Tom Morello: fuga cinematográfica de barco

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Eduardo Miranda da Glória, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Reportagem da Launch Radio Networks relata: O guitarrista do RAGE AGAINST THE MACHINE, Tom Morello, algumas vezes conhecido como o cantor folk de protesto THE NIGHTWATCHMAN, se apresentou no sábado (2 de junho) na Alemanha, durante uma manifestação contra o G8 [abreviação de "Grupo dos Oito", que reúne os sete países mais industrializados e desenvolvidos economicamente do mundo e a Rússia]. Cerca de cinqüenta a sessenta mil pessoas estavam presentes.

Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991Slipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Morello falou sobre o público: "Eu entrei no meio do povo. A polícia começou a atacar as pessoas com jatos de água e gás lacrimogêneo. Havia grandes fogueiras. Eu vi alguns espíritos de porco atirando garrafas nos policiais. Tirando alguma violência, contudo, a maioria dos protestos foi pacífico".

Morello tocou músicas como "One Man Revolution", "The Road That I Must Travel" e "Maximum Firepower". Ele disse que foi embora pelo mar, em uma fuga cinematográfica: "Depois de tocar, eu tive que escapar com um pequeno barco pelo Mar Báltico. Havia barcos policiais bloqueando a entrada para o festival e nós saímos na escuridão".

Morello está no meio de uma turnê do NIGHTWATCHMAN nos Estados Unidos. E o recém-reunido RAGE AGAINST THE MACHINE deve fazer mais shows em breve.

Morello explicou também a origem do nome "Nightwatchman", que surgiu quando ele começou a tocar suas canções de protesto anonimamente em cafeterias. "Eu tinha que permanecer anônimo, saca?", ele disse. "Eu não queria aparecer como Tom Morello e ter pessoas, sabe, entre os seus capuccinos pedindo por 'Bulls On Parade'. Então me inscrevi como The Nightwatchman, que era um trocadilho que se ajustava à música que eu estava escrevendo e tocando, e a coisa colou".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Rage Against The Machine"


Nu-Metal: 10 trabalhos que definem as raízes do gêneroNu-Metal
10 trabalhos que definem as raízes do gênero

Tom Morello: veja-o atirar celular de fã que fazia selfie no palcoTom Morello
Veja-o atirar celular de fã que fazia selfie no palco


Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991Rock in Rio
Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Slipknot: pastor detecta mensagens subliminares nas capasSlipknot
"pastor" detecta mensagens subliminares nas capas


Sobre Eduardo Miranda da Glória

Eduardo Miranda da Glória, 22, é goianiense, músico de bar e apreciador do velho rock'n'roll, além - claro - de tradutor do Whiplash nos momentos de ócio.

Mais matérias de Eduardo Miranda da Glória no Whiplash.Net.

adGoo336