RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemSlash se sente feliz por não existir internet nos primórdios do Guns N' Roses

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger


Stamp

Resenha - Dr Sin (Tubes, Rio de Janeiro, 01/07/1999)

Por Fábio Trovão
Postado em 01 de julho de 1999

15hs em ponto, chegava esse que vos fala ao Tubes no Rio de Janeiro para assistir a passagem de som do Dr.Sin e se possível fazer uma entrevista com os caras. A banda, que veio dirigindo de São Paulo direto para o local do show, chegou por volta das 17hs. Com o atraso, não foi possível fazer a prometida entrevista, porém, Andria Busic, Ivan Busic e Eduardo Ardanuy se mostraram sempre muito simpáticos e atenciosos conosco, dando autógrafo e batendo papo comigo e o meu fiel companheiro André Morize. Nesses bate-papos, ficamos sabemos algumas coisas interessantes sobre a banda e os projetos paralelos de seus membros. A banda deve estar lançando seu cd ao vivo ainda este mês, e não estão trabalhando ainda em material inédito. O Tritone (projeto dos guitarristas Eduardo Ardanuy, Sérgio Buss e Frank Solari) já está pensando no segundo álbum, e provavelmente eles deverão estar abrindo os shows da turnê que Steve Vai, também provavelmente, fará aqui no Brasil em Stemebro.

Em todos os momentos os músicos se mostraram extremamente profissionais, apesar do amadorismo dos produtores do local, cuja estrutura era no máximo, com muita boa vontade, regular. Muito abaixo do que uma banda como o Dr.Sin merece. A noite começou por volta das 23hs, com a banda FAST UNCLE. Uma banda que toca covers de Whitesnake, Deep Purple, Judas Priest, etc. A banda parece ser apenas uma banda para diversão. Destaque apenas para o guitarrista Flávio que mostra ter futuro. Logo depois veio a banda de Heavy Melódico ALLEGRO. A banda mostra ser uma das boas promessas do Metal carioca. O som da banda mostrou-se um pouco repetitivo, como muitas das bandas de Heavy Melódico mundial. Porém, os músicos são muito bons e a banda pode, e deve, evoluir. Destaque para o guitarrista solo e o tecladista. O vocalitsa tem um excelente timbre e afinação, mas tem um porém: precisa ser menos André Matos e mais ele mesmo. Todas as músicas são cantadas em notas extremamente agudas, e em certo momento isso enjoa os ouvintes. Com a técnica que tem, ele poderia usar uma variedade maior de timbres e afinações.

Finalmente, depois das 1:00hr, o Rio de Janeiro pode finalmente, depois de uma espera de mais de 5 anos, assistir a um show do Dr.Sin como banda principal. A banda entrou no palco e detonou logo a pesadíssima Karma. A banda estava visivelmente com uma enorme disposição de tocar para o Rio de Janeiro. O baterista Ivan Busic tocou com uma garra que poucas vezes eu vi um baterista tocando. A som da batera parecia um trovão de tão forte Ivan estava tocando. Logo na segunda música, Sometimes, uma pessoa tomou conta do show: Eduardo Ardanuy. O guitarrista está sem dúvida entre os melhores de todo o planeta, e nessa noite particularmente ele esteve inspiradíssimo. Poucas músicas terminaram sem que houvesse um grande improviso em que Edu mostrou toda sua técnica fenomenal, tocando inclusive trechos de músicas do Malmsteen (a pedido da galera) e do comercial do cigarro Hollywood Light. A terceira música, Ivan perguntou qual música do álbum Brutal o público gostaria de ouvir, e a maioria pediu Isolated, e a banda atendeu prontamente. Depois um desfile de grandes músicas: Brother, Have You Ever Seen The Rain (cover do Creedence Clearwater), Down In The Trenches (belo trabalho de vocal dos irmãos Andria e Ivan Busic), No Rules, Someone To Blame, Emotional Catastrophe, e finalmente, fechando o set, a banda atendeu os pedidos do públivo: Futebol, Mulher & Rock N' Roll. Com direito a corinho "Eta, eta, eta brasileiro quer...BUCE**", e o público feminino também não ficou na saudade, Andria deu a vez a elas "E as mulheres? Não querem nada? Alho, alho, alho brasileira quer..."

Depois de um rápido intervalo a banda volta para o bis. Tocaram Fire, e fecharam com uma versão matadora e pesadíssima de Sweet Leaf do Black Sabbath. E acabava assim o show do Dr.Sin deixando o público com gostinho de "quero mais". Realmente, esse foi o único porém do show, poderia ter sido maior. Mas no final o saldo foi mais do que positivo. A banda provou ser uma das grandes bandas do Rock nacional, e os músicos são simplesmente perfeitos, e principalmente, adoram o que fazem, o que pode ser comprovado no sorriso no rosto de todos eles durante o show. Depois do show a banda ainda teve fôlego para atender um batalhão de fãs atrás de autógrafos e fotos.
Não poderia terminar essa matéria sem deixar registrado meu agradecimento aos músicos Andria Busic, Ivan Busic, Edu Ardanuy, e a todos da equipe da banda pelo carinho, atenção e paciência conosco, nos tratando como verdadeiros amigos e com muita simplicidade. Coisa que algumas bandas deixaram pra trás ao conseguir seus 15 minutos de fama.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Edu Ardanuy: Guitarrista revela os bastidores da reunião do Tritone

Rock: seis bandas que se inspiraram na cultura Pop

Fafá de Belém: "meu espírito é heavy metal", diz a cantora

Ivan Busic: comercial antigo de tênis com Gisele Bundchen


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Fábio Trovão

Guitarrista e professor de Inglês! Adora Heavy Metal em geral, principalmente Heavy Progressivo!
Mais matérias de Fábio Trovão.