Resenha - Capital Inicial (Via Funchal, São Paulo, 16/06/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Jorge Lins Torres
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Foto da Chamada: Lélio Boni
Retirada do Fã Clube Oficial Dinho Ouro Preto

819 acessosTitãs, Lobão, Ultraje, Legião: o Brasil era do rock há 30 anos5000 acessosRock In Rio 2017: ausência do "Dia do Metal" é compreensível

Um show quase que secreto balançou o Via Funchal ontem: Capital Inicial. Depois de dois anos executando pelo país as versões acústicas de seus principais sucessos, a banda plugou novamente os instrumentos e apresentou em São Paulo além das composições do novo Cd intitulado “Rosas e Vinho Tinto”, o novo guitarrista, Yves Passarell (ex-Viper).

Antes da apresentação do Capital Inicial, houve um festival de bandas iniciantes promovido pelo Colégio Objetivo, o “Objetivo in Concert”. Novos talentos musicais do próprio instituto de ensino foram apresentados aos alunos do colégio. Dinho, Yves e Fê Lemos são ex-alunos do Objetivo.

O Capital Inicial mostrou força com o novo Cd. Após 1 milhão de cópias vendidas do Cd Acústico MTV, as novas canções caíram nas graças do público. O show foi bem dividido, entre canções novas, velhos sucessos – alguns tocados como nas versões acústicas. Isso sem contar com a personalidade contagiante de Dinho e seu espírito adolescente no palco.

Momentos marcantes na apresentação foram as homenagens a Cássia Eller, aonde Dinho juntamente com o público cantou “Por Enquanto”, música da Legião Urbana que ganhou repercussão na voz da cantora carioca, falecida no fim do ano passado. Joey Ramone e Dee Dee Ramone foram homenageados com “Pet Cemetary”. Como de praxe, Dinho soltou as “palavras de ordem” sem cair na pieguice, até a entrada de “Que País É Este”, que levou o público ao delírio.

Yves mostrou que é um guitarrista de mão cheia após a saída de Loro Jones. Esbanjou simpatia com o público, entrosamento com a banda e vigor no que se pode chamar de um novo e potente som no Capital Inicial. Um dos músicos que acompanha a banda agora é Fred Nascimento, ex-Tantra e que também já tocou com a Legião.

O palco era outro espetáculo à parte. Continha animações, simulando um grande cinema de 180 graus, onde imagens eram postas como em um grande telão, só que desta vez, eram diversos telões.

Para finalizar o show, no momento do bis, Red Hot Chili Peppers com “Outside”. Yves possivelmente foi quem indicou a música, já que o mesmo é fã da banda californiana.

Dinho disse que este não era a abertura da turnê, mas pela “canja”, quem presenciou, saiu mais que satisfeito com uma das mais importantes bandas do Brasil.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

819 acessosTitãs, Lobão, Ultraje, Legião: o Brasil era do rock há 30 anos813 acessosCapital Inicial: Banda manda recado a Michel Temer em SP0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Capital Inicial"

RHCPRHCP
Dinho conta quando Flea "quase morreu" em show do Capital

Malta e ColdplayMalta e Coldplay
Liderando lista de músicas mais chatas de 2014

Dinho Ouro PretoDinho Ouro Preto
Scorpions, Rory Gallagher, Uriah Heep, Iron Maiden e outros

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Capital Inicial"

Rock In Rio 2017Rock In Rio 2017
Ausência do "Dia do Metal" é compreensível

Corey TalorCorey Talor
"Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

Max CavaleraMax Cavalera
"Deveríamos ter demitido os dois e mantido o nome"

5000 acessosMulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesa5000 acessosMalmsteen: Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarrista5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 805000 acessosTankard: "Crystal é uma cerveja tão ruim quanto a Heineken"5000 acessosPhil Anselmo: Lord Ezec desafia vocalista para duelo na porrada5000 acessosSlash: "Estive no fundo do poço entre 1996 e 2001"

Sobre Jorge Lins Torres

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online