Edu Falaschi comenta entrevista de Penélope

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 06/09/03. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


Recebemos a declaração a seguir, enviada por Edu Falaschi, vocalista do Angra, comentando a entrevista com Penélope Nova, publicada esta semana no Whiplash!, onde a VJ da MTV comenta algumas declações anteriores de Edu em uma outra entrevista no Whiplash!

669 acessosRafael Bittencourt: "Eu nunca fui tão feliz", making of #235000 acessosCuriosidade: artistas que odeiam suas próprias músicas


Primeiramente, gostaria de dizer que fiquei surpreso com as declarações da Penélope a meu respeito, pois ela nem sequer me conhece pessoalmente. Em nenhum momento agredi ninguém, muito menos ela, pelo contrário, acho o trabalho dela na MTV muito legal e divertido, a única coisa que citei, foi o fato de achar que ela não é imparcial e na minha opinião isso não é muito profissional no caso de um apresentador, foi só isso.

Quanto ao André, nunca o agredi em nenhuma entrevista na minha vida. Somente expressei as minhas preferências musicais, e sempre digo que ele é muito bom no que se propõe a fazer. Eu realmente acho isso. Mas tem gente que aumenta as coisas para causar sensacionalismo. Sobre o amigo dela, o de Santos, que afirmou que me conhece, esse certamente não sabe 1% da minha vida, pois nunca trabalhei como vendedor de cd em Santos e sim em São Paulo, cinco anos depois de ter me mudado de lá. Ele sabe menos ainda das minhas preferências musicais. Aliás, do jeito que ela fala até parece uma vergonha eu ter trabalhado como vendedor. Tenho muito orgulho das profissões que tive, pois foram trabalhos duros, dignos e honestos, assim como qualquer profissão, seja de gari, lixeiro, porteiro, engenheiro, médico, etc. O que seria então de tantos outros vocalistas que tiveram vários outros empregos antes ou depois de serem famosos, isso sim é um preconceito ridículo e um elitismo barato.

Se alguém foi deliberadamente agredido, fui eu. Enfim, não denegri o nome de nenhuma banda, nem de ninguém na minha entrevista, apenas descrevi o que está realmente acontecendo na cena metal e não mudo minha opinião. O que acontece é triste, mas verdade, e é claro que não estou falando de todas as bandas.

Acho que a galera tem o direito de saber, doa a quem doer. A carapuça esta aí pra quem quiser usar. Não preciso e nunca precisei me promover da maneira como ela descreve, tentando ser bonzinho para conseguir mais fãs ou fazer algum tipo de marketing para agradar. Esse definitivamente não é o meu papel.

Sempre alcancei os meus objetivos por conta própria. Não adianta, é como eu sempre falo, a música é o que realmente importa, ela sim toca ou não os corações das pessoas. Eu só penso que se tenho a oportunidade de falar para uma grande massa, não acho justo deixar de comentar certas coisas, isso, sim, é coisa de político, procurar sempre ocultar as verdades, deixar as pessoas alienadas e fazer média com gente importante, por medo de se prejudicar, como ela mesma assume ser normal.

Não preciso de auto-afirmação. Estou realizado em todos os aspectos e sou muito feliz, ela nem imagina o quanto estou satisfeito com tudo o que está acontecendo, não preciso nem ficar citando méritos, todos podem ver os resultados. O nosso saldo positivo é naturalmente visível e latente, o que certamente causa inveja e despeito em muitos inconformados, que ao se sentirem ameaçados partem para agressão gratuita. O que me deixou surpreso, como eu já disse, foi o fato dessa agressão vir da parte dela, pois eu nunca tive nada contra a Penélope, apenas fiz um comentário que causou todo esse estardalhaço. Também quero deixar claro, que ao contrário do que ela pensa, eu não tenho nada a ver com a separação da banda, não tenho raiva de ninguém e não tomei as dores, como ela o fez, o que deixa claro a tal imparcialidade de que citei na minha entrevista.

Sou uma pessoa simples, sempre fui e sempre vou ser, pois acredito que todo mundo é farinha do mesmo saco e que vamos todos para o mesmo lugar no fim da vida.

Procuro ser sempre educado e cordial sim, mas com todos, não só com pessoas famosas e influentes, pois sou contra qualquer tipo de discriminação. Falo a linguagem da galera e não de uma minoria que se acha superior. Não preciso me esconder atrás de um vocabulário supostamente sofisticado para parecer intelectual e tentar humilhar alguém, esse tipo de atitude só demonstra um ranço cultural e elitista abominável.

Sinceramente, pra mim, essa história acaba aqui. Se quiserem continuar com isso, que continuem sozinhos. Continuo sendo a mesma pessoa, trabalhando honestamente como sempre fiz.

Nada mais tenho a declarar e tão pouco, tempo a perder.

Obrigado a todos pela atenção.
Edu Falaschi

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

669 acessosRafael Bittencourt: "Eu nunca fui tão feliz", making of #23261 acessosRedeTV!: Sonoridades entrevista a banda Angra nesta quinta-feira521 acessosAngra Fest: Fabio Lione e Pompeu convidam fãs para o festival3716 acessosNando Moura: a trolagem do Megadeth e o Top 5 do Kiko Loureiro3762 acessosAngra: "É o melhor baixista com quem eu já trabalhei, um MONSTRO!"5000 acessosKiko Loureiro: "minha resposta para o Nando Moura"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Mario LinharesMario Linhares
"Obrigado Carlinhos Brown, você se tornou um gigante"

CapasCapas
Confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional

MegadethMegadeth
Por que essa é a melhor formação de todos os tempos?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"


CuriosidadeCuriosidade
Artistas que odeiam suas próprias músicas

Heavy MetalHeavy Metal
As trinta maiores bandas de países diferentes

Câncer na línguaCâncer na língua
Entenda a doença de Bruce Dickinson

5000 acessosOzzy Osbourne: tudo que você sempre quis saber sobre ele5000 acessosTrollagem: quando as bandas decidem zoar com o playback5000 acessosO Whiplash.Net protege quem anuncia no site?5000 acessosMaquiagem, spikes e sorrisos: conheça o Happy Black Metal5000 acessosAC/DC: Phil Rudd quebra silêncio sobre prisão e saída do grupo5000 acessosAngela Gossow: "Não existe deus! Simplesmente lide com isso!"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online