Metallica: baixista fala sobre a turnê na Austrália

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/09/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A MTV australiana recentemente entrevistou o baixista do METALLICA Robert Trujillo. Seguem alguns trechos da conversa.

639 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman5000 acessosGuns N' Roses - Perguntas e Respostas

MTV: Então por que sua banda escolheu lançar um EP de apresentações ao vivo da Austrália ao invés de tantas outras regiões?

Robert: Para ser totalmente honesto, eu não sei por que escolhemos lançar as produções ao vivo da Austrália. Sabe, está dando certo para gente estar aqui e tem algum tempo, alguns anos. Tenho de dizer isso – acho que somos uma banda muito melhor do que fomos aqui em 2004, então espero que as pessoas não critiquem o que ouvirem, mas é uma forma de mostrarmos às pessoas da Austrália que estamos animados por estar aqui e queremos dar algo a eles... Eu adoro surfar, eu adoro o estilo de vida aqui na Austrália e enquanto banda estamos muito animados por estar aqui.

MTV: Seu EP "Six Feet Down Under" cobre alguns shows passados do METALLICA, alguns que sequer foram gravados por vocês. Qual a sensação ao descobrir a grande rede de gravações clandestinas do passado?

Robert: Eu já ouvi apenas três ou quatro faixas e obviamente algumas delas são bem cruas, e acho que há uma mágica nisso... Mas essa é a beleza do METALLICA; estamos prontos para mostrar nosso lado feio e tudo. Quero dizer, não estamos tentando esconder nada – Eu acho bom as pessoas poderem experimentar o passado e o presente, e talvez da próxima vez que estivermos aqui daremos a eles algo do futuro... quem sabe?!

MTV: E o EP cobre a turnê "St. Anger". Como a turnê mudou para vocês desde a última vez que vocês estivam aqui?

Robert: Eu honestamente acho que nós amadurecemos. Nós fizemos "Death Magnetic" juntos, experimentamos todo o processo de gravação como um time e ser criativo e também [o produtor] Rick Rubin na área, então nos divertimos muito. Todos nós tivemos muitos filhos que nasceram nos últimos anos então só as experiências de vida em si são especiais. Nos sentimos privilegiados e honrados de estar aqui novamente e estamos prontos para arrebentar e acho que as pessoas vão se divertir.

MTV: Juntar-se à banda tardiamente na carreira dela pode ser difícil. Existe alguma coisa que você faria diferente? E há coisas sobre os outros membros do METALLICA que ainda o surpreendem?

Robert: Sabe, quando eu entrei na banda, ela era um campo frágil. As coisas definitivamente estavam em uma direção positiva, mas acho que o James Hetfield [guitarra, vocais] ainda estava bem frágil do retorno da reabilitação e de todas coisas que estavam acontecendo na vida dele. E quando fomos gravar o "Death Magnetic", eu notei uma grande diferença dos dias de "St. Anger". Ele estava mais relaxado, num espírito mais divertido. Antes era meio que como pisar em ovos. Tudo estava de acordo com um cronograma então se você se atrasasse dez minutos, você ganharia aquele olhar mortal ou teria uma reunião a respeito disso, e para mim, chegando como o cara novo... Eu estava morando em Los Angeles na época e realojando e tudo e isso foi demais para agüentar, aprender todas as músicas... Agora é como se ele tivesse tomado o encanto dele de volta, o fogo dele. O "Death Magnetic", para ele, foi uma das maiores conquistas. Ele estava muito focado e nos divertimos muito no processo e é simplesmente incrível estar com esses caras agora e ele está tão animado de estar aqui.

Leia a entrevista inteira (em inglês) no link abaixo:

http://www.mtv.com.au/news/83c1b1b5-interview-metallica-mtv-...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

639 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

System of a DownSystem of a Down
E se Lars Ulrich fosse o baterista do "Aerials"?

MetallicaMetallica
Lars Ulrich trolla fãs que estavam indo para o show

Cantam muitoCantam muito
Onze dos maiores vocais isolados que você vai ouvir

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

Guns N RosesGuns N' Roses
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

David BowieDavid Bowie
Muito mais assustador do que Michael Jackson

ShamanShaman
Fernando Quesada desabafa sobre cena brasileira

5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 20095000 acessosEmo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada5000 acessosRoqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar um5000 acessosPantera: "Phil fez um monte de coisas pra denegrir a imagem da banda", diz Vinnie Paul5000 acessosPapa Francisco: clássico gesto de Dio é reproduzido pelo Pontífice5000 acessosTop 10: Álbuns conceituais

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online