Slash: comentando processo de Axl Rose contra ex-empresário

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O antigo guitarrista do GUNS N' ROSES, Slash, comentou sobre a ação de reconvenção ajuizada por seu ex colega de banda do GN'R Axl Rose contra o antigo empresário do cantor, Irving Azoff, alegando que Azoff teria tentado forçar Rose a fazer uma turnê de reunião com a formação original do GUNS.

publicidade

De acordo com o The Hollywood Reporter, Rose alega na ação que Azoff fez tudo o que podia para sabotar a versão atual do GUNS depois que Rose disse não à idéia da reunião no ano passado, alegando que Azoff tentou "elaborar e implementar um plano secreto para fazer Rose e a banda fracassassem, para que Rose não tivesse outra escolha senão se reunir com os membros originais do GUNS N' ROSES."

publicidade

O processo de Rose acrescenta, "Ao perceber que ele não conseguiria forçar Rose e realizar seu plano, Azoff se demitiu e abandonou o GUNS N' ROSES às vésperas de uma grande turnê, ajuizando uma ação para receber comissões que não eram devidas e que ele não tinha direito de receber.

As alegações ainda acrescentam que Azoff, em seu processo, deliberadamente utilizou o nome verdadeiro de Rose, William Bailey, porque ele "traz constrangimentos emocionais significantes da infância de Rose."

publicidade

Ao falar com Dave Basner, da VH1 Radio Networks, Slash afirmou sobre a reconvenção de Rose, "Nem sei sobre o que se trata. Eu não sei qual a ideia de Axl. Quero dizer, eu sei o objetivo de Irving – ele está buscando comissões por uma turnê que ele agendou. [É] um tipo de coisa bem razoável. O Axl entrou com uma reconvenção, então eu não sei muito bem do mérito dessa ação, exatamente. De qualquer forma, eu não estou acompanhando isso, não estou seguindo isso."

publicidade

Rose está processando Azoff em pelo menos cinco milhões de dólares, por quebra de obrigação fiduciária, fraude e quebra de contrato.

Azoff publicou uma declaração na qual ele disse, "Por instruções do meu advogados, eu não posso responder nesse momento, mas vou discutir no meu próximo livro, ‘Minha Vida com William Bill Bailey’."

Rose foi processado em março por aproximadamente dois milhões de dólares por comissões não pagas à Frontline Management de Azoff.

publicidade

Azoff, considerado um dos mais poderosos homens da música, geriu as carreiras de artistas como EAGLES e VAN HALEN e em certo ponto administrou os interesses de SLASH e dois outros ex colegas de banda do GUNS no VELVET REVOLVER.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1

Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin