Amy Lee: "Ben Moody não é meu amigo!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Beto Gonzaga, Fonte: Dose.ca
Enviar correções  |  Ver Acessos

Theresa Tayler, do Dose.ca, conduziu recentemente uma entrevista com a vocalista e líder do EVANESCENCE, Amy Lee. Alguns trechos da entrevista você pode conferir abaixo:

Sonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejadosWonder Years: O soundtrack do grande sucesso de público e crítica

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre a saída do guitarrista e parceiro de composições Ben Moody em 2003 durante a turnê européia: "Ben estava ficando muito infeliz e passando por coisas na sua vida pessoal que eu não acho que tinha a ver com a banda. Ele estava tornando as coisas horríveis para todo mundo e por um tempo eu pensei 'Deus, essa banda está se desintegrando, Ben vai acabar estragando tudo'".

"Quando ele saiu eu me senti como se fosse uma nova pessoa. Nós não somos mais amigos, nós não nos falamos. As vezes é muito, mas muito mais saudável se separar. Eu sei o que ele faz tanto quanto o resto das pessoas, através das notícias. Eu acho que ele está compondo para outras pessoas, em sua maioria estrelas do Pop. O que é legal, eu acho. Acho que isso mostra as diferenças artísticas entre nós, onde ele queria ir para o lado mais comercial e eu queria algo mais inovador, tentando algo mais artístico"

"Quando Ben saiu eu senti que o resto da banda realmente ficou do meu lado, pela primeira vez eu precisei de um apoio verdadeiro de todos e eles estavam lá pra me apoiar. Eles trabalharam como ninguém, John (LeCompt) aprendeu e reaprendeu todas as partes da sua guitarra e da guitarra de Ben. E aprendeu todos os solos também. Nós terminamos a turnê européia com menos um integrante sem cancelar um único show. Isso foi especial para mim, para todos nós. Nos fez sentir que valeu a pena, nós sabíamos que éramos bons no que fazemos."

Sobre o derrame do guitarrista Terry Balsamo's em novembro de 2005: "Acho que todos nós nos inspiramos pelo tanto que ele trabalhou, desde o dia seguinte ao derrame ele queria estar perfeito na guitarra de novo, mas não é tão fácil assim. Nós amamos muito o Terry, esperaríamos o tempo que fosse por ele, jamais o deixaríamos pra trás. Ele é parte dessa banda e ele é parte do processo criativo do novo disco"

Sobre o disco novo, "The Open Door": "Esse novo álbum é muito melhor que o primeiro. O primeiro foi muito bem e isso é maravilhoso, mas esse é um trabalho construído por várias mãos e eu me sinto muito confiante e não ligo para o que as pessoas pensam"

"Eu só estou divindo uma parte de mim em 'Fallen', a escuridão e a destruição, o tormento e a dor. São coisas que precisava dizer na época. Eu estou me sentindo diferente agora, meu modo de compor se tornou mais abrangente. Esse disco é mais forte e poderoso, eu amadureci e sei que o mundo não é tão ruim assim" .




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Evanescence"


Evanescence: Amy Lee tem orgulho do sucesso que a banda conquistouEvanescence
Amy Lee tem orgulho do sucesso que a banda conquistou

Evanescence: Majura pega pesado com Phil após episódio racistaEvanescence
Majura pega pesado com Phil após episódio racista


Sonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejadosSonho de Consumo
Os 10 palcos de shows mais desejados

Wonder Years: O soundtrack do grande sucesso de público e críticaWonder Years
O soundtrack do grande sucesso de público e crítica


Sobre Beto Gonzaga

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336