Geoff Tate fala sobre Mindcrime II

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Coutinho, Fonte: Bergen.com
Enviar Correções  

Geoff Tate, vocalista do QUEENSRŸCHE, falou recentemente ao site Bergen.com acerca do novo trabalho da banda, a segunda parte da ópera-rock "Operation: Mindcrime". Veja, logo a seguir, o bate-papo com Tate:

Geoff Tate: vocalista está trabalhando em "misterioso" álbum novo

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universo

Bergan.com — Dezessete anos é um tempo muito longo para se lançar uma seqüência. Por que vocês não fizeram o "Mindcrime II" anos atrás?

Geoff Tate — Depois que fizemos a primeira parte do Mindcrime, nós realmente não estávamos a fim de lançar uma seqüência. Estávamos interessados em outros tópicos. Então, nos envolvemos na composição de um script para um filme há alguns anos, e percebemos que havia brechas na história que poderíamos preencher. Acho que isso foi uma luz para que fizéssemos esta continuação.

Bergan.com — O que houve com o script?

Geoff Tate — Estivemos falando há pouco tempo com uma companhia sobre isso. Eles têm uma paixão sobre a história, sabe. Veremos se vai rolar mesmo.

Bergan.com — E o "Mindcrime II" começará exatamente onde a história do primeiro acabou ou ela será atualizada para os dias atuais?

Geoff Tate — Será um pouco do que aconteceu há 15 anos e um pouco de hoje. Vai funcionar como um flashback. A idéia central gira em torno do fato de alguém ficar em uma cela durante quinze anos. Eu acredito que você provavelmente analisaria todos os aspectos da sua vida e relevaria todos os seus movimentos.

Bergan.com — Hoje em dia, o Queensyrche não é tão popular como fora em 1988. Vocês tentaram recapturar aquelas nuanças do seu velho som para o "Mindcrime II"?

Geoff Tate — Este não será nosso primeiro trabalho. Não queremos que seja isso. Musicalmente, este álbum é até bem simples. Já o novo será bem mais experimental e eloqüente. Haverá mais profundidade entre as personagens, mostrando como elas progrediram. O primeiro ‘Mindcrime’ foi escrito baseado na experiência de vida de homens com seus 30 e poucos anos de vida, mas este novo foi escrito por homens com 45 anos de idade.

Bergan.com — O guitarrista Chris DeGarmo foi uma peça chave na criação do primeiro ‘Mindcrime’, mas deixou a banda em 1997. Ele co-escreveu diversas faixas no recente álbum seus, "Tribe", mas não voltou para a banda. Ele está envolvido em ‘Mindcrime II’?

Geoff Tate — Não ainda, mas isso não significa que ele não embarcará conosco no momento. A oferta está aí. Ele é daquele tipo estranho. Você nunca tem certeza do que ele está fazendo.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Geoff Tate: vocalista está trabalhando em misterioso álbum novoGeoff Tate
Vocalista está trabalhando em "misterioso" álbum novo

Queensryche: show em São Paulo está cancelado devido a pandemia de COVID-19Queensryche
Show em São Paulo está cancelado devido a pandemia de COVID-19

Iron Maiden: por que escolheram Blaze e não Michael Kiske ou Geoff Tate? Nicko respondeIron Maiden
Por que escolheram Blaze e não Michael Kiske ou Geoff Tate? Nicko responde

O Mapa do Metal: grandes bandas de metal dos Estados Unidos - Parte 2O Mapa do Metal
Grandes bandas de metal dos Estados Unidos - Parte 2

Queensryche: Todd La Torre p* da vida com número de casos de Covid na FlóridaQueensryche
Todd La Torre p* da vida com número de casos de Covid na Flórida

Prog metal: os 25 maiores álbuns da história, segundo o LoudwireProg metal
Os 25 maiores álbuns da história, segundo o Loudwire

Carta aberta: Artistas em apoio a casas de show independentes dos EUACarta aberta
Artistas em apoio a casas de show independentes dos EUA

Behemoth: Eles têm meu maior respeito como artistas afirma o vocalista Todd La TorreBehemoth
"Eles têm meu maior respeito como artistas" afirma o vocalista Todd La Torre


Metallica: seis strippers masculinos durante show do QueensrycheMetallica
Seis strippers masculinos durante show do Queensryche

Portnoy: racha do Queensryche foi pior que do Dream TheaterPortnoy
Racha do Queensryche foi pior que do Dream Theater


Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

Fotos de Infância: Avril LavigneFotos de Infância
Avril Lavigne


Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin