Dream Theater: Mike Portnoy, o deus que cometeu pecado

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Daniel Junior, Fonte: Aliterasom
Enviar correções  |  Ver Acessos


No mês de setembro de 2010 começa uma das maiores novelas exibidas no meio do "roquenrrou" e olha, haja paciência para acompanhar cada capítulo do drama "With or Without You" em uma versão brasileira traduzida como "Com migo ou sem migo, o time vai pra frente". Quando Mike Portnoy anunciou sua saída do Dream Theater, talvez a banda mais bem sucedida do prog metal do século XX, fez o mundo ruir para fãs e não-fãs da banda.

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por motivos óbvios. O conjunto formado por ele e os super-integrantes parecia que transformava em realidade a banda dos sonhos. Aquele desejo que o fã de Stallone sempre teve de ver Arnold Schwarzenegger juntos em uma película, quebrando tudo. Ou mesmo, rever os Beatles de volta aos palcos, com todos os seus fundamentais integrantes vivos e construindo pérolas musicais para história da música mundial. Dream Theater realizava o fetiche de que existia sim, um grupo capaz de ter em todos seus instrumentos, deuses. E não existe figura mais apropriada para comparar estes músicos quando o assunto é técnica.

Não sei se alguns fãs esqueceram mas eram os deuses astronautas e gente de carne e osso. Gente que chora, tem medo de escuro. Gente que erra. Gente que acerta. Gente que calcula certo. Gente que manda mal na hora de escrever pedir perdão. Gente que limpa sujeira. Gente que faz cagada. Pois é. O manto espetaculoso e o clima de super-poderes afastava os mais ávidos e fanáticos do DT do pensamento de que algum dia pudesse acontecer algo de errado com a banda olimpiana.

E deu.

Portnoy abandonou o barco em setembro de 2010 alegando não estar feliz com seu filhote, a quem dera nome, forma, olhos, boquinha, ouvido e ensinou as primeiras palavras, o primeiro tombo (de porre), a primeira alegria em família e também momentos dolorosos de tristeza e depressão. O baterista era a cara da banda. Mesmo Petrucci sendo soberbamente elegante nas seis cordas, tendo inclusive participado de uma edição do G3, não era o emblema maior do DT. Seu logo humano significativo tinha nome e se chamava Mike Portnoy.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda - segundo a mesma - deixou seus queixos caírem na mesa da conversa que foi curta e objetiva. Alegando cansaço criativo e esmolando seu talento para alguns shows em 2011, Portnoy ainda deu um miguézinho de que poderia ser o primeiro baterista oficial free-lance de uma banda de rock (ou de qualquer estilo). Surpreendida, a banda precisava pensar o que fazer. Uma vez que o barba azul deu às costas àquela sala que ainda tem o cheiro dos gogós que enguliram seco o choro, a banda em um respirar que lembra o lutador abatido no corner do ringue, resolveu que precisava de um tempo.

Deu um time. Procurou o baterista. Não pessoalmente. Segundo as entrevistas (existem transcrições à esmo pela internet), a banda mandou e-mails através de Rudess e Petrucci, tentando demover do pobre coração de MP a ideia de abandonar sua criança em frente à casa de um estranho. Talentoso ou não. Não foram correspondidos em suas tentativas. Aquela altura do campeonato, Portnoy era o baterista oficial do Avenged Sevenfold.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daí pra frente o que rolam são declarações curiosas de todas as partes do universo. A banda não abaixa a cabeça, toma providências, convoca os novos batedores-mor para um processo seletivo que causaria mais curiosidade do que o final de Lost. O restante da trupe trata com serenidade e melancolia a saída do baterista mais inventivo do rock dos últimos anos, sem fazer apontamentos mercadológicos. O discurso lairriberiano ou os textos paulocoelhinos tomam conta de cada pronunciamento: "Estamos animados com o que podemos fazer neste novo desafio". Essa frase sempre me soa como se fosse uma libertação. Pode ser apenas uma impressão.

Dezembro de 2010. Portnoy é informado por sua nova e agora ex-banda que não existe pretensão de que ele continue com eles em 2011. O empresário ainda vem a público dizendo que este sempre foi o plano original, ou seja, Mike Portnoy tinha prazo de validade no A7X: 12/2010.

E agora...

Agora, o baterista, produtor, compositor e mentor da sua ex-banda resolve pedir pinico. Resolve, três meses depois, rever sua decisão e espera compartilhar isso com seu filhote. Mais ou menos assim: "Estou te dando para um novo pai (baterista) mas sua mãe (a banda) continuará sendo a mesma. Quem sabe um dia papai volta." Só que a mãe que foi traída por uma menininha mais nova (A7x), nem foi ao encontro marcado pelo pai no Central Perk (onde Rachel, Ross, Phoebe, Joey, Chandler e Monica tomavam seu café ao final de cada dia) e apenas mandou seu advogado para que ele assinasse as cartas do divórcio. Por hora, o melhor é separação de corpos...

Agora um pouquinho de filosofia barata:

Na vida a gente pode querer muitas coisas. Na verdade, a gente pode querer tudo. Sem nunca se esquecer, que em cada querer, há uma consequencia. Digo isso sem a pretensão de dar um ar fatalista ao acontecido, mas se você pensa que certas coisas na vida podem ser tratadas como a escolha de um extrato de tomate, cada bebida tem o porre que merece. O nível do desastre ou da graça que se pode encontrar é proporcional ao peso da escolha e da decisão que foi tomada.

Uma vez dito isso e percebida toda encrenca que Portnoy se envolveu e acabou envolvendo sua banda, que teve às pressas, de montar um esquema em busca de um baterista impossível: alguém que seja melhor para o DT do que o seu próprio fundador, chegamos à conclusão que Portnoy foi sim precipitado, imaturo e passou toda a sua presepada malabarística com as baquetas para sua vida real, por assim dizer. Nesta hora, não é o fato de ter levado a banda por 25 anos nas costas, organizando de cabo à rabo, o legado e a história do grupo, que pesa para defendê-lo. Se estes fatores fossem realmente fundamentais no coração do músico, ele seria mais misericordioso com o tempo e com seu amigo de tantos anos, John Petrucci.

Tomou uma decisão. Que à contragosto foi aceita pela banda. E ali, não havia individualidade, ranço de desavença, mesquinharia. Havia todo o peso que é aceitar a separação do monstro de seu pântano. Foi a hora de se olhar no espelho, cheio de vaidade, estufar o peito e dizer: " Não tenho barriga tanquinho mas consigo fazer com que me olhem. Sou atraente ainda". Metáforas ridículas à parte, a banda - para mim definitivamente - deu um chute no traseiro de Portnoy e para acabar com essa crise matrimonial, acompanhada minuto à minuto pelos seus fãs em todos os meios de comunicação, deve anunciar ainda esta semana o substituto do baterista.

Conhecendo um pouco da história pessoal de Portnoy (assim como todos os fãs que acompanharam a saga da cachaça nas letras dos discos da banda até o derradeiro BC&SL) me atemorizo pela parte humana do semi-deus. Estar em família, descansando de tantos anos (como ele queria não era verdade?) de turnês, de discos, apresentações, workshops, produções, viagens, talvez fosse uma solução temporária para este músico que enfrenta os demônios que ele mesmo criou.

Nesta época do ano, a discussão estaria em torno do tema do próximo disco, se a banda voltaria a fazer discos como "Awake", se Myung voltaria a ter mais espaço nas composições do disco, se haveria vocal gutural, qual o sexo dos anjos, quem veio primeiro o ovo ou a galinha e etc e etc.

Acho que aquela apreensão que tomou conta dos fãs tornar-se-á pior ainda. Desejo toda sorte do mundo ao novo baterista do DT. Ele irá precisar...


Dream Theater: a saída de Mike Portnoy

Dream Theater: Mike Portnoy anuncia saída da bandaDream Theater
Mike Portnoy anuncia saída da banda

Portnoy: Não culpem Avenged Sevenfold pela minha decisãoPortnoy
"Não culpem Avenged Sevenfold pela minha decisão"

Dream Theater: Seguiremos com a mesma intensidade!Dream Theater
"Seguiremos com a mesma intensidade!"

Dream Theater: perguntas no ar após saída de Mike Portnoy

Dream Theater: mais que animados por continuar o legadoDream Theater
"mais que animados por continuar o legado"

Portnoy: seria trágico nunca mais tocar com o Dream TheaterPortnoy
Seria trágico nunca mais tocar com o Dream Theater

Dream Theater: irmã de Mike Portnoy comenta saída da bandaDream Theater
Irmã de Mike Portnoy comenta saída da banda

James LaBrie: "nem um pouco triste" pela saída de Portnoy

Dream Theater: atrito entre Mike Portnoy e James LaBrieDream Theater
Atrito entre Mike Portnoy e James LaBrie

Mike Portnoy: eu estou MUITO triste com tudo isso!Mike Portnoy
"eu estou MUITO triste com tudo isso!"

Dream Theater: banda já está testando novo baterista

Dream Theater: sete bateristas farão audição para a bandaDream Theater
Sete bateristas farão audição para a banda

A7X: não imagino o Dream Theater sem Mike PortnoyA7X
"não imagino o Dream Theater sem Mike Portnoy"

Dream Theater: audições foram fenomenais, diz LaBrieDream Theater
"audições foram fenomenais", diz LaBrie

Dream Theater: anúncio de novo baterista em breveDream Theater
Anúncio de novo baterista em breve

Mike Portnoy: ao prosseguir, eles abalam nossa relaçãoMike Portnoy
"ao prosseguir, eles abalam nossa relação"

Dream Theater: Portnoy achou que podia controlar a banda!Dream Theater
"Portnoy achou que podia controlar a banda!"

Petrucci: certeza que voltará a tocar junto com PortnoyPetrucci
Certeza que voltará a tocar junto com Portnoy

Dream Theater: as audições foram ótimas e temos alguém!Dream Theater
"as audições foram ótimas e temos alguém!"

Dream Theater: o baterista Mike Portnoy pode voltar?Dream Theater
O baterista Mike Portnoy pode voltar?

Dream Theater: rejeitando retorno de Mike PortnoyDream Theater
Rejeitando retorno de Mike Portnoy

Dream Theater: Marco Minnemann é o novo baterista?Dream Theater
Marco Minnemann é o novo baterista?

Dream Theater: Marco Minnemann não é o novo bateristaDream Theater
Marco Minnemann não é o novo baterista

Dream Theater: saída de Mike foi um choque, diz LaBrieDream Theater
"saída de Mike foi um choque", diz LaBrie

Dream Theater: Eddie Trunk diz que Mangini é o novo bateraDream Theater
Eddie Trunk diz que Mangini é o novo batera

Dream Theater: novidades sobre novo baterista na quinta?Dream Theater
Novidades sobre novo baterista na quinta?

Dream Theater: trailer das sete audições para bateristaDream Theater
Trailer das sete audições para baterista

Dream Theater: Análise de caso do baterista no Minuto HM

Dream Theater: Documentário sobre escolha de bateristaDream Theater
Documentário sobre escolha de baterista

Dream Theater: Mais detalhes das audições dos 7 bateristasDream Theater
Mais detalhes das audições dos 7 bateristas

Dream Theater: 2º capítulo de documentário na quarta-feira

Dream Theater: 2º vídeo de documentário do novo baterista

Mike Portnoy: É como se divorciar em cadeia nacionalMike Portnoy
"É como se divorciar em cadeia nacional"

Dream Theater: 3º capítulo de documentário na sexta-feiraDream Theater
3º capítulo de documentário na sexta-feira

Dream Theater: Mike Mangini é o novo baterista do grupoDream Theater
Mike Mangini é o novo baterista do grupo

Dream Theater: Terceira parte do 'Reality' disponívelDream Theater
Terceira parte do 'Reality' disponível

Dream Theater: Veja primeiro foto oficial com Mike ManginiDream Theater
Veja primeiro foto oficial com Mike Mangini

Mike Mangini: Daniel Piquê fala de seu projeto com eleMike Mangini
Daniel Piquê fala de seu projeto com ele

Iron Maiden e Dream Theater: Pontos em comum de 2 novelasIron Maiden e Dream Theater
Pontos em comum de 2 novelas

Bola da Foca: Era necessário o que o Dream Theater fez?

Mike Mangini: não acredito que estou no Dream Theater!Mike Mangini
"não acredito que estou no Dream Theater!"

Dream Theater: matéria sobre baterista no Leitura DinâmicaDream Theater
Matéria sobre baterista no Leitura Dinâmica

Minuto HM: matéria sobre escolha de batera do Dream Theater

Dream Theater: obra do destino acharmos o baterista certoDream Theater
"obra do destino acharmos o baterista certo"

Mike Mangini: tenho um enorme respeito pelo PortnoyMike Mangini
"tenho um enorme respeito pelo Portnoy"

Dream Theater: assista ao Reality Show com legendasDream Theater
Assista ao "Reality Show" com legendas

Dream Theater e Mangini: fã traduz sentimentos de PortnoyDream Theater e Mangini
Fã traduz sentimentos de Portnoy

Dream Theater: Mike Mangini nos nocauteou na audição!Dream Theater
"Mike Mangini nos nocauteou na audição!"

Dream Theater: Mike Mangini fala ao site da Modern DrummerDream Theater
Mike Mangini fala ao site da Modern Drummer

Dream Theater: Mangini continua impressionando a bandaDream Theater
Mangini continua impressionando a banda

Dream Theater: Mangini é membro permanente, diz Petrucci.Dream Theater
"Mangini é membro permanente", diz Petrucci.

Dream Theater: entre palpiteiros, fãs e ufanistasDream Theater
Entre palpiteiros, fãs e ufanistas

Avenged Sevenfold: Mike Portnoy não queria sair da bandaAvenged Sevenfold
"Mike Portnoy não queria sair da banda"

Mike Portnoy: eu apenas pedi um tempo para elesMike Portnoy
"eu apenas pedi um tempo para eles"

Mike Mangini: "estou sem palavras pela boa aceitação"

Todas as matérias sobre "Dream Theater: a saída de Mike Portnoy"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Dream Theater: a saída de Mike Portnoy"Todas as matérias sobre "Dream Theater"Todas as matérias sobre "Avenged Sevenfold"Todas as matérias sobre "Mike Portnoy"


Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Supernatural: ouça 10 músicas que marcaram a sérieSupernatural
Ouça 10 músicas que marcaram a série


Sobre Daniel Junior

Daniel Junior era blogueiro do Diário do Pierrot e do site The Crow (especializado em cinema). Colaborava com o site Seriemaníacos (sobre séries de TV) e com o blog Minuto HM. Começou seu amor pelo rock por causa do Kiss e do Black Sabbath até conhecer outras bandas pelas quais nutriria paixão e admiração como Metallica, Rush, Dream Theater, Faith No More e tantas outras. Daniel faleceu em 2017 e definitivamente fará falta.

Mais matérias de Daniel Junior no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280