Rock em Análise: "Metaleiros maconhados" atacam novamente

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Cavalcanti, Fonte: Rock em Análise
Enviar correções  |  Ver Acessos

Antes de tudo, favor ler a notícia abaixo:

Aliado de Sarney afirma: Metaleiros são maconhados!Aliado de Sarney afirma
"Metaleiros são maconhados!"

Alguém que fala tanta bobagem sobre roqueiros/metaleiros em tão pouco tempo, só pode ser um babaca, certo? Com certeza que sim! De fato, a declaração supracitada atinge um nível de estupidez que chega a ultrapassar os limites do crível. Surge então a inevitável pergunta: "esse cara está realmente falando sério?". Oh, e como está...

Dito isso, vamos analisar a questão sob novo ângulo. Uma das coisas mais divertidas do rock é a sua capacidade de "descer a lenha" em conservadores e preconceituosos em geral. Nos primórdios do gênero, o mundo estava cheio de pessoas assim - ou até piores! Com o tempo, os roqueiros conseguiram mostrar sua personalidade forte, além de todas as qualidades musicais do seu querido estilo, o que resultou em uma certa queda da discriminação ao rock.

Sejamos sinceros agora: esse tipo de 'personagem' não estava mesmo fazendo falta? Sim, eles fazem falta no universo do rock 'n' roll, e muito! Não digo que deveríamos ter uma horda de pessoas assim (Deus me livre!), mas a presença de uma ou outra representante dessa "raça" chega a nos divertir por um momento, resultando naquela louca vontade de escutar algum CD - ou mp3 - de punk rock, e sair grunhindo por aí, enquanto formulamos os melhores argumentos para discutir sobre suas burradas.

Voltemos ao caso em questão, que teve como base o show do Capital Inicial no Rock In Rio. Não é novidade que este quarteto brasiliense abandonou há tempos a sua conexão com o tal "rock 'n' roll de verdade", seja em termos musicais ou ideológicos. Mas, uma declaração como a deste 'fulaninho' nos faz relembrar de algumas qualidades do grupo, além de nos deixar com vontade de escutar novamente algumas de suas melhores músicas. Bacana, não?

Se existem "sabores extras" no rock, dos quais sentíamos falta nos últimos anos, aí está um deles! Falo do prazer de mostrar, da forma mais fundamentada possível, que pessoas desse naipe chegam ao ponto de serem dignos de pena. Se isso estimular também as novas bandas a fazerem uma música transgressora de verdade, a missão - involuntária - destes indivíduos conservadores na Terra estará cumprida, mais uma vez!

OBS.: a não citação do nome deste ser ao longo da matéria foi proposital. ;)



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Lauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron MaidenLauren Harris
Como é ser filha do baixista do Iron Maiden

Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Cradle of Filth
Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?


Sobre Fábio Cavalcanti

Baiano, sempre morou em Salvador. Trabalha na área de Informática e ¨brinca¨ na bateria em momentos vagos, sem maiores pretensões. Além disso, procura conhecer novas - e antigas - bandas dos mais variados subgêneros do rock. Por fim, luta para divulgar, sempre que possível, o pouco conhecido cenário rocker da tão sofrida ¨Terra do Axé¨.

Mais matérias de Fábio Cavalcanti no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin