Kid Vinil: as aventuras dos Beatles em carreira solo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo Música
Enviar Correções  

O músico, radialista e ex-VJ KID VINIL, escreveu em sua coluna no Yahoo! sobre a carreira solo de alguns músicos. Confira alguns trechos abaixo.

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1987

Angra: Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no Carnaval

Quando certos grupos terminam é muito comum seus ex-integrantes partirem para carreira solo. Na história da música pop, as quatro carreiras solo mais bem sucedidas da história são as de Paul McCartney, John Lennon, George Harrison e Ringo Star, com a dissolução dos Beatles.

Em 1970, Paul lança seu primeiro álbum chamado "McCartney", seguido por "Ram", de 1971, que considero seu melhor disco em carreira solo. Para mim, quando McCartney lançou "Ram", é como se fosse o disco que os Beatles nunca fizeram.

John Lennon já vinha desde 1968 ao lado de Yoko Ono com suas loucuras e experimentalismos, como em seu disco de casamento, o "Wedding Album", de 1969, e depois "Two Virgins". No mesmo ano, ele lançou o sensacional "Live Peace In Toronto 1969", mas foi em 1970 que sua carreira solo veio para valer. Ele lançou "John Lennon/Plastic Ono Band", seguido por "Imagine", também considerados seus melhores trabalhos.

George Harrison também vinha experimentando desde 1968 com trabalhos mais conceituais, como a trilha "Wonderwall" e o estranhísssimo "Eletronic Sound". Mas foi em 1970 que ele lançou sua verdadeira obra-prima, o álbum triplo "All Things Must Pass".

E, seguindo a ordem dos bem sucedidos, Ringo Starr foi o menos privilegiado, porém cultuado e queridíssimo. Sua carreira solo é a menos clássica dos Beatles, mas ao mesmo tempo curiosa e intrigante. Ringo Starr era apenas um bom baterista, mas tem uma diferença, ele era o batera dos Beatles e é isso que importa. Foram poucos os vocais de Ringo nas musicas dos do Fab Four, mas alguns deles inesquecíveis, como "With A Little Help From My Friends" do álbum "Sgt Pepper´s Lonely hearts Club Band", de 1967.

A trajetória solo de Ringo Starr também começou em 1970, com o álbum "Sentimental Journey", um disco com regravações de clássicos dos anos 30 e 40. No mesmo ano, ele lançou "Beaucoups Of Blues", mas foi com o álbum "Ringo", de 1973, que o ex-Beatle conseguiu seus melhores resultados. Um detalhe importante, é que nesse disco aparecem todos os Beatles, mas tocando separadamente em certas músicas. Pode-se até considerar uma reunião de todos os membros do grupo num único disco, porém separados.

Para conferir a matéria na íntegra acesse este link.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1987Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1987

Angra: Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no CarnavalAngra
Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no Carnaval


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin