Megadeth: "Algumas pessoas não querem música"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/06/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O MusicRadar recentemente conduziu uma entrevista com o frontman do MEGADETH, Dave Mustaine. Alguns trechos desta conversa estão disponíveis abaixo.

785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosHair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesado

Sobre as mudanças de formação do MEGADETH:

Mustaine: “Seria previsível dizer que esta é a melhor formação. Se você olhar a lista, foi ótimo tocar com James Lomenzo e James MacDonough para lembrar o quão bom foi e ver os estilos musicais diferentes.”

“Eles eram ótimos músicos, mas Dave [Ellefson] é o baixista certo para o MEGADETH. Shawn [Drover, bateria] está no MEGADETH há mais tempo do que Nick Menza esteve e eu acho que neste novo disco ele tocou melhor do que jamais fez em sua vida.”

“Ele parece um baterista de metal com algo de Dave do FOO FIGHTERS. Ele estava bem orgulhoso, mas eu não queria dizer: ‘Hey, cara, você soou como Dave Grohl’ e ele diria: ‘Eu odeio alternativo!’. Você nunca sabe com bateristas, eles são imprevisíveis.”

“Então você tem Chris Broderick. Nós tivemos outro guitarrista após Chris Poland e sempre teve resistência para esta posição. Eles tinham que tocar os solos de outras pessoas e muitas das vezes eles reclamavam e queriam improvisar. Não há improviso no MEGADETH. Os Fãs adoram estas guitarras.”

“O que você pensaria se fosse ver ‘Comfortably Numb’ e tocassem 'Brilha Brilha Estrelinha'? Eu lembro de Ozzy após a morte de Randy Rhoads. Alguns caras o substituíram, e eram bons músicos, mas eles não tocavam os solos de Randy, e eu pensava: ‘Que vergonha, cara. Você pode fazer este solo, respeite a lenda aprendendo seu material.’ Chris toca todos os solos, nota por nota.”

Sobre o novo álbum do MEGADETH, “Super Collider”:

Mustaine: “Temos uma coisa de dois álbuns que fazemos com as pessoas. Nós tentamos manter as coisas frescas. Algumas vezes quando você tem um relacionamento artístico ele pode se tornar naturalmente químico e pode ser previsível e perder seu mérito artístico.”

“Algumas pessoas não querem música. Eles querem que eu grave ‘Black Friday’ 12 vezes em um disco pelo resto da minha vida. Eu entendo, é uma música feroz, mas há coisas muito boas em ‘Super Collider’, como ‘Built For War’. Eu amo essa. Eu não sei como vou cantá-la ao vivo, mas eu a adorei!”

Sobre o processo de composição de “Super Collider”:

Mustaine: “Quando eu escrevo, eu tento pensar em como capturar isso. Algumas vezes em meu telefone, algumas vezes em um gravador. Eu transfiro para algum lugar até que eu possa sentar e escutar aquilo de novo.”

“Parte do processo é arrumar os riffs. Eu posso estar deitado na cama, ligar para o correio de voz e começar a cantarolar com minha mão cobrindo o telefone para não acordar minha esposa. Algumas vezes ela acorda e diz: ‘Para quem você está ligando?’ Então, criar os riffs é a primeira parte, depois tocá-los e traduzí-los para a guitarra. Depois colar tudo junto. É bem divertido.”

“As letras são as últimas coisas a serem feitas. Eu sou insistente com elas. Eu não quero soar arrogante, mas a guitarra é divertida para mim, ela vem naturalmente. As letras são onde realmente me desafio, porque tem várias pessoas que respeitam o que escrevo.

Leia a entrevista completa, em inglês, em:
http://www.musicradar.com/news/guitars/dave-mustaine-on-supe...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa477 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3397 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
O que Dave acha de rappers usarem camisetas da banda?

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Contando como foi chamado pelo Megadeth

MegadethMegadeth
Mustaine pede que fãs respeitem as bandas de abertura

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Hair MetalHair Metal
Os maiores cabelos da história do rock pesado

Judas PriestJudas Priest
A bizarra semelhança de Ian Hill e Stênio Garcia

Black MetalBlack Metal
O cotidiano fascinante dos fãs adolescentes

5000 acessosDrogas e Álcool: protagonistas nos piores shows de grandes astros5000 acessosCovers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo5000 acessosRammstein: "Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann5000 acessosHeart: a suruba que não rolou com Alex e Eddie Van Halen5000 acessosTen Masked Men: versões Death Metal para hits pop5000 acessosRonnie James Dio: Analisando a sua poderosa voz

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online