Musth: "somos uma banda de Metal acima de tudo"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Hard Blast
Enviar Correções  

A banda norueguesa de schizometal MUSTH concedeu uma entrevista ao site Hard Blast (http://www.hardblast.com) e abaixo podem ser conferidos alguns trechos da conversa:

Bateristas: os dez músicos mais loucos de todos os temposSeparados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco

Hard Blast: Sua música foi definida como "schizometal", o que me parece interessante devido a variedade de elementos que vocês procuram inserir nas composições. Vocês foram capazes de fazer isso sem perder o foco nas raízes do rock ´n roll e do metal. Como este "schizometal" aconteceu e como vocês fizeram para não perder a identidade no meio de tanta mistura?

Musth: "Eu diria que somos uma banda de metal acima de tudo. O metal é a grande fundação de todas as nossas músicas. As outras partes estão lá para que possamos mostrar outras referências e para tornar nossa música interessante. Já existem várias bandas boas tocando metal da forma tradicional e direta, bandas que nós respeitamos muito, por isso, já que o gênero se encontra muito bem representado, acho que podemos tentar fazer algo diferente. Na verdade nós nunca planejamos o 'schizometal', apenas desde o início optamos por fazer música sem regras. Todos nós apreciamos diferentes aspectos na música; a energia, o feeling, o senso de humor, apenas para mencionar alguns exemplos, então, tentamos incluir todos estes aspectos sempre que compomos".

Hard Blast: Optar pelo rock é um caminho difícil em qualquer lugar do mundo. Escolher um estilo com tantos elementos não convencionais e compor músicas longas (em média 6 minutos) coloca vocês em um caminho não comercial. O que os faz acreditar nesta estratégia?

Musth: "Eu acho que se estivéssemos nessa pelo dinheiro, seria melhor fazer rap ou dance music. Isso é o que na verdade vem fazendo sucesso na Noruega atualmente. Pode parecer chocante, eu sei!!!"

"Para nós isso é mais como uma 'paixão sem fins lucrativos' e nos sentimos muito bem assim porque não há nada que precise nos fazer parar. Além disso, acreditamos que muito em breve o mundo sentirá necessidade de buscar pelo novo".

Hard Blast: Vocês cuidam de sua própria produção e empresariamento. Existe interesse por parte de vocês em assinar um contrato ou de ter alguém promovendo o trabalho ou é uma opção da banda fazer isso por conta própria?

Musth: "Tem sido interessante cuidar de todo o empresariamento por conta própria, pois aprendemos muito, não teríamos conseguido existir sem fazer isso. Mas como a maioria dos artistas, sabemos que seria muito bom para nós ter alguém cuidando disso para que pudéssemos focar apenas em fazer música e tocar, pois é aí que está a nossa paixão. Outro fator é que este é um negócio que gira muito em torno de quem você conhece. Ter alguém com uma boa equipe e bons contatos nos ajudando seria definitivamente algo bom".

Para conferir a entrevista completa, acesse este link.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bateristas: os dez músicos mais loucos de todos os temposBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos

Separados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo PachecoSeparados no nascimento
Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin