1.500 pessoas alegres e sobre efeito de ter sofrido uma DEVASTAÇAO sonora. No backstage era nítida a satisfação e felicidade dos integrantes do Destruction pela recepção do público ao seu destruidor set. INESQUECÍVEL.

Para muitos a noite poderia ter acabado ali, mas havia ainda nada mais nada menos que o KREATOR, por vir. Era demais para uma noite só. Os roadies trabalharam super rápido e deixaram o palco pronto em questão de minutos.

Depois de 10 anos desde sua última passagem em Recife, o KREATOR entra em cena tentando manter o pique deixado pelo Destruction. E manteve. Depois da intro "The Patriarch", começam com "Violent Revolution" e "Reconquering The Throne", "Extreme Agression" e a clássica "People Of The Lie". Contanto também com uma boa iluminação e bastante gelo seco, o que se viu no palco, foi uma banda bastante entrosada, com pouco papo e muita música. Mille e Ventor contam com dois novos competentes membros que não deixam a desejar. Durante duas horas tocaram material de quase todos álbuns. De mais recente, "Servant In Heaven, King In Hell", "Legions", e para o deleite do fãs mais antigos, "Coma Of Souls", "Terrorzone", "Betrayer", "Terrible Certainty", "Riot Of Violence", "Pleasure To Kill". O bis veio em dose letal e infernal. Quem poderia imaginar um medley de "Flag Of Hate/Tormentor"? PERFEITO!

Falar quem foi o melhor não vem ao caso. O grande vitorioso da noite foi o público que saiu de casa ou de seu estado para presenciar um momento raro, mágico e único. Fica provado mais uma vez que o nordeste tem público para qualquer tipo de evento de metal. E a Blackout Discos através da pessoa do seu dono e produtor de shows João Marinho, pela bela produção. Esperamos que daqui em diante novos shows venham a acontecer, e possam ter uma produção como essa, com som e luz perfeitos. E agradecer ao maior público já visto em shows de metal em Recife. Até outubro com o SHAMAN!

THRASH TIL DEATH!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Kreator"Todas as matérias sobre "Destruction"


Thrash Metal: os 10 melhores discos do século 21, segundo o LoudwireThrash Metal
Os 10 melhores discos do século 21, segundo o Loudwire

Top 10: Os mais influentes álbuns de Thrash MetalTop 10
Os mais influentes álbuns de Thrash Metal

Kreator: Quem são os irmãos caídos no clip Fallen Brother?Kreator
Quem são os irmãos caídos no clip "Fallen Brother"?


Separados no nascimento: Paul McCartney e Kiko do ChavesSeparados no nascimento
Paul McCartney e Kiko do Chaves

Instagram: as fotos mais legais do perfil de James HetfieldInstagram
As fotos mais legais do perfil de James Hetfield

Huntress: foto pelada após um caso brutal de infecção alimentarHuntress
Foto pelada após um caso brutal de infecção alimentar

Roger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é TardeHit Parader: Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revistaAdivinhe Quem é o #1: Os 250 artistas mais vendidos da históriaMetallica: Hulk Hogan quase entrou na banda?

Sobre Paulo Peterson

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.