Hetfield: "Metallica está se concentrando na vibração do Master of Puppets"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruno Asfora, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/07/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

James Hetfield, frontman do METALLICA foi entrevistado pela NRK da Noruega na terça feira (10 de julho) antes da apresentação em Oslo.

4276 acessosMetallica: Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington5000 acessosManowar: o dia em que a banda arregou pro Twisted Sister

P: Como o novo METALLICA [álbum] irá soar?

Hetfield: “Será tão bom quanto nós pudermos, eu diria, e é assim que tem sido. [O produtor] Rick Rubin é extremamente bom em extrair o melhor de qualquer artista com que trabalhe, seja BEASTIE BOYS, NEIL DIAMOND, SLAYER, SLIPKNOT... ele faz de tudo, ele faz rap... qualquer coisa! De um jeito ou de outro ele nos faz progredir. Ele tem uma vibração boa, e um bom ouvido e nós achamos que também temos. Então, algumas vezes há um pouco disso – nós gostamos das coisas do nosso jeito, e ele gosta das coisas do jeito dele – mas com dois grandes poderes fazendo algo juntos, eu acho que iremos surgir com algo realmente incrível. Ele está fazendo nós nos concentrarmos na vibração em torno do ‘Master of Puppets’ – o que passava nas nossas mentes? Como era? – a fome em torno do ‘Master of Puppets’.”

P: Vocês tocaram no Live Earth. Qual são os seus pensamentos sobre a crise climática. Em que o METALLICA pode contribuir [para o processo como um todo]?

Hetfield: “Eu realmente evitei a imprensa sobre o dia do Live Earth. De maneira alguma eu concordo com o que está acontecendo por aí. Política me deixa louco e eu não gosto de falar de política. Os políticos têm os meios, eles têm como conseguir que as coisas sejam feitas, e é a isso que queremos juntar a nossa música e não obscurecê-la com ‘Democrata’, ‘Republicano’, ou o que seja. Nossa filosofia é ‘pense por você’, no fim do dia, faça o que você acha que é correto. Eu, de fato, acredito que os humanos irão sobreviver. Eu tenho muita fé na humanidade, de que iremos nos superar e nos adaptar, seja lá como for. Seja feito pelo homem ou por Deus ou pela Terra/Mãe Natureza, nós temos muita gente inteligente nesse planeta que irão fazer algo de bom.”

P: Vocês têm sido uma banda por 25 anos. Quais são os planos para os próximos 25?

Hetfield: “Sim, é tornar 25 em 26, 27, 28… você entende, é um dia por vez. Uma coisa excitante que surgiu pra nós foi ser elegível para o the Rock and Roll Hall of Fame, o que é ótimo. Nós tocamos lá ano passado para o BLACK SABBATH, que escolheram não se apresentar, e nós dissemos que iríamos [risos], aquilo foi bem divertido. Você sabe, este é um marco histórico. Muitas bandas foram incluídas, mas não muitas estão lá para tocar todos juntos e dizer ‘oi’ e ‘obrigado’. Se você faz isso por 25 anos, é porque não se odeiam mutuamente. Então, estamos bem orgulhosos. Não há muitas bandas que possam dizer isso, dessa forma, nós somos muito gratos”.

P: Vocês tiveram algumas dificuldade no último álbum. Como vocês estão funcionando agora para o novo disco?

Hetfield: “Bem, uma coisa que todos disseram no últimos disco – passando por toda a limpeza, a terapia, a conversa, a lavagem da roupa suja... você sabe, de um extremo ao outro – de nos odiarmos, de não nos falarmos a abraços e choros... é loucura – de um lado ao outro. Ambos são irreais. Em algum lugar no meio disso é onde precisamos viver e equilíbrio é difícil às vezes, especialmente pra mim, que gosto de extremos, ou acho que gosto. Todo o trabalho pelo qual passamos no ‘St. Anger’, foi dito que não era para o ‘St. Anger’, era para o próximo disco, e isso faz todo o sentido. ‘St. Anger’ é muito mais um atestado – é como a purgação de um sentimento. E o novo disco é mais nós trabalhando juntos – em harmonia, em atrito, em felicidade, em tristeza... tudo isso colocado junto. E nós somos capazes de passar por isso – nós atravessamos o fogo, sabemos o quão quente pode ficar, e não precisamos passar por lá de novo".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1983

MetallicaMetallica
Bob Rock não quer tão cedo trabalhar com a banda

Álbuns de estreiaÁlbuns de estreia
O Top 10 da história do Rock/Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

ManowarManowar
O dia em que a banda arregou pro Twisted Sister

Total GuitarTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história

Capas de álbunsCapas de álbuns
As mais obscuras e marcantes da história

5000 acessosGuitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn5000 acessosAnitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."5000 acessosKiko Loureiro: filha ajuda o guitarrista a aprender "Holy Wars"3606 acessosGames: metaleiro transforma clássicos de games em puro Metal5000 acessosCoisa de boy: Mais de 50% dos roqueiros é da classe A, diz IBOPE5000 acessosLobão: a defesa do roqueiro solitário

Sobre Bruno Asfora

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Bruno Asfora no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online