Guns N' Roses e Black Sabbath: a velha mania das reuniões

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Eduardo Schereder
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

De tempos em tempos, surge uma onda de “revivals” e reuniões no mundo da música. Anúncios na imprensa, burburinhos para todo o lado, disco e turnê promocional... Enfim, aquela formatação toda para os caras parecerem que estão numa boa e que farão tudo pela diversão. Ahã, sei. Nem tudo na vida é o que parece e, muito menos, o que a gente quer que seja.

701 acessosGuns N' Roses: Axl lamenta morte de colaborador de Chinese Democracy5000 acessosTragédias: 10 das piores ocorridas em shows de Rock e Metal

Vejamos dois casos recentes, BLACK SABBATH e GUNS N’ ROSES. Enquanto o primeiro anunciou a reunião oficialmente, no ano passado, o segundo não diz nada, e, sequer fala em reunião publicamente. Contrariando as expectativas, Bill Ward, baterista do Sabbath, abriu a boca e mostrou o que realmente interessa numa reunião. Não sejamos hipócritas, afinal, é o dinheiro que move o show business. Entretanto, fica no ar aquela desconfiança, uma sensação de falta de bom senso e espírito roqueiro. Quanto ao Guns, é constrangedor. Após anos excursionando com uma banda totalmente reformulada, Axl Rose não deveria se render, e nem Slash. Que essa reunião não passe de uma “jam session” no palco do “The Rock and Roll Hall of Fame”.

Ora, tenha em mente as bobagens ditas sobre Guns N’ Roses nos últimos tempos. Eles ainda são odiados por meio mundo, e seguem com o estigma do pop rock (quem não ouviu Sweet Child O’ Mine?) e do hard rock casca-grossa do disco de estréia. Não há nada que possa manchar o nome da banda, já que ela mesma fez isso. Ou você imagina Axl Rose como jurado do American Idol? Ele mandaria longe uma turma dessas, por que está interessado em fazer o que bem entende, como sempre - uma das poucas pessoas que fazem isso no mundo da música. O preço que a banda pagou por sua sinceridade foi a obscuridade, não o limbo. Ver Guns N’ Roses na MTV novamente é o sonho de muitos fãs, o que não deixa de ser contraditório.

É nessas horas que recorremos à tríade imaculada do rock: BEATLES, LED ZEPPELIN e PINK FLOYD. Nosso amigo Lennon jamais toparia uma reunião facilmente, bem como Paul McCartney, que sequer compareceu ao famigerado “Hall of fame”. Robert Plant já declinou outra reunião, e todos sabem que para unir os remanescentes do Floyd, são necessárias muita paciência e dinheiro. O quê isso significa? Birra? Pode ser, mas, sobretudo, é personalidade. Talvez possa ser esse o caso de Bill Ward – tomara.

O Black Sabbath é uma lenda da música, e está em estúdio, convivendo novamente como uma banda. Agora, assistir a “formação clássica” (até esse termo já é motivo de discussão entre os fãs) do GN’R reunida com hesitação seria uma derrota e tanto da espontaneidade do grupo – independente do line-up. Mas, pelo menos no rosto de Steven Adler, veremos a fagulha do verdadeiro Rock N’ Roll.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Duff McKaganDuff McKagan
Izzy Stradlin não é um herói desconhecido do GNR

701 acessosGuns N' Roses: Axl lamenta morte de colaborador de Chinese Democracy82 acessosEm 10/11/1972: Nasce Dj Ashba (Guns N' Roses, Sixx AM)258 acessosEm 23/03/2004: Guns N' Roses lança a coletânea Greatest Hits0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Guns N RosesGuns N' Roses
Grávida de 8 meses espera 11 horas por autógrafo

Guns N RosesGuns N' Roses
Tudo o que não lhe dizem sobre a reunião desde 2008

Guns N RosesGuns N' Roses
Existe mesmo uma faixa "perdida" de 1991 até hoje?

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


TragédiasTragédias
10 das piores ocorridas em shows de Rock e Metal

Legião UrbanaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída

MetallicaMetallica
Joguem este processo no lixo, dizem para banda cover

5000 acessosPantera: "odiei gravar Cowboys From Hell", diz Phil Anselmo5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosDave Mustaine: a história por trás de "The Four Horsemen"5000 acessosZakk Wylde: "Dimebag criou uma nova forma de música"3504 acessosGhost: conheça as referências pop e influências da banda5000 acessosIron Maiden: as homenagens no desfile da Mocidade em 2013

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 20 de fevereiro de 2012
Post de 29 de março de 2012


Sobre Eduardo Schereder

Eduardo Schereder, 23 anos, cursa o último ano de Publicidade e Propaganda, e é profissional da área de marketing. Apreciador da boa música, independente da época, crê que um dia os BEATLES lançarão um novo álbum, embora reconheça que é difícil. Também é fã de BEACH BOYS, METALLICA e outras bandas tão díspares quanto.

Mais matérias de Eduardo Schereder no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online