Scott Weiland: promovendo autobiografia (áudio em inglês)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

O frontman Scott Weiland do STONE TEMPLE PILOTS/ex-VELVET REVOLVER foi entrevistado na edição da última sexta-feira (27 de maio) do programa "The Kevin & Bean Show" na radio KROQ-FM (106.7) de Los Angeles. Ouça a conversa através do player abaixo. (Nota: a entrevista conversa em torno da marca de 29 minutos e 20 segundos).

publicidade

A autobiografia de Scott Weiland, "Not Dead & Not For Sale" ("Nem morto e nem à venda", em tradução livre), foi lançada em 17 de maio pela Scribner da Simon & Schuster. O cantor colaborou no projeto com David Ritz, o letrista de "Sexual Healing" que co-escreveu autobiografia de figuras como Marvin Gaye, Aretha Franklin, Ray Charles e mais recentemente Don Rickles.

publicidade

Um trecho de "Not Dead & Not For Sale" pode ser visto na RollingStone.com.

No início dos anos 90, o STONE TEMPLE PILOTS — não o U2, NIRVANA, nem o PEARL JAM — era a banda mais quente do mundo. O STP superou mega-bandas como AEROSMITH e GUNS N' ROSES na MTV e nos rankings da Billboard. Weiland tornou-se um frontman icônico na tradição de Mick Jagger, David Bowie, e Robert Plant.

publicidade

Então, quando o STP desmoronou, foi Weiland quem emergiu como emblema dos excessos das estrelas do rock com envolvimentos com drogas amplamente divulgados e passagens por reabilitações. Weiland desde então fez uma série de retornos incríveis, liderando o supergrupo VELVET REVOLVER, lançando trabalho solo, e, mais recentemente, se reunindo com o STONE TEMPLE PILOTS. Ele ainda luta contra a bebida mas prevaleceu como um pai amoroso e dedicado, bem como um artista de negócios cujo dom da criatividade está longe de se esgotar.

publicidade

O livro explora os primeiros anos de Weiland como coroinha junto com sua primeira experiência com sexo e drogas. Weiland discute suas complexas relações com seus pais, padrasto, irmãos e como amor de sua vida Mary Forsberg Weiland. Os leitores aprenderão as histórias fascinantes por trás de suas músicas mais conhecidas e como foi estar lá no início do fenômeno grunge, como a Rolling Stone proclamou em sua capa "o ano em que o punk sucumbiu". "Not Dead & Not for Sale" é um memorial sólido – um livro apaixonado, perspicaz, com um toque de humor que se lê com extraordinária força narrativa.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Grunge: por que as músicas do estilo trazem tanta angústia, segundo Eddie VedderGrunge
Por que as músicas do estilo trazem tanta angústia, segundo Eddie Vedder


Scott Weiland: 7 músicas em que ele mostrou a que veioScott Weiland
7 músicas em que ele mostrou a que veio

Grunge: quem realmente abriu a porta para o gênero entrar?Grunge
Quem realmente abriu a porta para o gênero entrar?


Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1

Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin