Do amadorismo à falta de foco: segredos para uma banda fracassar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Moraes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Todo mundo, principalmente quem já chegou lá, tem o segredo do sucesso. Mas poucos se atentam aos segredos do fracasso. Mas antes que fique bem claro que fama é diferente de talento e de sucesso. Muitos aventureiros obtêm fama sem necessariamente ter talento, assim como muitos fazem sucesso como músico sem serem famosos. Mas porque muitos artistas talentosíssimos não alcançam o sucesso com suas bandas?

Black Sabbath: Tony Iommi explica como tocar "Paranoid"AC/DC: isso sim é uma bela estrada para o inferno

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O sucesso pode surgir por meio da combinação de vários fatores, como a sorte (estar no lugar certo e na hora certa), ter contatos influentes, estar em evidência dentro de uma cena que se expande, ter bons companheiros que ajudam na correria, entre outros detalhes.

Embora pareça óbvio, quase nenhuma banda se atenta aos ingredientes que compõem a receita para o fracasso. Reuni alguns tópicos que, se você tem uma banda, provavelmente identificará situações que já vivenciou. Vamos a eles:

Amadorismo

Certa vez, um grande amigo, o conceituado baixista e ex-companheiro de bandas Jr. Spock disse: você pode até não ser profissional, mas se quiser chegar a algum lugar com uma banda você deve agir como um. E isso envolve buscar conhecimento (técnico e do meio), tentar ser o melhor músico dentro de suas possibilidades, ser responsável em cima de um palco e, principalmente, honrar os compromissos estabelecidos. Quem já deixou de voltar a ser convidado a tocar em lugares bacanas por atrasos, tocar bêbado, não respeitar o horário estabelecido, comprometer o evento com atitudes desnecessárias sabe do que estou falando. Por outro lado, encrencar no palco pode dar Ibope para quem está estabelecido, mas pra quem está começando é furada.

Descompromisso

Conhecemos histórias de bandas que se tornaram lendas cujos membros moraram juntos, trocaram de cidade, economizaram juntos e se doaram ao máximo por um sonho. Hoje, muitas bandas independentes que almejam algo mais vão além disso, dividem tarefas e vão até o limite para conseguirem seu espaço. Enquanto um agenda show, outro cuida da divulgação, outro marca os ensaios e outro ainda pensa nos produtos da banda para vender nos eventos. Mas um dos segredos do fracasso é esperar cair do céu e depois ainda recusar o que já foi decidido por outros que tiveram proatividade.

Egoísmo

Eu não faço isso, eu não faço aquilo, foda-se tudo! Se você está em uma banda, você faz parte de um grupo e deve respeitar o que a maioria definiu como prioridade em benefício deste conjunto. Qualquer atitude diferente disso, é hora de procurar espaço em outro lugar em que as suas regras sejam aceitas. Porque para banda, é na certa uma contribuição para o fracasso.

Falta de respeito aos companheiros

Chegar atrasado nos ensaios, não tirar previamente as músicas, desviar o foco dos ensaios, tumultuar o ambiente, etc. Estes exemplos certamente levarão sua banda ao conhecido lugar algum. Se você não consegue respeitar seu companheiro de banda, você está no lugar errado. Lembre-se: ninguém na banda é seu pai para te cobrar respeito, seja adulto e se toque.

Falta de estratégias

Há diferentes estratégias para uma banda poder decolar. Você pode ter uma banda autoral, participar de festivais, descobrir coletivos, reunir em grupos que falam a mesma língua, até usar o cover para se promover e ganhar uns trocos para pagar seu trabalho autoral, contratar pessoas que produzam bem uma banda... Qualquer uma é válida e há muitos outros caminhos. Mas, definitivamente, não definir objetivos, planejar e seguir o planejamento sem desviar do caminho, tocar por tocar até que a próxima oportunidade apareça é outro sinal de que o fracasso é só uma questão de tempo.

Irresponsabilidade

Já aconteceu de sua banda ter uma estratégia boa, ter músicas legais, ter pessoas que acompanham, buscar profissionalismo mas na hora H alguém ter um acesso de "estrela"? Pois é, acontece com frequência. Tem muita gente que está numa banda, se acha o último Beatle do Cavern Club e ferra o trabalho de todo o grupo com excessos, extravagâncias e irresponsabilidade. Em uma banda, é ótimo ter atitude, desde que se pense nas consequências e seja em benefício da banda, e não fazer coisas que podem prejudicá-la.

Falta de foco

Como disse o leitor Vinício Almeida, muitos têm meia dúzia de projetos simultâneos: 3 bandas cover, 2 autorais e uma experiência alternativa. Na dúvida, quase todos que militam na cena tentam diversificar para ver se algo dá certo. Será que foi assim com as bandas hoje consagradas ou eles tiveram foco? Para ele, é difícil apostar em uma causa, mas é preciso escolher um caminho e se entregar.

Os mesmos erros

Quantas bandas nas quais você participou não deram em nada? Quantas bandas você viu, que até agradaram certo tempo, mas por apresentarem alguns dos "sintomas" acima relatados não chegaram a lugar nenhum? Aposto que muitas. Isso é falta de visão, é saber que as coisas começam já com prazo de validade e ainda assim persistir nos erros. Se você se identificou com alguns dos sinais relatados, é hora de mudar a postura e encarar outra maneira de levar a banda.

Curtiu? Conte-nos sua experiência e ajude companheiros de outras bandas.

Curtas

Show com André Matos

Fazendo o merchã da minha banda, a Rota Ventura, tocaremos em um show aberto e gratuito que terá como fechamento o vocalista Andre Matos (ex-Angra e Shaman) na festa de aniversário da cidade de Piedade-SP, dia 18/05. Também participam do festival as bandas Hard Rockers, Dead Crush, Sabbra Cadabra e The Prisoners.

Webradio Rock

Dica do Bira de Bauru: www.rockbauru.com.br é um projeto seu, uma webradio Rock. Se você tem uma banda, acesse e fique ligado, pois haverá um festival de bandas autorais, com premiação bem bacana que, segundo informações prévias, pode envolver gravação e prensagem de CDs.

Contatos:
e-mail: [email protected]
Twitter: @fermoraes e @rotaventurarock




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Black Sabbath: Tony Iommi explica como tocar ParanoidBlack Sabbath
Tony Iommi explica como tocar "Paranoid"

AC/DC: isso sim é uma bela estrada para o infernoAC/DC
Isso sim é uma bela estrada para o inferno


Sobre Fernando Moraes

Jornalista e Relações Públicas, Fernando Moraes é também músico independente, vocalista e guitarrista da banda paulista Rota Ventura. Amante de Rock, de música de qualidade e entusiasta dos artistas autorais, seus artigos falam sobre o cenário do novo Rock Nacional e os desafios daqueles que fazem de tudo para que grandes bandas continuem surgindo e mantendo vivo o estilo de som mais amado de todos os tempos.

Mais matérias de Fernando Moraes no Whiplash.Net.

Goo336x280