Geoff Tate fala sobre Mindcrime II

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Bergen.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/01/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Geoff Tate, vocalista do QUEENSRŸCHE, falou recentemente ao site Bergen.com acerca do novo trabalho da banda, a segunda parte da ópera-rock “Operation: Mindcrime”. Veja, logo a seguir, o bate-papo com Tate:

1028 acessosGeoff Tate no Brasil: banda tocará Operation Mindcrime na íntegra5000 acessosNo, Sir: Músicos que negaram honrarias do Império Britânico

Bergan.com — Dezessete anos é um tempo muito longo para se lançar uma seqüência. Por que vocês não fizeram o “Mindcrime II” anos atrás?

Geoff Tate — Depois que fizemos a primeira parte do Mindcrime, nós realmente não estávamos a fim de lançar uma seqüência. Estávamos interessados em outros tópicos. Então, nos envolvemos na composição de um script para um filme há alguns anos, e percebemos que havia brechas na história que poderíamos preencher. Acho que isso foi uma luz para que fizéssemos esta continuação.

Bergan.com — O que houve com o script?

Geoff Tate — Estivemos falando há pouco tempo com uma companhia sobre isso. Eles têm uma paixão sobre a história, sabe. Veremos se vai rolar mesmo.

Bergan.com — E o “Mindcrime II” começará exatamente onde a história do primeiro acabou ou ela será atualizada para os dias atuais?

Geoff Tate — Será um pouco do que aconteceu há 15 anos e um pouco de hoje. Vai funcionar como um flashback. A idéia central gira em torno do fato de alguém ficar em uma cela durante quinze anos. Eu acredito que você provavelmente analisaria todos os aspectos da sua vida e relevaria todos os seus movimentos.

Bergan.com — Hoje em dia, o Queensyrche não é tão popular como fora em 1988. Vocês tentaram recapturar aquelas nuanças do seu velho som para o “Mindcrime II”?

Geoff Tate — Este não será nosso primeiro trabalho. Não queremos que seja isso. Musicalmente, este álbum é até bem simples. Já o novo será bem mais experimental e eloqüente. Haverá mais profundidade entre as personagens, mostrando como elas progrediram. O primeiro ‘Mindcrime’ foi escrito baseado na experiência de vida de homens com seus 30 e poucos anos de vida, mas este novo foi escrito por homens com 45 anos de idade.

Bergan.com — O guitarrista Chris DeGarmo foi uma peça chave na criação do primeiro ‘Mindcrime’, mas deixou a banda em 1997. Ele co-escreveu diversas faixas no recente álbum seus, “Tribe”, mas não voltou para a banda. Ele está envolvido em ‘Mindcrime II’?

Geoff Tate — Não ainda, mas isso não significa que ele não embarcará conosco no momento. A oferta está aí. Ele é daquele tipo estranho. Você nunca tem certeza do que ele está fazendo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

1028 acessosGeoff Tate no Brasil: banda tocará Operation Mindcrime na íntegra0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Queensryche"

Rock In Rio 1991Rock In Rio 1991
10 curiosidades sobre a 2ª edição do evento

Metal RulesMetal Rules
Os 100 melhores álbuns em pesquisa de 2003

Álbuns ConceituaisÁlbuns Conceituais
Blog elege o top 10 do Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queensryche"

Império BritânicoImpério Britânico
Músicos que negaram honrarias da Rainha da Inglaterra

Zakk Wylde e Dave GrohlZakk Wylde e Dave Grohl
A treta por causa de canções para Ozzy

WhitesnakeWhitesnake
David Coverdale abomina o termo Heavy Metal

5000 acessosBeleza: Gigwise elege as 25 mulheres mais sexy no Rock2486 acessosWhiplash.Net: Assista palestra do criador do site no TEDx5000 acessosMetallica: James Hetfield acredita em Deus?5000 acessosThe Osbournes: "Ozzy não se mantinha sóbrio um dia sequer"5000 acessosJudas Priest: Halford chorou ao lembrar do último desejo de fã que morreu de câncer5000 acessosLiberation Fest: tudo sobre o festival que será realizado em SP

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online