Geoff Tate fala sobre Mindcrime II

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Bergen.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/01/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Geoff Tate, vocalista do QUEENSRŸCHE, falou recentemente ao site Bergen.com acerca do novo trabalho da banda, a segunda parte da ópera-rock “Operation: Mindcrime”. Veja, logo a seguir, o bate-papo com Tate:

243 acessosOperation Mindcrime: detalhes do novo álbum "The New Reality"5000 acessosJames Hetfield: O equilíbrio entre Metallica e vida familiar

Bergan.com — Dezessete anos é um tempo muito longo para se lançar uma seqüência. Por que vocês não fizeram o “Mindcrime II” anos atrás?

Geoff Tate — Depois que fizemos a primeira parte do Mindcrime, nós realmente não estávamos a fim de lançar uma seqüência. Estávamos interessados em outros tópicos. Então, nos envolvemos na composição de um script para um filme há alguns anos, e percebemos que havia brechas na história que poderíamos preencher. Acho que isso foi uma luz para que fizéssemos esta continuação.

Bergan.com — O que houve com o script?

Geoff Tate — Estivemos falando há pouco tempo com uma companhia sobre isso. Eles têm uma paixão sobre a história, sabe. Veremos se vai rolar mesmo.

Bergan.com — E o “Mindcrime II” começará exatamente onde a história do primeiro acabou ou ela será atualizada para os dias atuais?

Geoff Tate — Será um pouco do que aconteceu há 15 anos e um pouco de hoje. Vai funcionar como um flashback. A idéia central gira em torno do fato de alguém ficar em uma cela durante quinze anos. Eu acredito que você provavelmente analisaria todos os aspectos da sua vida e relevaria todos os seus movimentos.

Bergan.com — Hoje em dia, o Queensyrche não é tão popular como fora em 1988. Vocês tentaram recapturar aquelas nuanças do seu velho som para o “Mindcrime II”?

Geoff Tate — Este não será nosso primeiro trabalho. Não queremos que seja isso. Musicalmente, este álbum é até bem simples. Já o novo será bem mais experimental e eloqüente. Haverá mais profundidade entre as personagens, mostrando como elas progrediram. O primeiro ‘Mindcrime’ foi escrito baseado na experiência de vida de homens com seus 30 e poucos anos de vida, mas este novo foi escrito por homens com 45 anos de idade.

Bergan.com — O guitarrista Chris DeGarmo foi uma peça chave na criação do primeiro ‘Mindcrime’, mas deixou a banda em 1997. Ele co-escreveu diversas faixas no recente álbum seus, “Tribe”, mas não voltou para a banda. Ele está envolvido em ‘Mindcrime II’?

Geoff Tate — Não ainda, mas isso não significa que ele não embarcará conosco no momento. A oferta está aí. Ele é daquele tipo estranho. Você nunca tem certeza do que ele está fazendo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Rock In Rio 1991Rock In Rio 1991
Em vídeo, como rock/metal eram retratados na mídia

243 acessosOperation Mindcrime: detalhes do novo álbum "The New Reality"16 acessosEm 18/10/1994: Queensryche lança o álbum Promised Land111 acessosEm 02/10/2015: Queensryche lança o álbum Condition Hüman208 acessosEm 14/09/1999: Queensryche lança o álbum Q2K0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Queensryche"

USA TodayUSA Today
As 20 maiores de todos os tempos nos Estados Unidos

QueensrycheQueensryche
Vídeos de Geoff Tate cuspindo em baterista?

VocalistasVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queensryche"


James HetfieldJames Hetfield
O equilíbrio entre Metallica e vida familiar

Bandas extremasBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Em vídeoEm vídeo
A diferença entre ser músico e ser rockstar

5000 acessosChris Cornell: cantor usou aparelho de escalada para tirar a vida5000 acessosReligião: Top 10 citações sobre Deus e o Diabo5000 acessosLinkin Park: Qual a relação da morte de Chester Bennington com Chris Cornell?5000 acessosRegis Tadeu: depois de 40 anos, "Sabotage" ainda causa calafrios5000 acessosBrasil: criada a primeira guitarra em impressora 3D4453 acessosMegadeth: era hora de sair, diz Ellefson sobre Drover e Broderick

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online